segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

UFC: Não curti



Antes que alguém me acuse, eu já vou logo dizendo que sou a pessoa mais ignorante do mundo em matéria de esporte. Burra com quatro Rs, como dizia um tio meu. Mesmo sendo uma leiga total, não consigo deixar de me espantar com o fato de que, nos últimos cinco minutos, todos os homens do mundo passaram a ser fanáticos por UFC, algo que eu não sabia nem que existia até então.

Guarda Belo é fã e diz que adora desde os tempos do VHS. Eu acredito quando o meu marido diz isso, mas acho que ele é uma exceção. E que o fator modinha prevalece: se alguém achou bacana, todo mundo passa a achar. Preguiça, muita preguiça dessas bombações instantâneas.

Tenho ainda outros motivos para não curtir o UFC. Em primeiro lugar, não gosto de ver gente brigando e apanhando. Me deprime. Em segundo, vamos combinar que esse é um campeonato muito mala em termos de dias de exibição? Gente, tem luta todo sábado à noite (ou quase, sei que posso estar escrevendo bobagem, me corrijam)!!! Existe coisa mais insuportável do que você querer sair para jantar, ou mesmo ficar em casa e pedir uma pizza, abrir um vinho, e o seu parceiro ali, ansioso pela disputa que vai começar na madrugada? Nada contra esportes de meninos, pelo contrário, acho sexy ver Guarda Belo torcendo pelo Timão, mas futebol tem na quarta, no domingo à tarde, tudo bem. Mas sábado à noite, fala sério, tinha que ser assim?

E tem mais: não sei como, nunca conseguirei entender, todo final de semana o espertinho que inventou o UFC inventa mais uma luta incrível, histórica, absurda, que todos os aficionados do mundo precisam ver. Como se fosse uma final de Copa a cada sábado. Algo completamente imperdível que, se não estiver à disposição na TV, vai estar na internet. Alguma criatura sem coração vai mandar o link para o seu marido ver. Certeza.

Guarda Belo me diz que sabe de várias mulheres que gostam de UFC. Sim, natural, gosto não se discute. É claro que, diferentemente de mim, outras meninas podem amar. Mas, além daquelas que genuinamente apreciam a coisa, é preciso destacar dois outros grupos: 1) As Marias Octógono, que têm fetiche; 2) As dissimuladas que dizem que adoram só para conquistar a simpatia masculina. Definitivamente, as duas situações não fazem parte do meu show.

Baby, pode continuar vendo o seu UFC. E me chamando para conferir aqueles golpes sensacionais que você garimpa no You Tube. Vou continuar me levantando do sofá para ver. Porque te respeito e porque quero conhecer as coisas das quais você gosta. Isso além de concordar que sim, algumas manobras de fato são fora desse mundo. Mas saiba: aqui e ali eu posso pedir para a gente esquecer essa vibe de luta, só para variar um pouquinho.

Pode ser?

Isabela – A Casada que não curtiu o UFC

14 comentários:

Andarilho disse...

Como eu não tenho TV, nem fiquei sabendo dessa modinha. Vantagens de não ter TV.

23 de janeiro de 2012 00:15
Tati disse...

Não gosto!

23 de janeiro de 2012 08:32
Anônimo disse...

Belita, no meu caso, acompanho o MMA (eufemismo para o ex-Vale Tudo, onde não valia tudo) desde 1996, quando algum traficante me ofereceu um VHS (metade da audiência do blog vai ter que recorrer ao google agora, mas antes do DVD era como os dinossauros, o Fred e o Barney assistiam campeonatos de luta)...

Mesmo assim gostei do post, apesar da espinafrada final, embora ache que você tenha lido o Agora de domingo para se inspirar. ;-)

Como disse outro dia, se tivesse 70 anos a menos, acho até que iria querer ser lutador de MMA, com certeza apanharia menos e com menos frequência do que no jornalismo diário. hahahaha.

Guarda "The Showtime" Belo

23 de janeiro de 2012 10:19
Giselle Mota disse...

