sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Teoria Energética dos Relacionamentos

Uma amiga minha coleciona decepções amorosas, que se repetem praticamente uma a cada mês. É mais ou menos sempre a mesma história. Ela conhece uma pessoa, em poucas semanas já se mostra completamente apaixonada. E, de repente, o dito cujo inventa uma desculpa e vaza. Ela chora, se descabela, até encontrar outro e começar tudo de novo.

O exemplo serve para revelar aqui uma teoria que tenho com uma outra amiga. É a Teoria Energética dos Relacionamentos. É muito mais simples que os conceitos de física, fiquem tranquilos. Trata-se apenas de dispensar a quantidade de energia necessária que a situação exige, nem mais nem menos. Usando o exemplo da minha amiga chorosa, ela deveria queimar menos carvão em situações muitas vezes superficiais, assim não sofreria tanto depois de tomar um pé na bunda. Em vez disso, precisa guardar essa ânsia de amor para histórias que valham a pena. Então, este seria o primeiro preceito da teoria enérgica dos relacionamentos: não desperdiçar sua energia em casos que já se sabe falidos antes de começarem.

O segundo preceito diz respeito aos pólos energéticos. Chegamos à conclusão de que certas pessoas são pólo negativo, ou seja, sugam nossa energia e nos levam para o buraco. Outras são positivas, nos motivando para olhar para frente e querer melhorar sempre, elas somam, em vez de subtrair. Tenho um exemplo real de caso de pólo negativo. Uma amiga se envolveu com um cara viciado que vive tendo recaídas. Ela já está com ele há anos na esperança de que ele seja o homem dos seus sonhos. Mas, durante este tempo, já quase perdeu o emprego, gasta dinheiro para ajudá-lo e se afastou dos amigos.

Concluindo, temos que dar um “wazari” nos sanguessugas. E, se por um tropeço, nos envolvermos com ele, investir apenas algumas migalhinhas de fôlego na história.

Patrícia, A Solteira

13 comentários:

disse...

Bom dia, minhas lindas e queridas meninas!
Primeiro quero pedir desculpas pelo sumiço nos comentários, mas é que mal cheguei aos 30, mudei de pólo na vida. Agora sou uma solteira-separada, e precisei de um tempinho de silêncio...
Essa teoria é realmente infalível, o problema é que quando a gente encontra alguém que parece valer a pena, o ponteiro do marcador dispara e perdemos o controle!rsrs
Mas acho que essa teoria se aplica bem a todas as partes da vida, sabe? Desperdício de energia em situações caóticas arruínam até nossa vida profissional.
Equilíbrio não faz mal a ninguém!
Beijinhos e um lindo fim de semana!

9 de setembro de 2011 08:23
Andarilho disse...

Boa teoria. O difícil é fazer com que as pessoas a coloquem em prática.

9 de setembro de 2011 09:20
Anônimo disse...

Solidarizo-me com ela, a gente cria expectativas. Uma professora de yoga me diz que a gente primeiro precisa se cuidar, se amar, ai, o gatinho legal chega, na mesma frequencia de energia boa. Mas, se a gente vai ter paciencia, ah sao outros quinhentos. As vezes parece que tem um buraco no peito e a gente quer preencher...com uma outra pessoa... E ai se a criatura entra em chat, por exemplo, ficam aqueles jogos de se fazer de facil/dificil, ai pira. (Td que falei é por experiencia propria) Ui.
B.

9 de setembro de 2011 10:50
Diu Mota disse...

Você já pensou em patentiar essa teoria? rsrs...Sério, acho que a carência traz esse desespero em encontrar alguém, seja ele com os defeitos que for.É aquela letra " um homem pra chamar de seu, mesmo que seja eu..." Para aquelas nada precavidas e racionais, só a esperança do juízo- depois do sofrimento (s). E falo isso com propriedade, já que sou a amiga-divã: a que fala, pesa e aconselha apenas a nossa própria felicidade em primeiro.
inté

9 de setembro de 2011 11:42
Anônimo disse...

