quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Homem é tudo bundão

Não sou eu que estou dizendo. É meu amigo Casado que assina o texto abaixo. Não que eu não concorde. Mas nada como uma pessoa com conhecimento de causa para dizer sobre o tema. Estávamos batendo papo pelo msn sobre relacionamentos quando ele me solta essa frase. Aí eu disse: opa, desenrole! E ele pariu esse texto em poucos minutos. Bem-vindo, amigo!

Débora - A Descasada

ps: Eu andei meio sumida porque fui para um retiro. Passei três dias treinando aikido, kendo e meditando dentro de um convento que fica nos arredores de São Paulo. Foi uma experiência maravilhosa que vale um post. Mas como ainda estou absorvendo tudo o que passei lá, fica para depois essa reflexão.

"Minhas amigas vibram quando eu digo que homem é tudo bundão. Perceba que estou correndo risco de levar uma surra de qualquer um dos meus amigos por escrever isso. Mas cara, essa é a mais pura e triste verdade. Homem, embora queira sempre parecer O Comendor, O Cara Perigoso e tudo mais, na real, é apenas uma criancinha chorona. Ok, uma criancinha que quer transar com qualquer mulher que aparece na frente. Mas, no fim das contas, a gente não cresceu ainda. A gente é bundão.

O primeiro ponto que vocês mulheres devem observar no homem é o problema com o compromisso. Não é que a gente não quer casar, não quer namorar, nada disso. Essas coisas são até legais, principalmente porque alguém precisa tomar conta da gente. O que homem não quer é comer uma só mulher. Sabe por que? Mostre dois carrinhos de controle remoto pra uma criança. Não tem essa história de 'só pode escolher um'. Ela não consegue. A cor de um é mais bacana, mas o outro tem um desenho mais legal, um controle tem um adesivo mais bacana...eventualmente, o moleque vai escolher um deles e começar a brincar. Espere até outro menino aparecer e brincar com o carrinho que ele tinha deixado pra trás. Sabe o que acontece? Treta. Menino 1 (o que escolheu um carro) e o Menino 2 (que pegou a sobra) vão sair na mão, porque o 1 acha que tem direito sobre todos os carrinhos, já que ele chegou primeiro. Releia este parágrafo mais uma vez. Isso, eu estava fazendo uma metáfora sobre homens pegando minas. Casar não é o problema. O problema é brincar com um só carrinho para resto da vida.

E isso, minhas amigas, é o primeiro sinal de como homem é bundão. O desgraçado não consegue crescer e entender que você precisa fazer escolhas. Ele não quer escolher, ele quer ir levando a vida e pronto. Isso tem um nome: coisa de bundão. Vamos para o segundo ponto. Homem não consegue tomar conta de porra nenhuma, a não ser do carro. Homens casados não tem ideia do que se deve comprar no supermercado, na maioria das vezes não sabem que é necessário limpar a casa mais que uma vez por semana e acham que papel higiênico nasce no banheiro. Cara, pergunte para qualquer puto como se passa uma camisa? Adivinha? Ele não sabe. Ou o desgraçado descola uma mina pra tomar conta dessas porras, ou paga uma empregada. E ainda tem o mais desprezível de todos, que é o cara que não sai da casa da mãe. Resumindo tudo isso: um adulto que não consegue tomar conta das próprias cuecas só pode ser bundão.

A pior parte, na real, é quando um sujeito desse (95% dos rapazes quevocê encontra por aí) resolve casar. Perceba que ele não sabe se cuidar, precisa de atenção e ainda quer comer todas as suas amigas. Mesmo assim, ele precisa de você. É sério. Ele quer tudo de você, quer também tudo de todas as outras mulheres em volta. Mas, sem você, o cara não consegue viver. E não ache ele vai entender direito quando você disser que não aguenta mais. Quando você der o pé, seu homem vai ficar mal, vai chorar e procurar a primeira mulher que possa dar tooooda a atenção que ele precisa – porque é assim que ele sobrevive. Não preciso dizer como isso é coisa de bundão, né?

