sábado, 4 de abril de 2009

Uma carta para mim mesma


Esse é um post inspirado num e-mail bonito que recebemos de uma leitora fofa, chamada Patrícia. Na mensagem, ela conta que, há pouco tempo, escreveu uma carta para si mesma e colou no espelho. O texto fala basicamente sobre como nós, mulheres, não devemos baixar a guarda na hora errada, com homens que não merecem o nosso estresse. Pois aqui vai a minha carta para mim mesma, Patrícia. Um beijo grande, super obrigada por ler o nosso blog e me diga o que você achou depois, please.

Querida Isabela,

Você já aprendeu, com o seu divórcio, o quão frustrante pode ser o fim de um amor. E o quão bom pode ser quando ele aparece de novo, quando você menos espera, onde você menos imagina, trazendo consigo emoções absolutamente novas e arrebatadoras. Você sabe que não precisa ter medo. Você não teve medo diante da situação mais difícil que já enfrentou. Pois continue assim. E não baixe a guarda: ame-se primeiro se quiser ser amada. É assim que funciona, você já entendeu, homem não gosta de mulher que não se dá o valor. Há muitos exemplos ruins nesse sentido bem perto de você. Inspire-se neles para agir de modo contrário. Cabeça erguida, cabeça erguida.

Acredite na vida, nas boas energias, no fato de que as coisas simplesmente acontecem. Basta viver. E lembre-se da lição valiosa que aprendeu com o pai da sua amiga-irmã Mariana sobre como lidar com os homens. Era ele que dizia: “quer me prender, me solte”. Pois é isso mesmo. Deixe-o livre, bem livre, que amor não é prisão. Respire fundo e conte até dez se tiver ciúme. Ninguém consegue segurar ninguém por decreto. É preciso estar-se preso por vontade, não é verdade? Deixe acontecer, querida. E, sempre: seja mais você.

Beijos para mim mesma (e para vocês todos, meus destinatários também),


Isabela – A Divorciada

12 comentários:

Keyllita disse...

Ai, linda! Eu também tenho algo parecido: uma lista! Ë uma lista que fiz ainda quando fazia terapia com coisinhas sobre cuidado facial, corporal e mental, com que tipos de homens eu nao encaixo nem quero e outras coisinhas mais. Me ajudou um montao e de tanto ler, já tenho tudo memorizado.

Um beijo, lindona!
Keylla.

4 de abril de 2009 05:54
Des-Venturas da Rubra Rosa disse...

Isabela

Adorei a carta que você fez para si mesma, linda e verdadeira. Guarde-a com carinho e quando necessite de uma força, tire-a do baú e leia em voz alta para si mesma.

Eu tenho uma carta que escrevi para mim mesma, tem mais ou menos 20 anos, hoje a leio e rio, preciso fazer uma nova carta, ler teu post de hoje me deu ânimo para escrever novamente para mim mesma.

beijos

Patifa

4 de abril de 2009 07:08
Des-Venturas da Rubra Rosa disse...

Isabela

Transcrevi a carta para mim mesma, o detalhe é que na época eu tinha 14 anos huahuahau, depois da uma passada no blog pra ler e rir.

beijos

5 de abril de 2009 00:06
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Bela amiga,

eu escrevo cartas para mim mesma quase todo dia - são os meus diários. Depois dos blogs, confesso que passei a escrever menos nos meus caderninhos. Mas é incrível como eles me ajudam a organizar minha mente e meu espírito. É o meu divã custo zero!

Adorei sua carta para vc mesma e para todas nós :-)

bitocas

Deb, casada

5 de abril de 2009 09:29
Anônimo disse...

Bela,

Obrigada pela referência no post. Amei a carta ! É isso mesmo :lembrar que a vida se encarrega de trazer aquilo que vc merece e ter consciência de que vc não merece pouco !
Virei semre aqui.
bj
Patricia

5 de abril de 2009 13:54
Anônimo disse...

E quem um dia irá dizer que não existe nas coisas conversadas nos museus? Pois é, cartas, documentos, quadros, tudo isso que os historiadores guardam com tanto carinho, enquanto nós somente nos dedicamos ao digital, ao etereo... Porque todo esse rodeio pra comentar? Porque ao notar que uma coisa tão simples como uma carta pode ser capaz de estimular e levantar o ânimo de uma certa isabela..., me faz pensar que nas pequenas simplicidades da vida é que se encontra a verdadeira felicidade. E também que a minha irmã escreve bem. ^^
Beijos Irmã!
Miguel
(por sinal ainda estou com "fear of the dark" na cabeça...)

5 de abril de 2009 22:48
Camille disse...

Oi gurias!

Achei muito legal esta historia de escrever para nos mesmas...acho estou precisando fazer isso!!!

Bjao e otima semana!

6 de abril de 2009 10:17
Fabio Saraiva disse...

Buenas,

Passei para mandar um beijo e parabenizar pelo sucesso do blogo,

Detonem aí, Bela e meninas.

8 de abril de 2009 20:50
Anamélia disse...

Um lindo dia para escrever uma carta para si mesma.Bjos namorandinha.

8 de abril de 2009 23:39
Paloma disse...

Querida Isabela,
Sensacional a carta. É isso mesmo. Se todas nós tivéssemos uma dessas no espelho, quem sabe não acabaríamos com os babacas do mundo? bjos
Paloma e Isa

9 de abril de 2009 07:19
Dani disse...

Isa, que linda carta! Eu acho, na verdade, que sua história daria até um livro. De auto-ajuda não, peloamordedeus! Mas de amor..um amor que nasce, que acaba e renasce. Saudades de você. Beijos. Dani

9 de abril de 2009 16:25
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:46