Admiro muito quem consegue este equilibrio! Mas na teoria é facil mesmo, tem horas que a vida te coloca em situações que você achava que nunca iria passar, e então não há manual, livro de auto ajuda, espiritismo que ajude. Eu me jogo de cabeça em tudo, sofro mais? talvez, mas aproveito mais.

9 de setembro de 2011 11:58
Evelin disse...

Bem, conheco pessoas que precisam dessa condição maluca para viver... vai entender!

O mais engraçado é dizer "eu te amo" a cada mês... um verdadeiro coração de mãe!!! hahah

Mas, adorei o conceito.

Evelin

9 de setembro de 2011 13:36
Giselle Mota disse...

Quem nao consegue ficar sozinha, nao tem a capacidade de fazer uma boa escolha...eu nao acho, que enquanto uma pessoa esta sem um par, ela deixe de viver e curtir...
Tem trabalho, amigos, estudo, passeios, familia...existem varias coisas em que podemos nos concentrar e nos dedicar ;)

10 de setembro de 2011 03:40
Isabella Albuquerque disse...

Super concordo! Mas como as meninas falam é muito dificil. Eu sempre digo para as minhas amigas que o que mata a gente é a tal da carência afetiva. Essa construção que é criado desde que somos muito pequenas de que mulher é para casar, ter filhos, brincar de casinha com o príncipe encantado. Por mais modernas que sejamos, no fundo, a gente quer é isso. Aí nos aventuramos em qualquer barca furada. Um beijo a todas!

10 de setembro de 2011 10:51
Anônimo disse...

Já avaliou a possibilidade da sua amiga ser tão carente que, invariavelmente, sufoca o outro?

11 de setembro de 2011 10:19
Marta Melo disse...

Adorei o texto!!!E acho que é por aí;ao invés de esperarmos que venha "um príncipe" preencher nosso vazio,vale muito a pena não peder tempo e tratar de preenchê-lo (o tempo) com coisas que sejam prazerosas como esportes,papo com amigas,cinemas,viagens.Talvez assim,se preenchendo não estejamos "tão carentes" para entrar em certas barcas furadas que aparecem!Bjs!!!

11 de setembro de 2011 19:21
Anônimo disse...

Gente, tava aqui pensando nesse assunto... q blog viu!! :)

Estou com uma amiga "nova" nessa situação, aliás, pelo histórico que a própria me contou, isso acontece desde sempre.. oh god, como isso me consome! Gente, a pessoa não é capaz de conviver com a própria sombra, penso eu. Geeente, que loucura é essa de se apaixonar por uma possibilidade?! Sim, pq há casos em que ela nem conhece o cara, apenas tomou a iniciativa de adcioná-lo no facebook, por exemplo... uma pessoa que chega ao ponto de fantasiar a vida no país das maravilhas apenas pelas fotos do pretendente e por um simples "oi, td bem?" num chat... sinceramente, me pergunto em que mundo eu vivo... pq as mulheres ficam assim? Terapia já pra essas loucas!!!!

O que acho mais engraçado é que lea vive procurando os "porques" deles não terem dado certo... é o fim!!
Não, pra mim não dá! Nem pra me divertir com os devaneios, tô fora.

Jujuca

11 de setembro de 2011 20:40
Rogéria disse...

Acho complicado julgar sentimentos. Nem sempre se consegue ter essa certeza de que um relacionamento é falido. Como você pode ter certeza se o tal "príncipe" da sua amiga, não deu sinais de que também estava na mesma sintonia que ela? As pessoas são diferentes. Algumas são mais frias e racionais e outras mais sensíveis e românticas ... O importante é saber respeitá-las, não julgá-las ...

12 de setembro de 2011 14:15
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

18 de junho de 2015 06:35