quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Por causa dele

Eu sou assim. Avessa à gente histérica, surtada, nervosa, irada. Gente que fala alto e que acha que está sempre fazendo um discurso. Gente que nunca ouve os outros e, o pior de todos, que quer sempre ter razão. Detesto os donos da verdade. Gente que sempre põe a culpa nos outros e mente até o fiofó fazer bico. Que tortura quem está por perto. Que maltrata funcionários e familiares. Que não tem um pingo de respeito pela própria mulher. Por causa dele passei a duvidar do casamento. E, por causa dele, passei a apostar no amor verdadeiro. Mas, se estou aqui, é por causa dele. E alguma coisa boa venho tentando aprender com isso tudo.

Débora - A Descasada

14 comentários:

Andarilho disse...

É bom desabafar assim de vez em quando.

16 de dezembro de 2009 10:23
As primas disse...

Claro que aprende alguma coisa...aprende a não ser igual.

Belo desabafo =)

Olívia

16 de dezembro de 2009 10:43
Tati disse...

Eu sou avessa a gente que se sente melhor do que os outros. Não tem me... no c* para ca... e sai na rua com cara de SER SUPERIOR, ninguém me abala e meu co.. é cheiroso!!

Deu para entender, rsrsrs.

Desabafei.

16 de dezembro de 2009 13:16
Tiburciana disse...

CONCORDO CONTIGO EM GENERO NUMERO E GRAU ....
QUERIA SABER EXTERNAR O QUE SINTO ASSIM
BJINHO

16 de dezembro de 2009 14:00
Driks disse...

Nada é perdido, e sempre tiramos uma lição de tudo,ate das nossas cagadas...
Nem me fale o quanto eu aprendi com o falecido...
bjk

16 de dezembro de 2009 14:09
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Também ODEIO gente histérica!!!!!

Beijão,

Bela - La Divorciada

16 de dezembro de 2009 16:59
Pedro disse...

Disse tudo.

Nada como a discrição e a sutileza.

[]s

16 de dezembro de 2009 21:07
luallessi disse...

Verdade é que gente que nos machuca também tem sua importância na nossa vida...É meio 'esquisito' isso, mas é fato que quem nos faz mal,nos prepara pra muitos outros maus pedações na vida, ou seja, nos faz bem de um jeito 'não legal'...entende?

O segredo é só não generalizar, não achar que todo mundo vai nos magoar, não nos deixar endurecer e, principalmente, não nos deixar amargos...

ah, e tá...eu confesso: As vezes sou histérica, surtada, nervosa, irada. Falo alto, parece que estou defendendo uma 'tese' ...

Mas eu sou legal, viu? :)

16 de dezembro de 2009 22:43
Nina disse...

Ah.. querida!!

Li tanto nas entrelinhas desse seu texto, sabe!
Vou só lhe dizer que é mais fácil passar por cima daquilo que não vale a pena.
E te deixar um grande beijo!

16 de dezembro de 2009 22:46
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Gente, gente, só queria deixar uma coisa clara: não é sobre o falecido, não!! Aliás, todos os meus ex são foférrimos e queridos, vou até fazer um texto sobre tudo o que aprendi com cada um deles =D

bitocas!

dedé

17 de dezembro de 2009 09:52
Rita H. Abematsu disse...

A vida imita a arte, assim como a arte imita a vida ;)
bjs

17 de dezembro de 2009 09:55
Silvana Alves disse...

adorei o blog....
quase 30, solteira e jornalista rsrs

17 de dezembro de 2009 14:44
Anônimo disse...

Vamos comigo para Minas no Natal! Please! A gente anda a cavalo. Se der, toma banho de cachoeira. E tenta andar no quadriciclo do Eder. Hahahaha. Beijos Clau

17 de dezembro de 2009 16:21
Vera Helena disse...

Quis deixar um recadinho na útlima postagem, mas não resisti. Gostei tanto desta postagem. Impressionante como a Débora tem essa capacidade de escrever o que sinto. Também sou exatamente assim! Meninas, feliz Natal procês e um excelente 2010!!!

Beijos,

Vera

24 de dezembro de 2009 18:55