Bela, eu faco parte do time das que adoram!!!Eu ja curtia vale-tudo e agora adoro MMA...rs
Nao enxergo como briga(mesmo pq odeio briga e se vejo na rua, passo ate mal!), mas como luta mesmo ;D
Bjos

23 de janeiro de 2012 11:16
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Olha, eu gosto de luta, especialmente as marciais e boxe! Mas UFC definitivamente não me pega...não me conformo com aqueles brutamontes de shortinho se agarrando!
Além disso, me irrita ter 4 TVs ligadas no UFC nos bares que vou. Já não basta o futebol?
E meu namorado ainda tenta me convencer da importância social do UFC...ahã...

bjss

deb

23 de janeiro de 2012 11:30
Anônimo disse...

A importância social do UFC é bem próxima de zero, mas quem resiste àqueles brutamontes de shortinho se agarrando??? Ainda mais em quatro TVs. Hahahahahahaha.

Guarda Mongo

23 de janeiro de 2012 12:25
Evelin disse...

"Assito" isso desde pequena - meu pai assistia na verdade. E quando não podia, minha mãe tinha que gravar, e vire e meche, acabava vendo alguma coisa.

Meu namorado, foi professor de muai uns oito anos, e foi com ele, que entendi mais sobre esportes de luta... entendi muita coisa na verdade.

Entretanto, não assisto. Não gosto de luta, de briga, de nenhuma espécie - tipo, nem a verbal.

Agora o fato de "tá modinha" é em razão dos brasileiros né, todo esporte só vira modinha nesse país quando o jogador, os jogadores, estão vencendo...

Beijos

Evelin

23 de janeiro de 2012 12:41
Albuq disse...

Menina, pura verdade. É o que mais vejo agora, homens parando tudo no sábado a noite prá vê isso. Gente, virou febre mesmo! Passada! kkkk Pensei que era só eu que achava isso! bjsssssss

23 de janeiro de 2012 12:57
Carol disse...

Também acho um saco! Chato bacario.
Assisti uma vez, com o Galvão narrando, pra nunca mais...rs

23 de janeiro de 2012 13:02
Lunna disse...

Adoro !! Sempre curti !

23 de janeiro de 2012 16:18
Marta Melo disse...

Apoiadíssima Bela!!!Como gostar de ver duas criaturas apanhando???Fico pensando no sofrimento das mães deles assistindo aquilo...E sábado a noite ngm merece né?E agora que a globo comprou esse campeonato vai ser o esporte nacional,affff!

23 de janeiro de 2012 22:22
Andréa disse...

Eu tbm acho um porre isso... Uns moleques brigões que ficam tirando onda de machão...

Alguém devia avisar aos dignissimos que adoram assistir esse desserviço que com certeza que haverá um cara inteligente cheio de amor para dar num sábado a noite... Enquanto muitos dos machões passam um sabado a noite para ver 2 caras se agarrando até que um esteja meio morto literalmente. Não basta golpear, tem que quase matar... Tirar sangue mesmo.

Quer ver briga feia, com bastante pancadaria? Vá ao suburbio mais próximo de você.

Sério... Essa "febre" deve ter começado mesmo por causa da Sandy que se declarou fã dessa porcaria... Ai já viu...

24 de janeiro de 2012 11:58
Fábio MH disse...

Nunca tinha lido seu blog. Adoro MMA, mas achei seu texto muito engraçado.

Acho que você leu a mente da minha esposa. Rs.

24 de janeiro de 2012 14:08
Anônimo disse...

Tem um monte de famoso que divulga, financia e adora UFC. Rafinha Bastos, por exemplo, o rei do Twitter, é fã incondicional. Dai os fraquinhos de personalidade seguem seus ídolos famosos. E assim nascem as modinhas. Acho bem violento. Já assisti algumas vezes, mas confesso que não consigo ver gente apanhando. E rola uma grana federal naquilo ali!Gosto não se discute, né? Bjs

Cátia

24 de janeiro de 2012 22:55