segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Canções de amor...

Dia de convidado especial. Especial e fofo, um gentleman que nos atende prontamente sempre que pedimos post: Luiz Otero, jornalista e amigo, autor do blog Musicalidades. Na pauta, canções de amor. Expert que é, ele garimpou algumas melodias lindas de morrer para nós. Fiquemos com ele.

Thanks, Luiz! Mais uma vez, muito obrigada pela colaboração. E pela sua gentileza para conosco.

Beijos, lembrando que nós estamos assim, meio de férias, em janeiro,

Isabela – A Casada

A equipe do 3x30 me incumbiu de uma missão difícil: tentar selecionar algumas das canções de amor mais emblemáticas. Aquelas que povoam o inconsciente da memória popular há vários anos e que, de certa forma, ainda continuam cumprindo o seu papel, que é o de colocar o amor em seu devido patamar de devoção. O fato é que há uma linha muito tênue entre o piegas e o romântico. Fica difícil estabelecer parâmetros, pois sempre há uma tendência do ser humano para o chamado pré-conceito. O que para um soa brega, para outro pode representar um momento especial de lembrança, como um primeiro encontro de olhares com a mulher amada. Mas vamos a alguns exemplos produzidos em nossa terra brasilis, para quem busca algo nesse estilo romântico.

Creio que há uma certa unanimidade quando se cita Carinhoso, o clássico de Pixinguinha, com letra de João de Barro, o Braguinha. Não bastasse a melodia ser incrivelmente bela, a letra continua sempre acessível nesses tempos infestados por redes sociais. Quem é que não diria para a pessoa amada que o coração bate mais feliz ao lado dela?

Outra unanimidade é o clássico de Tom Jobim e Vinícius de Morais, dois românticos incorrigíveis. Eu Sei Que Vou Te Amar é de uma profundidade ímpar, uma letra que transborda paixão até o teto, emociona em qualquer lugar do mundo.

Nos anos 80, Ivan Lins cantou em dueto com sua então esposa Lucinha uma das composições mais românticas de seu repertório, que leva somente Amor no título. Isso por si só encerra a justificativa para entrar nessa breve seleção.

O Rei Roberto Carlos é outro romântico incorrigível. Produziu ao longo de seus mais de 50 anos de carreira uma série de canções que com certeza embalaram milhares de romances pelo País. Esta é a minha preferida do Rei: Como é Grande o Meu Amor Por Você

Djavan tem composições românticas bem emblemáticas em seu repertório. Alguns diriam sem pensar que Meu Bem Querer é a maior delas. Mas a que mais gosto, por causa de minha esposa, é claro, é Pétala. Uma outra pintura de letra e melodia

Tim Mais compunha e cantava como ninguém. E quando se metia a cantar música romântica, sempre emocionava. Esta canção é de sua autoria e tem uma letra simples e sempre atual. Qual mulher resistiria aos versos de Você, composição de um disco da fase inicial?

Cassiano não teve uma carreira constante no que se refere ao lançamento de discos. Mas deixou pérolas românticas e incrivelmente perenes, como a canção Coleção, que volta e meia é regravada por algum artista nacional.

Maria Bethânia decidiu gravar esta canção, que segundo ela mesma informou em uma entrevista, era jingle de propaganda de um motel nos anos 70. Cheiro de Amor é uma das suas melhores interpretações, com uma letra e melodia que caíram com uma luva em sua voz incrivelmente cheia de amor.

Sonho Real é de Lô Borges e Ronaldo Bastos. Não é muito conhecida do grande público, mas tem uma letra bem inspirada, com versos marcantes como Felicidade pode estar pelo sim ou Vem meu anjo torto/Abusar do meu conforto/]Ser meu bem em cada porto/Que eu ancorar.

E vou parando por aqui. Tenho certeza que quem ler esse texto sentirá falta de alguma composição que não foi incluída. Até porque o amor, como alguém já cantou antes, é infinito por natureza, e não se encerra em si próprio. Se renova a cada dia que passa, quando é verdadeiro e autêntico.

Luiz Otero – O Casado Romântico

5 comentários:

Carol disse...

Nossa, ótima lista! mandou muito bem.

Eu acrescentaria Nana Caymmi..."Não se esqueça de mim"

http://www.youtube.com/watch?v=DxJYFrmrdjo

Beijos

30 de janeiro de 2012 00:45
Carol Peclat disse...

Boooa, Nana Caymi :)

http://calcinhasexy.blogspot.com

Inté :*

30 de janeiro de 2012 16:58
Patricia Digue disse...

Nossa, perdi o folego!

Parabéns pela seleção, amigo Oteto.

Bjs da Solteira

1 de fevereiro de 2012 12:33
Patricia Digue disse...

Ops, O-TE-RO bjos

1 de fevereiro de 2012 12:34
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Adoro listas de música.
Mas essa cheiro de amor, nunca tinha ouvido, rapaaaz, que coisa máaar brega!
Mas, tá certo, no amor, breguice é ingrediente =)

beijos e brigada!

deb

1 de fevereiro de 2012 12:48