quinta-feira, 28 de julho de 2011

Seu dilema: comprar uma casa sozinha ou com ele?

Já fui casada, já quase tive filho, já quase comprei um imóvel com o ex. Após a separação, ao ver todos os projetos desmoronando, foquei na compra da minha casinha - sozinha. Só que aí eu conheci o André. E, após um ano juntos, estamos começando a pensar em morar juntos. O problema é que eu não sei se quero assumir o compromisso de comprar algo tão caro - em parcelas para a vida toda - com alguém que pode não ser o meu companheiro de vida toda (é, não tem jeito, após a primeira separação a gente fica sempre com o pé atrás...).

Ele nunca me questionou sobre isso. Na verdade, nem chegamos a falar disso. Só que é inevitável, uma hora a questão surgirá. E quando surgir, preciso saber o que eu quero. E eu ainda não sei.

Compro minha casa sozinha ou espero um pouco mais?

Obrigada!!

Gilda

10 comentários:

Luisa Dias disse...

Gilda, já tive esta dúvida... em vários momentos da minha vida. Hoje, ainda pagando sozinha as parcelas da minha casa, penso que este é um projeto suficientemente grande para dividir com quem eu amo e que, para a relação dar certo, é preciso correr riscos, dividir, compartilhar. Se não der certo, recomeçamos sempre, mas com a certeza de ter colocado na mesa todas as cartas. Boa sorte!

28 de julho de 2011 08:04
Andarilho disse...

Eu compraria sozinho. Se vc nem assume que ele pode ser um campanheiro pra vida toda, melhor começar um projeto desses sozinha.

28 de julho de 2011 08:46
Giselle Mota disse...

Se eu fosse vc compraria sozinha...nao eh questao de nao assumir o compromisso ou nao confiar no relacionamento, vcs estao juntos ha pouco tempo, acho meio sem sentido(mesmo morando juntos) ja dividir a compra de um imovel...nada impede que dando tudo certo, ele te ajude a pagar as prestacoes ou ate que vendam esse e comprem outro juntos...acho mais maduro e seguro fazer dessa forma...agora vai do seu coracao!
Beijos

28 de julho de 2011 10:50
Patricia Digue disse...

Impressionante como a gente fica insegura depois de já ter se jogado numa relação (emocional e financeiramente) que não durou para sempre, como equivocadamente imáginávamos. Ao mesmo tempo acho que se ficamos sempre pensando assim, nao vivemos intensamente nada. No seu lugar, se realmente amasse meu companheiro, mesmo sem esta certeza da eternidade, eu me jogaria. E, se nao desse certo, reorganizo a rota novamente depois. A vida afinal acho que é isso.

Vá ser feliz.

Bjs da Solteira

28 de julho de 2011 10:51
Lília disse...

Se vc pode dividir a vida, dividir se espaço com alguém, porque não dividir a conta disso tudo? FAz tudo meio a meio, se não der certo... vende, pega a sua parte e recomeça!

Concordo com a Patrícia... a vida é isso aí!

28 de julho de 2011 11:57
Tatiana disse...

Conselho de advogada.

Se puder pagar sozinha, faça-o. E antes de casar ou morar com ele. Se for morar com ele, vale o regime de comunhão parcial de bens (ou seja, se comprar sozinha depois, vai dar briga). Se comprar sozinha mas resolver casar antes, faça o contrato pré-nupcial estabelecendo a separação total de bens.
Se não puder comprar sozinha e quiser mesmo comprar com ele, case com contrato e especifique o quanto que cada um colocará no apartamento. Independente do regime de bens, sempre faça contrato.
Procure um BOM advogado. Quando há altos valores envolvidos, psicólogos e achismos não resolvem.

Esse papo de "o amor é lindo" só funciona em novela.

Mas isso não é desculpa para não arriscar seu coração. Só não dá para arriscar suas economias.

28 de julho de 2011 12:06
Anônimo disse...

Eu acho, que o segredo e planejar!
Se você não quer ficar na mão de ninguém, pensa assim:

Comprar uma casa sozinha, onde a prestação ficaria 500.00. Comprando uma casa juntos 250,00 para cada um.
Você pode ajudar com 250,00 e guardar 250,00, para emergências.

Do resto aproveite a relação.

28 de julho de 2011 12:13
Joana disse...

Tatiana, ótimos conselhos! Mas eu tenho outra dúvida:
Se comprar a casa sozinha antes de casar, na hora de morar junto é possível fazer contrato de separação total de bens? Ou só por morar junto o conjugue já tem direito a alguma parte da casa? Obrigada!

28 de julho de 2011 12:55
Flá disse...

Ah,eu acho que se possível, compraria sozinha... Não é tanto questão de confiar ou não no relacionamento,sabe,mas é preciso ter cautela nesse tipo de coisa-principalmente quando a experiência já mostrou que nem tudo sai como imaginamos... Um ano é pouco tempo ainda, ainda na fase da paixão, e como você disse a compra da casa vai deixar parcelas por muuuuuito tempo.

E realmente,nada impede que mais tarde ele te ajude financeiramente também!

Boa sorte! =)

=*

28 de julho de 2011 14:08
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:45