quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Seu Dilema: É possível amar dois ao mesmo tempo?

Sou casada há oito anos, tenho uma filha de cinco e amo o meu marido. Ele é bonito, inteligente, trabalhador, carinhoso. Nos damos muito bem e eu nunca pensei na minha vida sem ele. Há um ano e meio, no entanto, apareceu outro homem na minha história.

Sou professora universitária e conheci esse outro cara no trabalho. Foi impossível resistir. Quando me dei conta, já tínhamos marcado um café, depois um almoço, um happy hour....Logo ficamos juntos. Ele também é casado.

O mais estranho é que, por mais maluco que pareça, isso não abalou o meu casamento. Continuo me dando bem com o meu marido e gostando dele pelos mesmos motivos de sempre. Também adoro o meu amante. Ele e o meu esposo são homens muito diferentes e eu me sinto completa exatamente por, dessa forma, contar com características maravilhosas de um e de outro. Como se, juntos, eles me preenchessem. Dá para entender? Será possível amar dois homens ao mesmo tempo? Sinceramente, por mim, viveria assim para sempre, com ambos, mas sinto que é impossível. Se o meu marido descobre, já era. Não sei o que fazer.

Alguém me ajuda?

A Anônima apaixonada por dois ao mesmo tempo

20 comentários:

Thiago Mafra disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 3 de novembro de 2011 00:33
Andarilho disse...

Pra vc tá bom, pro amante tá bom, mas pro marido... será que está bom tb?

Eu acho até possível amar duas ou mais pessoas ao mesmo tempo, mas esse sou eu. E se o maridão não for assim, vc está traindo a confiança dele, o que é bem pior do que a fidelidade conjugal, na minha opinião.

E se fosse o contrário? Se vc descobrisse que o seu marido está apaixonado por outra tb? O que você faria? Como vc agiria? Gostaria que ele tivesse contado pra vc ou acha que a máxima 'ignorância é uma benção' vale mais? Faça o que vc gostaria que ele fizesse.

E arrisque. A vida é uma aposta. Às vezes vc ganha, às vezes vc perde. Se bem que no fim, a casa sempre ganha (o que significa que um dia vc vai bater as botas).

3 de novembro de 2011 10:08
A. Marcos disse...

Assim como podemos amar dois pais, dois ou mais irmãos, multiplos amigos e vários filhos também podemos amar duas pessoas no nível conjugal.

O problema reside no seguinte: amor é um sentimento "exclusivo", ou seja, um sentimento seletivo que depende de uma série de circunstâncias para que possa ser reconhecido como tal.

Amar não é o mesmo que gostar. Amar não é o mesmo que ter atração.

A seletividade do amor faz com que as pessoas em geral passem uma vida inteira podendo contar nos dedos de uma mão o número de pessoas que amaram. E, em parte, isso se deve ao fato de que o amor é uma construção feita à partir da longevidade de um relacionamento.

Por isso minha avó dizia que só se sabe quando se ama alguém depois de ter comido "uma saca de sal"com ela. Ou seja, como sal se usa em pequenas quantidades, é para se gastar a sava levam-se anos...

Talvez vc ame seu marido, mas não creio que ame o homem com quem nutre seu affair.

3 de novembro de 2011 11:24
Clarice disse...

Que complicado hein colega!
Complicado pelo seguinte...vc ama os dois, mas me conta...com quem vai passar noite de reveillon? Festa de natal?Com quem vc realmente vai contar se algum problema te acontecer? Você pode amar os dois , claro que pode! Mas complicado é segurar isso. Eu sei lá...duma coisa coisa eu sei. Você se ama hein menina! Você tratou de arrumar duas pessoas que completam seu bem estar, sua alegria...que legal!
Boa sorte!

3 de novembro de 2011 18:05
Adriano Espíndola Cavalheiro disse...

Acredito que somos poligamicos por natureza. Entretanto, a maioria exerce a monogamia por aculturamento e poucos outros, como eu, por opção, já que minha amada não admitiria outra pessoa em nossa relação. Pois bem, querida penso apenas que se seu companheiro não sabe de sua vida além da monogamia, isso pode levar ao fim de sua relação. Ser poligamico tem suas bonus, entretanto, que facilmente se tornam onus e que são cobrados cedo ou tarde. Por isso, opto pela monogamia, mesmo achando que é contrária a natureza humana. O preço da monogamia, não raro, é perder nosso amor para alguém nomogamico.