Duas pessoas podem viver juntas por muito tempo, completamente infelizes. O homem não vai ligar. Dá pra abstrair com futebol, balada com os amigos e putaria. Só de pensar em separar, o homem pensa em voltar a ser criança e ir morar com a mãe. Dá um puta trabalho, dividir grana, apartamento e todas essas coisas. Ele só faz isso se já tiver outra mulher, que já está cuidando dele. Então, pra quem sobra o trabalho pesado, o lance todo de ser feliz? Pra mulher. É por isso que na maior parte das vezes, o pé na bunda é feminino. Ela larga e pronto. Vai cuidar das suas coisas, porque já está de saco cheio de cuidar das coisas do cara. E aí ela vai chorar, vai achar que não vale nada, tudo porque não tem mais ninguém pra tomar conta. Loucura, não? Mas na maioria dos casos, é assim mesmo. No final das contas, acho que falta um pouco de auto-estima para as moças. É isso que faz com que os homens possam ser bundões impunemente. Na hora que as minas perceberem que elas é que mandam de verdade (sim, elas mandam. Desculpe, pequenos machos chorões), aí o pau vai comer. O mínimo que você vai ter que fazer pra manter uma namorada é aprender a fazer crochê."

O Casado

27 comentários:

Fernanda Crancio disse...

Um homem lúcidoooo! Uma boa alma que reconhece e admite as idiossincrasias de seu próprio gênero. Por onde você andou? Do que vc se alimenta? hahahaha
Muito bom o texto, parabéns pela iniciativa!!!

14 de outubro de 2009 12:58
Anônimo disse...

Nooossa, gostei de ver a sinceridade...acabei de confirmar algumas hipóteses a respeito de homens...do meu namorado, pra ser mais específica. Ultimamente o meu relacionamento tem sido uma guerra, em parte em consequência dessa forma tão estranha dele ver o mundo. Realmente...não devo ser a única.

Parabéns pelo post e pelo blog!

14 de outubro de 2009 12:59
Andarilho disse...

É verdade pra maioria dos casos.

Eu sou bundão tb, mas por outros motivos.

14 de outubro de 2009 13:29
Anônimo disse...

FANTÁSTICO! Resume em poucas palavras alguns anos de teorias femininas...

14 de outubro de 2009 14:05
Rossana Fernandes disse...

Nossa, amei isso aqui.
Bjs

14 de outubro de 2009 14:49
Nina disse...

Puxa! Conheço alguns assim, mas não pense que fosse todos...
:(

14 de outubro de 2009 15:31
Ju disse...

E o pior não é isso... as mulheres agindo dessa forma, com conivência, acabam acostumando mal.

É aquela coisa, se tem uma besta que faça, porque eles vão se contentar com quem não faz?!

Legal o blog
Bjo

14 de outubro de 2009 15:59
Celuppi disse...

Falou TUDO! O que é melhor, isso veio da boca, ou melhor, das mãos, de um homem! AFF!
Parabéns pela coragem!

14 de outubro de 2009 16:08
Anônimo disse...

"No final das contas, acho que falta um pouco de auto-estima para as moças. É isso que faz com que os homens possam ser bundões impunemente. Na hora que as minas perceberem que elas é que mandam de verdade (sim, elas mandam. Desculpe, pequenos machos chorões), aí o pau vai comer. O mínimo que você vai ter quefazer pra manter uma namorada é aprender a fazer crochê."


É, há muita verdade nas suas palavras, inclusive quando fala da pouca, auto-estima das mulheres(sei do que falo)MAAAS, não venha colocar a culpa apenas em nós, todos devemos ter responsabilidade e consciência de nossas falhas, carências, medos etc....coisa que todos nós seres humanos devemos buscar enxergar e resolver apenas conosco, dói um pouco, mas o resultado é infinitamente compensador.

Ah !!! e não é necessário em se preocupar em saber fazer crochet, para MANTER a namorada, basta ser sincero em primeiro lugar consigo mesmo, e o mesmo vale para as mulheres é claro. Acredito que o ideal nas relações não é saber MANDAR ou LEVAR e sim COMPARTILHAR.

Beijinhos e boa sorte,
Nancy

14 de outubro de 2009 16:09
Anônimo disse...

"No final das contas, acho que falta um pouco de auto-estima para as moças. É isso que faz com que os homens possam ser bundões impunemente. Na hora que as minas perceberem que elas é que mandam de verdade (sim, elas mandam. Desculpe, pequenos machos chorões), aí o pau vai comer. O mínimo que você vai ter quefazer pra manter uma namorada é aprender a fazer crochê."


