sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O marido de Dayse

Momento da leitora. E quem abre o coração hoje é a Dayse (nome fictício), 39 anos, casada, moradora da deliciosa Aracaju, capital de Sergipe (muitas saudades do Nordeste, minha gente, muitas). O marido da nossa querida, Luiz (nome também fictício), é advogado, escritor e blogueiro.

Aos fatos: Dayse já estava achando Luiz distante havia algum tempo. No último aniversário dele, durante o almoço de comemoração, o fotógrafo da festa propôs uma foto de beijo do casal. Ele virou o rosto, sendo que os cliques dos dois se beijando sempre foram um costume em situações assim. Um mês depois do episódio, ela descobriu uma troca de e-mails entre ele e uma leitora de Minas Gerais. Um diálogo que começou de forma banal: a moça não conseguiu deixar um comentário no blog e escreveu para o autor relatando o fato.

A partir daí, nos contou Dayse, “ele começou a fazer dela sua musa. A cada dois dias o nome dela virava personagem em seus escritos”. E mais: “Ele disse que era casado e tinha duas filhas, mas, em algumas mensagens, dizia que estava com saudades, pois quem ama sente saudades”. Já a fulana disse, nos tais e-mails, “que era muito solitária”.

A gota d’água foi a nossa leitora descobrir que ele colocou o nome da “amiga virtual” em dois livros a serem publicados. Detalhe: as duas obras eram dedicadas a Dayse, que, quando a bomba estourou, disse a Luiz que ia sair de casa. Ele não aceitou e disse que tudo “não passou de uma brincadeira”. O que aconteceu com a moça? De acordo com Dayse, “sumiu por conta própria”. De vez em quando, ela toca no assunto com o marido, que “é só risadas” diante do episódio. Para tentar agradar, nesses momentos ele a chama de “minha esposa”. E ela responde: “Sua esposa tá nas Minas Gerais, pois ela é a sua musa. Eu só tive um poema feito para mim nesses anos todos”.

Agora, o casal segue adiante. E a nossa leitora tenta superar o episódio. “Bola para a frente, vamos viver o que a visa nos reserva.” Pelo sim, pelo não, ela pede os nossos palpites, análises, opiniões, depoimentos e conclusões sobre o caso. Vamos colaborar.

Eu ficaria atenta, queridona. Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeem atenta. Não gostei desses capítulos dedicados a essa qualquer aí não. Mas deu para perceber que você é espertíssima. E que está de olho nesse cabra. Fique bem. Boa sorte procê. E aproveite Aracaju por mim!!!

Beijo grandão,

Isabela – A Divorciada

8 comentários:

Jeff Prestes disse...

Caramba! Cai da cama e vou ser o primeiro a postar, hehehe!

Vamos contrabalancear os cometários femininos da Bela.

Querida Dayse, seu marido estava só 'viajando' com essa menina, o que quero dizer, ele não iria largar você, filhos, uma vida, por causa dessa 'musa virtual'.

Lógico, dói ao nosso ego ver o nosso marido/esposa devotando palavras lindas a outrém, contudo, na vida real, ainda mais homem, não tem coragem de jogar tudo para o alto por uma paixão. Somos medrosos por dentro. Enfim, de concreto nada muda. Nesse sentido, creio, as mulheres tem mais coragem.

Mas ao bonitão e blogueiro questão vai a minha dica: filho, ou tu te contentas com a mulher que tens ou separe logo. Pois sua vida pode virar um inferno com a sua cabeça e coração atormentando os cornos. Ao nosso ego masculino é legal sentir viril novamente podendo galantear outras freguesias, contudo esses joguinhos virtuais parecem divertidos no começo mas só causam chateação no futuro.

Enfim, lendo isso tudo eu só quero uma coisa: quando escolher e ser escolhido por alguém quero que seja a minha musa, minha amiga e o meu tesão, pois ficar olhando pro lado só traz tristeza pra quem olha.

29 de outubro de 2010 08:40
Anônimo disse...

Sem querer ser grossa, desiludida e afins,rsrs. Estou com "o mesmo" a 18 anos e quem procura acha, fato. Por isto acho melhor não mexer muito, qto mais mexe mais ...

E o problema do depois que vc descobre é que, ele expõe o lado dele e vc fica na duvida se é mentira ou verdade. Ligue o alerta, mas não encane muito.