4 de novembro de 2011 18:58
Patricia Digue disse...

Talvez vc nao ame mais tanto assim o seu marido, talvez o que pensa ser amor pelo amante, seja somente paixao. Acho que vc esta passando por uma fase de redescobertas e incertezas, e so vc pode saber o que seu coracao esta dizendo.

Bjs da Solteira

4 de novembro de 2011 19:12
Kátia disse...

Gata... sofro muito por amar dois homens ao mesmo tempo, e por isso resolvi buscar o assunto no Google e encontrei seu dilema. Ainda bem que não estou sozinha.
Namorei um ano com o Maurício e terminamos por uma traição dele (com a ex). Tentei perdoar mas não conseguia dormir, nem confiar nele. Terminei, amando, mas terminei. Ele voltou com a ex e eu conheci um outro cara, o Júnior.
Um ano com o Júnior e reencontrei o Maurício. Moramos perto, temos muitos amigos em comum, é impossível perder o contato.
O Júnior é lindo, educado, atencioso, fiel. Um pouco acomodado, muito quieto (sou bagunceira). O Maurício não é tão bonito quanto o Júnior, mas nem um pouco acomodado, adora uma bagunça, mas é muito extrovertido, às vezes até meio galinha.
Namoro o Júnior há 5 anos, estamos morando juntos há 6 meses. Uma relação estável, mas sem emoção.
Com o Maurício sempre foi tudo diferente.
Nesses anos traí o Júnior várias vezes com o Maurício, cheguei a terminar umas duas e tentar reatar com o maurício, mas no fim, o Maujrício sempre dava alguma pisada na bola e sendo antes ou depois da pisada me pegava pensando no Júnior, com saudades dele, não conseguia jogar nosso relacionamento pro alto.
Hoje estoou com o Júnior, acho que é melhor pra mim, nosso relacionamento é exemplar , mas não páro de pensar no Maurício, não consigo cortar os contatos com ele e desde que terminamos ele não namorou ninguém, diz que não consegue, que não me esquece.

Sofro demais, já pensei em procurar um terapeuta, mas acho que qualquer um veria meu sofrimento com futilidade. Além do mais, trabalho, estudo, não tenho condições financeiras e nem tempo para frequentar um coonsultório terapêutico.

Por vá,rias vezes tentei de verdade ficar longe do maujrício e focar no meu relacionamento, mas não consigo.
Sonho com ele noite sim, noite não... morro de medo de acordar chamando seu nome... como controlar meus sonhos?

Poor um lado penso que tenho que curtir a vida, fazer o que me dá na telha, afinal, amanhã posso não mais estar aqui, um deles pode não mais estar entre nós, mas por outro lado, tenho que agir com responsabilidade.

Qualquer pode ver isso como futilidade, comodismo... mas acho que só nós duas sabemos colmo é esse sofrimento.

Ontemnos encontramos e nos beijamos apaixonadamente para desejarmos um feliz 2012... é o melhor beijo que já provei.

30 de dezembro de 2011 14:33
Anônimo disse...

Meninas vocês não estão sozinhas.

Estou casada há 13 anos com um homem maravilhoso, tenho uma filha de 10 anos com ele, mas há 6 meses estou em desespero total. Comecei a desenvolver um certo interesse por um colega de trabalho, e acabei não resistindo aos encantos do rapaz, pois ele é demais. Quando vi já estava totalmente envolvida e apaixonada por ele. Não estou sentindo nenhuma culpa por estar sendo amante dele. Não consigo viver sem o meu marido atual, não penso em acabar com o meu casamento, mas tenho medo dele descobrir e não entender o meu sentimento pelo outro. Já o outro é solteiro e não se importa em me dividir com o meu marido. Gostaria de viver somente com um, mas é impossível. Sinto falta dos dois.Estou vivendo um sonho e um pesadelo ao mesmo tempo. Mas nunca estive tão feliz em toda minha vida.

25 de fevereiro de 2013 08:20
Anônimo disse...

Meninas vivo um dilema parecido,um homem(marido)Q hj faz d tudo por mim e nossas filhas e estou apaixonada pelo melhor amigo dele,onde me deixa hiper confusa. Onde tudo começou c declarações dele(amigo) p mim,até Q ele me roubou um um bjo,já no segundo bj roubado retribui e hj estamos vivendo como namorante,além de tudo somos amigos e compadre.