É, há muita verdade nas suas palavras, inclusive quando fala da pouca, auto-estima das mulheres(sei do que falo)MAAAS, não venha colocar a culpa apenas em nós, todos devemos ter responsabilidade e consciência de nossas falhas, carências, medos etc....coisa que todos nós seres humanos devemos buscar enxergar e resolver apenas conosco, dói um pouco, mas o resultado é infinitamente compensador.

Ah !!! e não é necessário em se preocupar em saber fazer crochet, para MANTER a namorada, basta ser sincero em primeiro lugar consigo mesmo, e o mesmo vale para as mulheres é claro. Acredito que o ideal nas relações não é saber MANDAR ou LEVAR e sim COMPARTILHAR.

Beijinhos e boa sorte,
Nancy

14 de outubro de 2009 16:10
Letícia Volponi disse...

Adorei...

14 de outubro de 2009 19:28
Karina disse...

mew gostei do texto inteiro, mas o último paráhrafo, mesmo elogiando as mulheres, me pareceu meio que machista, sabe...Então um cara para não ser bundão tem que saber fazer crochê??? Eu sei que foi uma metafóra, não sou tão literal assim, mas é aquilo que sempre falo: nessas frases compreensivas e engraçadinhas, será que sempre tem que ter uma conotação machista?

E aquilo que mulher dá o pé na bunda do cara e fica chorando depois??? Se liga, né...Nem todo mundo darling!!! Fica a impressão que mulher prefere ser escrava conformada para não ficar sozinha...Visão pequenaaaaaaaaaaaaa!!!

14 de outubro de 2009 20:39
Clarissa B. disse...

Como eu faço pra vcs entenderem que estou batendo palmas??? Clap, clap, clap resolve????

Estou boquiaberta....

Concordo com tudo que o casado disse... apesar da minha pouca experiência... mas é bem assim mesmo...

Beijos...

14 de outubro de 2009 23:29
larissakarvalho disse...

Já que todos são bundões mesmo... minha preferência é que, pelo menos, seja uma bunda dura!! Pq homem bunda mole é de matar!!

3 bjos!

15 de outubro de 2009 00:02
Mariana B. disse...

Apesar da lucidez do texto, então, no fim das contas, a culpa é nossa? Pois um homem já aprende a ser bundão em casa, com a mamãe que faz tudo, e sobra para as outras mulheres ter pulso firme para ensinar aos homens como serem homens... Tem que aprender a fazer crochê mesmo, pelo menos é um problema a menos já que temos outros para resolver.

15 de outubro de 2009 00:39
Doggas disse...

enfim, um ser honesto e sincero... meninas, obrigada por trazer o texto à luz. hahaha recomendando para todas as amigas lerem. Quem sabe assim a gente não aprende?

(adicionando no blog tb!)

15 de outubro de 2009 12:23
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Casado,

coitada da sua mulher. Se fosse ela, daria o controle remoto para outro.

Beijo,

Giovana

15 de outubro de 2009 17:26
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Isso mesmo, taí um homem honesto.

Gostei, Casado. Escreva mais pra gente.

Beijos e seja bem-vindo,

Bela - A Divorciada

15 de outubro de 2009 18:04
Verônica disse...

Rapaz q texto massa! Adorei a sinceridade do cara!

Beijos meninas!

16 de outubro de 2009 09:05
Paloma, a mãe disse...

Achei deveras machista, não gostei não. De que adianta se reconhecer bundão se não consegue refletir sobre sua condição de machista. Parce ser mais uma justificativa para ser bundão. Abomino.

16 de outubro de 2009 10:56
Paulinha Costa disse...

Eu já me casei e me separei duas vezes. Sim, as teorias são bem fundamentadas, não há duvida! Mas a constatação de que o que eu procuro está em 5 % é desanimadora heinnnn.
Eu não quero um bundão, porque já deixei de ser bundona a muito tempo, não tenho mais paciencia para isso. Já sei que para estar com alguém é alguém da exceção então pode ser que aconteça como pode ser que não, vamos vivendo a vida numa ótima! Eu esttou pronta mas tambem estou curtindo o melhor que posso.