Dica: Vc é poderosa, pense nisto!!

29 de outubro de 2010 08:42
Andarilho disse...

Pelo relato, o Luiz só tava precisando mesmo de sonhar, de viajar na imaginação. Até pq a leitora dele, mais do que alguém de carne e osso, foi só uma idealização dele.

Não acho que ele iria largar a Dayse, e nem é por medo. Acho que ele só queria reviver a sensação de estar apaixonado. Daquela sensação inicial, onde tudo é mais fantasia do que realidade.

E eu creio que ele não escreve mais pra Dayse, pq ele já julga conhecê-la por completo. E qdo se conhece tudo, fica sem graça. A imaginação não flui. Se eu fosse dar um conselho (e se conselhos fossem bons a gente vendia), seria mostrar pra ele que vc é mais do que ele pensa. Mas não mostrar tudo, mas insinuar. O mistério é que deixa as pessoas interessadas.

29 de outubro de 2010 09:57
Albuq disse...

Oi Bela, tô com você, ficaria de olhos bemmmmmmmmmmmmmmmmmmmm abertos.
Outra coisa Dayse, o amor é feito louça, ele é lindo perfeito, mas, quando quebra você remenda, cola tudo, ele se torna um mosaíco, ele está todo remontado, aparentemente igual, mas, as rachaduras, as marcas da quebra jamais sairão de lá. Então, é bom ver até que ponto estão essas marcas em você, para ver se vale a pena o voto de confiança.

bjssssssssss

29 de outubro de 2010 11:49
Tuka Siqueira - Ktralhas disse...

Bah! Poderia escrever um outro post sobre esse assunto! Vou me limitar ao que já disse aqui em outros comentários: Os homens comportam-se ainda como no tempo das cavernas, guiam-se pelo instinto. Se querem sentir o gosto de estar apixonados novamente, porque não dar valor àquela mulher que está do seu lado? Afinal se escolheu ela para casar é porque ela tinha algo de bom e atrativo e se perdeu isso, boa parte da culpa se deve a esse homem que foi deixando aos poucos de cortejá-la. Mulheres são como flores delicadas, precisam de atenção e cuidado, do contrário vão murchando, perdendo o viço. Eles nos tiram todo o viço, e depois correm atrás de uma mocinha mais viçosa...
Também reforço o comentário da Albuq, relacionamentos exigem acima de tudo LEALDADE, e isso é como louça, ou cristal, depois de quebrar pode ser remendado, mas o remendo vai ficar ali, aparecendo, feio, nos lembrando sempre de que foi quebrado. Melhor jogar no lixo!


Abraços

29 de outubro de 2010 12:43
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Acho muito difícil! Acho que Deyse perdeu a confiança e é tão complicado continuar assim. Se não dá pra perdoar totalmente melhor seria talvez procurar outro escritor... e ser a muda dele!
beijocas,
mari

29 de outubro de 2010 15:36
Evelin disse...

Que situação complicaaaaada... odiaria ter um poema podendo ter um livro!

Mas, concordo com Mari, uma vez que se perde a confiança, a vivência passa a ser um tormendo: é ter que olhar emails e recados etc.

Geralmente, não opno muito quando o casal estar junto, pois só nós mesmo conhecemos o que estamos vivendo e sentindo e até onde tudo vai dar. Separados, nós damos a dica para uma próxima relação.

Assim, sorte para leitora, que ela não venha passar por isso novamente.

Beijos

Evelin

30 de outubro de 2010 10:08
Ana disse...

Acho que fui homem em outra encarnação...
Dayse, acho que vc deve ficar ligada sim, mas não deve estragar o seu casamento por causa de uma fantasia dele. Concordo com os meninos: tudo não passou de uma viagem, de uma vontade de se sentir apaixonado (isso nos movimenta e nos faz sentir jovens).
Sei que magoa, mas acho que a palavra chave é tolerância (escrevi isso essa semana no meu blog-diário).
Não estou dizendo que ele está certo, mas acho que deve mostrar para ele que vc é muito mais do que ele pensa e q na verdade vc é a mulher, esposa, amante, mãe e verdadeira musa! O que ele quer mais?

Beijos, beijos e boa sorte!

30 de outubro de 2010 15:18