29 de maio de 2013 16:55
Anônimo disse...

sou casada á 3 anos com meu marido a 2 meses descobrir que ele mim traiu então resolvi trair ele também mas acho que estou mim apaixonando por o amante gosto do meu marido mas não conseguir perdoar ele completamente pelo o que ele fez mas ainda o amo não como antes mas ainda amo o meu amante é muito carinho e amigo do meu marido por isso ele não desconfia estou indecisa preciso mi decidir antes que ele descubra.

29 de agosto de 2013 19:52
Anônimo disse...

Para alguns pode não parecer correto, mas foi bom encontrar pessoas q passam por situações semelhantes a minha. Sou casada há 21 anos, amo meu marido, somos apaixonados, ele é td de bom, entretanto há 4 anos fui comemorar meu aniversário com amigos e acabou pintando um clima com um grande amigo q trabalhou comigo, depois de alguns encontros em locais comuns, algumas ligações, acabou rolando, foi ótimo, fiquei empolgada, mas logo tratei de afastar pensamentos e evitar ir a locais q pudesse encontrá-lo, mas muitos eventos e trabalhos acabavam fazendo com nos encontrássemos e assim durante um baile de fim de ano do serviço não aguentei e acabei cedendo novamente e de lá p cá não resisto,nos encontramos frequentemente, penso tanto nele, mas sou feliz no meu casamento, sei q não quero me separar p ficar com ele, mas não consigo tirá-lo da minha cabeça, adoro ouvir a voz, sentir o cheiro, ler mensagens, conversar, nossa ele me faz muito feliz, vivo confusa, mas meu marido também é dez, faz td por mim, td q adoro com um também adoro com o outro, até na cama não dá p medir um melhor q o outro, os dois se conhecem, isso me apavora um pouco, mas nunca houve desconfiança, sinto-me uma traidora em determinado momento e em outros sinto-me a pessoa mais feliz do mundo, como posso amar dois homens ao mesmo tempo?

4 de setembro de 2013 16:43
Anônimo disse...

Minha amiga estou casada a 10 anos tenho 3 filhas lindas..antes achava que o amor tinha que ser para sempre..hoje eu descobri que nao eh bem assim..pode parecer loucura mas nunca eu vi ele pessoalmente. Mas posso te dizer com todas as letras eu amo os 2 ao mesmo tempo.sei que ele esta com medo pois o fato de ser casada.sei que nao esta correto mas eu desejo tanto este homem.nao me sinto culpada por nada.hoje eu sei que existe algo a mais..nao eh so pele. Eh algo mais intenso eu quero abraçar eh protegee ele..eu amo os dois..

6 de outubro de 2013 02:28
Alexandre disse...

Pois é. Para quem é traído, a história é muito diferente. Ser fiel é não ser egoísta, é pensar no seu conjuge, não apenas nos seus desejos, fantasias, etc. Mas o que mais preocupa em uma traição, depois do aspecto moral de abusar da confiança que foi depositada em você, é a questão da saúde.
Pessoas entregam-se a um relacionamento extra-conjugal, e esquecem que, ao fazerem isso, colocam não só a sua própria saúde em risco, mas a de seu cônjuge também. A abertura para uma vida extra-conjugal muitas vezes é também uma abertura para a vinda de doenças sexualmente transmissíveis, ou que podem vir por meio de outras trocas de fluídos corporais, como a saliva e o suor, em contato com mucosas ou pequenos ferimentos, ou diretamente pelo sangue, se houver secreção nesses ferimentos, que podem estar, por exemplo, dentro da boca...
A evolução fez com que a humanidade valorizasse sim a fidelidade, pois quem é fiel a uma pessoa também fiel, está muito menos exposto às várias doenças que podem decorrer de um relacionamento físico. Enquanto os infiéis, estao muito mais sujeitos a contraírem tais doenças e, assim, a seleção natural faz a sua parte.
Você pode estar se perguntando o que estou fazendo num blog como esse, se sou fiel. Pois é. Sempre fui fiel, mas fui traído, e posso, nesse momento, ser portador de alguma doença trazida pelo amante dela, que muito provavelmente tem ou teve outras amantes. Afinal, a sedução não é uma arte que se materializa sem prática.
Ainda não fiz os exames, mas devo fazê-los. E quando eu descobrir se, por sorte, não contraí nenhuma doença grave, a separação será o próximo passo, porque a confiança morreu, e o amor vai morrendo aos poucos.