17 de outubro de 2009 12:24
g e r a disse...

Concordo em algumas coisas que o rapaz casado falou, mas tambem existem excecoes e que nos tempos de hoje sao esquecidos pela generalidade causada!!!
Meninas homem bom, bacana, fiel, responsavel e que quer ter algo serio e ser feliz existe viu e nao eh tao dificil assim de encontrar...
beijos e abracos,
g e r a

20 de outubro de 2009 20:16
Anônimo disse...

Acho que existe um certo exagero nas palavras dele, embasada fortemente por um cultura ocidental, e pelo esquecimento das milhões de pessoas que se viram sozinhas pelo mundo. Sim, é claro que é bastante vantajoso trocar todo o trabalho de organização por "mimos" numa relação. Sim, é verdade que por vezes somos insaciáveis, querendo uma, duas, três, sem nunca se conformar. No entanto, a maior das verdades acabou sendo esquecida: "Em tempos de necessidade, se aprende a fazer tudo!". Afinal, se n fosse assim não existiram monges, filósofos, professores...

22 de outubro de 2009 13:03
Rolf disse...

Vamos em partes...
Primeiramente acho tão perigosa uma afirmação dessa, como se eu falasse: mulher é tudo piranha.
Eu sou solteiro convicto, mas eu respeito compromisso, muito diferente de muitos "casados" que não respeitam o compromisso.
Acho que cada ser humano nasce com uma necessidade diferente. Pega um espírito livre e põe numa gaiola, ele vai ser infeliz. Pega um espírito que tem necessidade de companhia e deixe-o só e ele vai ser infeliz da mesma forma.
Querido casado, eu fiz uma escolha sim. gosto da minha vida de solteiro. Gosto de viajar, subir montanhas, nadar com tubarões e por isso não quero compromisso. Isso é uma escolha e isso não faz de me um desgraçado.
Quanto ao segundo ponto: não tenho carro para tomar conta, mas eu tomo conto da minha vida. Eu faço compras, limpo minha casa e sei passar minhas camisas, além de cozinhar e ainda trabalhar muito para pagar as contas. Se você não sabe fazer isso, somente sua mulher, desculpe, mas o verdadeiro bundão é você.
O homem não vai ligar para estar infeliz, somente a mulher? Ah tá. Fica combinado assim então. Até parece que nenhuma mulher trai e busca afeto e melhorar a auto-estima fora do casamento. Você vive em que mundo amigo?
Desculpem, mas eu já saí da vitimação há muito tempo e na minha vida não existe culpa, existe responsabilidade. Culpa é um adesivo que se cola no outro ou em si mesmo (independe se é homem ou mulher) e é de difícil remoção. A responsabilidade é sempre dividida.

Se escreve um texto com tanta revolta, eu me pergunto, se você é fiel ou se também come outras na rua e se você é uma dessas duas pessoas infelizes que não liga para isso... Caso sim, vai fazer uma análise, caso não, respeita a minha opção de solteiro, assim como eu respeito a sua de ser casado...

rolfmuller@gmail.com

26 de outubro de 2009 09:33
Anônimo disse...

Ui. Alemoa ficou putinha. Calma, você vai encontrar alguém que te deixe feliz.

28 de outubro de 2009 01:12
Anônimo disse...

Putz, o casado precisa de análise. Acho que o marido dele deve sacanear a moça, que revolta é essa?
Generalizar o comportamento humano é burrice pura. Eu vivo um casamento bem resolvido há 10 anos. Cuido da minha família, trabalho, mando flores pra minha princesa sempre,levo pra jantar, viajar etc.
Cuido do meu carro, do dela e dela própria. Nunca traí, nem pretendo. Sei lavar, passar, cozinhar e dividir as tarefas da casa com ela. Nos apoiamos, nos completamos e ponto.
Eu não me considero uma "raridade" de homem. Meus amigos, na maioria, se comportam assim. Tem os bundões , mas a estes, aviso: Um terapeuta pode ajudar!
O mundo moderno exige ações modernas. Machismos estão fora de moda. Mulher, ou seja, esposa, namorada e companheira não é mulheta de marmanjo.Mas generalizar é demais.
Homem com H!!!

31 de janeiro de 2010 22:09
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:01