quarta-feira, 13 de junho de 2012

A surpresa


A gente já se conhecia há mais de um ano. Trabalhávamos juntos, mas pouco ou nada tínhamos conversado sobre temas além do cotidiano do jornal. Cronometrado o tempo, não daria nem cinco minutos de prosa. Se muito. Foi um clique mesmo que deu, na pista, naquele casamento lá, quando você chegou junto. E junto a você eu fiquei. Culpa daquele vestido vermelho, meu predileto para ocasiões mais solenes, a manicure que fez as minhas unhas horas antes olhou para mim e disse que eu ia arrumar um namorado naquela noite, já te contei essa história.

Eu não pensava que fosse ser sério. Nem você, tenho certeza. Mas acho lindo olhar para trás e lembrar como tudo foi acontecendo tão intensamente. Aquela folga combinada para o mesmo dia (era terça ou quinta?), garantindo o cinema à tarde, um final de semana, outro também, mais outro, éramos as nossas companhias mais frequentes. Saiba que eu sempre gostei de estar acompanhada por você. Até demais...

Eu nunca tinha vivido nada parecido. E aquilo era só o começo da causação. Ou eu poderia imaginar que, além de casar com o colega de trabalho com quem mal conversava, ainda ia ser numa cerimônia tripla, com mais dois casais, com direito a noivo vestido de gorila na festa e tias gritando o meu nome na hora em que eu cheguei ao altar?

Muito obrigada pela surpresa você sempre foi para mim. Por ser o companheiro que você é. Saiba que eu sou grata à vida por ter me dado um amor assim. Santo Antônio devia estar de ótimo humor quando deu aquela força para os nossos caminhos se cruzarem, salve, salve. 

Soy loca por ti.

Much love, 

Isabela – A Casada com você, senhor Guarda Belo 

9 comentários:

Giselle Mota disse...

Que lindo :-)

13 de junho de 2012 00:13
Anônimo disse...

Poxa, assim eu fico encabulado. Obrigado pelo post, pelo companherismo, pela cumplicidade, conselhos, carinho, amor, enfim, por ser você. Me deve um piercing. Beijos, beijos, beijos, do Noivo-Gurada-Gorila-Belo

13 de junho de 2012 00:14
Anônimo disse...

Ah, valeu Santo Antônio, um abraço e muitas felicidades para você e todos aí no Céu... ou no altar da igreja.

Guarda-Santo

13 de junho de 2012 00:17
Andarilho disse...

Só posts inspirados nessa semana.

13 de junho de 2012 08:37
Mirna Nóbrega disse...

Que linda declaração! Adoro as histórias de amor.
beijos

13 de junho de 2012 11:19
Evelin disse...

Que fofo!

Felicidades ao casal.

bjs

Evelin

13 de junho de 2012 15:25
Albuq disse...

Que declaração linda Bela! Toinho (Sto. Antônio) vai ficar na geladeira até agilizar minha questão. Se não quiser virá picolé tem que me proporcionar algo lindo assim! kkkk

bjsssssss

14 de junho de 2012 15:24
Vanessa disse...

Linda linda linda história, Bela. Adoro vocês dois. Beijo grande.

15 de junho de 2012 14:52
Anônimo disse...

E eu, como cupida sem querer, fico mega feliz por ver dois amigos maravilhosos apaixonados e felizes. Beijos da vanessafadamadrinha (atentem para o safada no meio da assinatura)

Beijos, beijos

15 de junho de 2012 17:06