22 de novembro de 2013 21:49
Anônimo disse...

... Também amo dois homens ao mesmo tempo... sou quase casada com my love ha 17 anos e fazem quase 4 conheci meu docinho. Ambos ão jovens elegantes lindos, maravilhosos... minha vontade é ficar com os dois... sociedade não aceitarioa, nem my love iria aceitar.... genter é muito sofrimento.... e meus melhores momentos é quando estou com meu docinho.... ele é todo alegre divertido carinhoso.... mais adoro quando estou com my love, ele ´pe curioso, engraçado, falante, timido com uma carinha de menino meloso.... não resisto aos encantos dois dois..... Se estou mal com um, não consigo estar bem com o outro e vice versa.... Pedir ajuda? a Deus... só Ele na Tua infinita Sabedoria para me ajudar.... AMO OS DOIS e por mim vou ficar assim para sempre..... Pois é... e nesse final de ano, ficarei com meu docinho, pois darei um jeitinho.,.... pois ele nunca teve o sabor de curtir estas festas ao meu lado.... e sei que ele vai adorar!!!!! ah!!!! já sou cinquentona e não possuo grandes rendas.... e quero viver com meus amores sem medo de ser feliz... até o dia que Deus permitir...

27 de outubro de 2014 14:54
Anônimo disse...

Sou casado há 20 anos com o amor da minha vida, eu sei que ela realmente me ama, ela já deu provas disso muitas vezes. Mas, ela iniciou uma amizade em uma rede social e eu vi que essa amizade fazia bem a ela. Isso foi crescendo e eu percebi que ela estava se apaixonando pelo rapaz, nós conversamos e ela reconheceu que realmente estava apaixonada, mas que minha amava muito, então eu decidi que ela deveria ser verdadeira com o rapaz e propor a ele que vivêssemos os três juntos, ele relutou, mas aceitou a proposta por estar apaixonado por ela. Ele viajou três dias para nossa casa e hoje vivemos muito bem, somos super amigos e nos respeitamos muito. A nossa família é diferente, mas nos damos muito bem, com dignidade e respeito. Amiga, tudo se baseia em conversar com o parceiro, talvez ele aceite essa relação. Quando agente ama, queremos ver a felicidade do outro, sem egoísmo ou orgulho nocivo.

27 de dezembro de 2014 00:57
Lua disse...

Mas vc a ama ainda ?

21 de março de 2015 11:30
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:11
Anônimo disse...

Oi,gente eu posso dizer que eu amo dois homens,sei que é difícil acreditar ,mais só quem sente isso sabe,bom o primeiro,eu conhecia quando eu tinha 16 anos,e desde de então não saí da minha cabeça e do meu coração ,agente trocava carícias ,mais nada além disso,mais ele nunca me confessou o seu amor por mim na época logo depois,de uns meses fora ele me falou que estava apaixonado por mim,eu então fiquei sem ar mais não disse nada,pois eu tinha um namorado,mas dai ele era o amor da minha vida,logo em seguida terminei com meu namorado,mais acabei me apaixonando messes depois por um homem mais experiente,mais eu não tirava o outro do meu pensamento ,mais ele já estava namorando com outra,então eu estou morando com o homem que conhecer ,ele sabe do meu amor por o outro cara,mais me fala que é ilusão e que jamais me dividiria com ele,o outro foi morar com a namorada logo em seguida teve um filho,os dois então teve uma relação com outras mulheres anteriores ,mais os dois falam que me amam,mais não sei o que fazer,o outro não sabe que eu o amo,não sei como contar ,não saberei qual vai ser sua reação ou se ele me amaria ou me odiaria,na verdade eu sofro muito amando os dois,podendo está com um e não poder está com o outro,gente eu nunca tive nada com ele,e nunca trair com quem estou,ele sabe de todos meus sentimentos,e eu estou sofrendo porque amo os dois mais ,não posso estar do lado do outro ,o que faço ?,eu já pensei em deixar o com quem estou ,e não ficar com nenhum dos dois,embora os ame muito..������������

2 de setembro de 2015 03:43
Fernanda disse...

Por favor me ajudem. Estou passando pela mesma situação, preciso achar quem escreveu um comentário acima, pra saber se houve algum desfecho, nossa historia e muito parecida, ate a descrição dos rapazes é exatamente igual preciso falar com essa pessoa quem sabe ela possa me ajudar. segue o comentário..


