terça-feira, 8 de novembro de 2011

Lições do feminino: as quatro estações da mulher

Quase toda mulher reclama de menstruar. Se não reclama, resmunga da TPM. Ou da cólica. A imensa maioria se queixa de, como diriam os Raimundos, ser uma mulher de fases. Eu, particularmente, passei os últimos 20 anos desejando nascer homem – ou cachorrinho de madame – na próxima vida a cada vez que o sangue batia a minha porta (digo no passado porque estou passando por um valioso processo de mudança, o que começa com o discurso).

Pois eis que nessa empreitada de matérias do feminino, eu encontrei Melissa Setúbal. Coach de saúde integrativa, a Melissa, capixaba de Vila Velha, aplica a técnica poderosa do coaching para a saúde, em especial para a saúde feminina. Cansada de ouvir mulheres se queixando dos problemas do nosso complexo aparelho reprodutor, ela decidiu apresentar um tratamento baseado em atitudes bem mais simples que remédios cheios de hormônios e intervenções cirúrgicas. A mudança começa pela alimentação, passa pelo estilo de vida e pode contar com alguns suplementos vitamínicos naturais.

A verdadeira mudança, porém, começa na cabeça. Sempre.

E eu, que já faz um tempinho tinha começado a transformar essa raiva toda de ser mulher (durante a fase vermelha), fiquei maravilhada quando ela me disse que, em vez de reclamarmos, podemos tirar proveito disso. Como? Ela mesma que ensina. Divido com vocês o que ela dividiu comigo:

Fase da ovulação – com os hormônios em ebulição, é o momento perfeito para prospectar. É uma fase de energia expansiva, hora de socializar, se mostrar, dar palestras, pedir aumento, investir em vendas. Hora também de atrair os olhares (isso, instintivamente, a gente sabe).

Fase lútea – é quando o corpo se prepara para a gravidez. Tempo de desacelerar. Fase de gestação de ideias, projetos, sonhos. Bom para arrumar as gavetas, por a casa em ordem e fazer trabalhos organizacionais.

Menstruação – Apesar de ser a mais criticada, é a fase mais poderosa da mulher. Momento de ativar a intuição, sonhar e deixar a criatividade fluir. Bom para ficar introspectiva para revisar e replanejar a vida.

Pré- ovulatória – Acabada a menstruação, é hora de colocar os planos em ação. Fase de colher os frutos e realizar conquistas.

Claro que nenhuma mulher tem um trabalho ou um parceiro que respeite suas fases. Ninguém espera pela sua fase criativa para passar um desafio ou pela sua fase organizacional para sugerir um trabalho burocrático. Mas quanto mais consciência se tem daquilo que se é, mais fácil fica planejar um bom dia, uma boa semana e uma vida muito da boa.

Beijocas da Deb

8 comentários:

Bruna Angeli disse...

Como diz meu irmão, viro uma Jaguatirica na TPM, há algum tempo comecei a tomar o anticoncepcional direto,por conselho de um ex chefe, que retirou uma página de uma revista e levou pra mim e disse: "Toma, lê e faça alguma coisa" por que ele já não me suportava na TPM, mas no 3º mês não tem jeito, a bendita vem...Mas gostei das dicas da Melissa e mais ainda por ser daqui de VV/ES,mas ela atende aqui mesmo, ou é de Vila Velha morando em outro Estado?!Boa dica! Beijosss Aii como sofrooo

8 de novembro de 2011 07:30
Melissa Setubal disse...

Débora, adorei o post. Muito obrigada ;)
Bruna, eu tomei anticoncepcional dos 16 aos 30 anos, sendo que direto, sem menstruar por mais de 7, justamente para me sentir mais "no controle" durante todo o mês, quando finalmente percebi que eu é quem estava sendo controlada ;) Depois de me dar conta do estrago que a pílula fez em mim, vi o quanto que nossa percepção do que é ser uma mulher de fases está equivocada ;)
Eu atendo via skype, e também no Marzen, aqui na Praia da Costa. Entre em contato pra gente marcar uma sessão inicial gratuita! melissa@melissasetubal.com

8 de novembro de 2011 11:36
Anônimo disse...

Obrigada por nos ajudar a acolher nossa condicao feminina com amor e aceitacao. Beijos B.

8 de novembro de 2011 11:58
Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 8 de novembro de 2011 12:04
Carol disse...

As lições do feminino me lembra uma frase da Clarice, "Por caminhos tortos, viera a cair num destino de mulher, com a surpresa de nele caber como se o tivesse inventado"

Beijo

8 de novembro de 2011 12:05
Patricia Digue disse...

Muito legal. Eu acho que só quando nós mulheres nos conhecermos e nos entendermos melhor, seremos muito mais respeitadas também. E que bom que estamos caminhando para isso.

Talvez esse seja o verdadeiro e mais poderoso feminismo.

Bjs da Solteira

8 de novembro de 2011 13:18
Bruna Angeli disse...

Claro que farei contato, eu também tomo desde os 15...
e se há uma forma mais leve de se contornar isso, temos que tentar...

8 de novembro de 2011 13:30
Evelin disse...

Legal.

Certa vez, uma amiga me disse que "o sangue é a alma da mulher" porque para ela "precisamos menstruar". Concordei, porque fico numa situação super desconfortável no período pré-mestrual: dores e muita tristeza. Daí, quando a menstruação vem, passa tudo, e fico tão tão tão bemmmm. Chega a ser inacreditável.

Quanto as fases, que bom seria, se todas nós pudessemos aproveitar.

Beijos

Evelin

9 de novembro de 2011 11:40