Gata... sofro muito por amar dois homens ao mesmo tempo, e por isso resolvi buscar o assunto no Google e encontrei seu dilema. Ainda bem que não estou sozinha.
Namorei um ano com o Maurício e terminamos por uma traição dele (com a ex). Tentei perdoar mas não conseguia dormir, nem confiar nele. Terminei, amando, mas terminei. Ele voltou com a ex e eu conheci um outro cara, o Júnior.
Um ano com o Júnior e reencontrei o Maurício. Moramos perto, temos muitos amigos em comum, é impossível perder o contato.
O Júnior é lindo, educado, atencioso, fiel. Um pouco acomodado, muito quieto (sou bagunceira). O Maurício não é tão bonito quanto o Júnior, mas nem um pouco acomodado, adora uma bagunça, mas é muito extrovertido, às vezes até meio galinha.
Namoro o Júnior há 5 anos, estamos morando juntos há 6 meses. Uma relação estável, mas sem emoção.
Com o Maurício sempre foi tudo diferente.
Nesses anos traí o Júnior várias vezes com o Maurício, cheguei a terminar umas duas e tentar reatar com o maurício, mas no fim, o Maujrício sempre dava alguma pisada na bola e sendo antes ou depois da pisada me pegava pensando no Júnior, com saudades dele, não conseguia jogar nosso relacionamento pro alto.
Hoje estoou com o Júnior, acho que é melhor pra mim, nosso relacionamento é exemplar , mas não páro de pensar no Maurício, não consigo cortar os contatos com ele e desde que terminamos ele não namorou ninguém, diz que não consegue, que não me esquece.

Sofro demais, já pensei em procurar um terapeuta, mas acho que qualquer um veria meu sofrimento com futilidade. Além do mais, trabalho, estudo, não tenho condições financeiras e nem tempo para frequentar um coonsultório terapêutico.

Por vá,rias vezes tentei de verdade ficar longe do maujrício e focar no meu relacionamento, mas não consigo.
Sonho com ele noite sim, noite não... morro de medo de acordar chamando seu nome... como controlar meus sonhos?

Poor um lado penso que tenho que curtir a vida, fazer o que me dá na telha, afinal, amanhã posso não mais estar aqui, um deles pode não mais estar entre nós, mas por outro lado, tenho que agir com responsabilidade.

Qualquer pode ver isso como futilidade, comodismo... mas acho que só nós duas sabemos colmo é esse sofrimento.

Ontemnos encontramos e nos beijamos apaixonadamente para desejarmos um feliz 2012... é o melhor beijo que já provei.

5 de abril de 2017 13:12
kimberly oscar disse...

Dr.AGUMBA é um grande conjurador de feitiços, ele fez isso por mim, ele foi o único que conseguiu lançar um feitiço que traz de volta o Homem que me deixou por 2 anos sem motivo, você pode contatar o AGUMBA em (dragumbasolutioncenter @ hotmail .com). se o seu ex-amante te derrubar por qualquer razão e você realmente quer que ele ou ela volte em seus braços dr agumba pode fazer você ficar feliz mais uma vez, se você também está sofrendo com a seguinte doença ginecológica :: 1. Fibroid, Asma, Todas as DST, infecção sinusal 2. Pressão arterial elevada (ervas para reduzir a PA em 7 dias) 3. Infecção, dores no corpo regulares (infecção fúngica), infecção no trato urinário. 4. Bloqueio do tubo de Falópio 5. Cisto dos ovários 6. Cheiro desagradável da coceia virginal e virgem 7. Menstruação irregular 8. Fraqueza do pênis (não é possível ter relações sexuais com seu parceiro ou incapacidade de satisfazer seu parceiro sexualmente) 9. Molhar o esperma (baixa contagem de espermatozóides) não é capaz de engravidar a mulher. 10. Infertilidade para a concepção fácil .. 11. Doenças da pele, infecção do vaso sanitário e mau odor corporal ...... .Etc .. Basta contactar o grande feitiço Dr.AGUMBA em: dragumbasolutioncenter@hotmail.com ou pode adicioná-lo através do whatsapp + 2348147461232) para obter suas medicações ervas para curar sua doença e colocar-se em um lado da maternidade da vida .....

13 de outubro de 2017 03:14