quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

A Chorona


Eu choro muito. De alegria e de tristeza, com a mesma intensidade. Quando muito feliz ou morta de raiva, os olhos ficam vermelhos, se enchem d’água e o inevitável acontece. Quem olhar, vai perceber na hora. Durante muito tempo eu tentei, em vão, lutar contra isso, conter, disfarçar. Até o dia em que eu ouvi as palavras que me libertaram para sempre, de uma ex-chefe muito querida chamada Bianca, por sinal uma das pessoas mais doces que eu já conheci na vida.

Estava me despedindo do Recife, onde morei de 1996 a março de 2001, para vir morar em São Paulo. Com isso, deixaria a cidade e o meu amado, idolatrado, querido e maravilhoso Jornal do Commercio, onde era repórter de Economia. Paguei o king kong de chorar feito louca, em plena redação, claro, no meu último dia de trabalho. Chorei compulsivamente, até ficar com dó de mim, como cantaria Cauby se me visse naquela situação. As lágrimas jorravam ao abraçar cada amigo, ao olhar para as paredes, para a janela, para o telefone, para o computador.

Enquanto todos tentavam me acalmar e me lembravam o quanto seria maravilhoso ir morar em São Paulo (como de fato foi e é até hoje), Bianca simplesmente me abraçou e disse: “Pode chorar, querida. Chore. Só chora assim quem tem bons sentimentos”.

Livre de qualquer vergonha, eu não fujo mais de emoção nenhuma. E deixo o rosto molhar quando tenho vontade, transformando em lágrima todo e qualquer sentimento.

Isabela – A Divorciada e A Chorona

19 comentários:

Alexandre disse...

Oi Bela, aqui vai um apanhado de textos que adoro e tem a ver com o seu...
Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.
Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...
Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo... Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos... Já expulsei pessoas q amava de minha vida, já me arrependi por isso... Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos... Já acreditei em amores perfeitos,... Já amei pessoas q me decepcionaram, já decepcionei pessoas q amaram... Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir... Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi... Já fingi não dar importância às pessoas q amava, para mais tarde chorar quieto em meu canto... Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir... Já acreditei em pessoas q não valiam a pena, já deixei de acreditar nas q realmente valiam... Já tive crises de riso quando não podia... Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva... Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse... Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar... Muitas vezes deixei de falar o q penso para agradar uns, outras vezes falei o q não pensava para magoar outros... Já fingi ser o q não sou para agradar uns, já fingi ser o q não sou para desagradar outros... Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz... Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava... Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali"... Já cai inúmeras vezes achando q não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando q não cairia mais... Já liguei para quem não queria apenas para ligar para quem realmente queria... Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava... Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo... mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda... Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri q não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim... Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre... Não me mostre o q esperam de mim, porque vou seguir meu coração!... Não me façam ser o q não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!... Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão... Sou sempre eu mesmo, mas com certeza não serei o mesmo pra SEMPRE! Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes ... Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer: - E daí? EU ADORO VOAR!

2 de dezembro de 2010 00:53
nanda disse...

Bela, Bela!!!
A moça aqui adora sentir!
E sentir é tão bom...
E melhor ainda é exteriorizar sensações boas ou não...
Choro de rir...
Rio do meu choro!
Vergonha???
O que é isso?
PORQUE esconder o que se sente só complica as coisas!
Beijocas!

2 de dezembro de 2010 02:42
Andarilho disse...

Não sendo um choro de desespero, tá tudo bem.

2 de dezembro de 2010 08:44
O Divã Dellas disse...

Dizem que os olhos são as janelas da alma, então... A alma sente, os olhos expliscitam. Uma vez eu li um texto que disseram que era do Pedro Bial, e um trecho me chamou muito a atenção. Ele disse: "Ante eu chorava no banheiro, agor choro na sala mesmo" Achei isso tão bacana. Temos a mania de reprimir nossos sentimentos, pois eu admiro pessoas sinceras e que deixam transparecer o que sentem.
Parabéns, Bela! Vc é rara!

Beijos!

Verônica

2 de dezembro de 2010 09:52
Melanie Brown disse...

rsrsrsrs que bonitinho!!
Eu aprendi o que Bianca lhe ensinou com meu amado, acho que hoje ele se arrepende pois a qualquer sinal de raiva, tristeza, alegria, saudade, emoçao ou algo assim: Eu choro! E muitas vezes eu só tenho o colo dele!uahsuahsuahu.

Um beijo pra cad uma!!!
:D

2 de dezembro de 2010 11:20
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Se você se acha chorona, em que categoria eu me encaixo?? rsrsrs

Pq se tem uma coisa da qual até me orgulho é de chorar sempre que tenho vontade, rs.

Diz aí Patrícia, é ou não é?? kkkkkkk

beijos e choreeemos

debs

2 de dezembro de 2010 12:21
Patricia Digue disse...

Acho que só choro na TPM e quando alguém ganha as Olimpíadas rs. É, eu sou testemunha da veia carpideira da Débs hahaha.

Beijos da Solteira

2 de dezembro de 2010 13:25
Carol disse...

Belaa!!

Que linda, eu acho tão bonito gente que chora assim, também acho que são pessoas que sentem. E não se reprimem!

Como a Patrícia, quando estou com TPM choro bem mais. No geral, eu faço assim: "Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar." Carlos Drummond.

Aí o dia que eu tiro pra chorar é pra ficar desidratada rsrs.

Beijão!

2 de dezembro de 2010 14:14
Anônimo disse...

bela, nem te conheço e ja adoro vc! chora que faz bem, querida. bjs

2 de dezembro de 2010 14:51
Bruna Angeli disse...

Eu choro muuuitooo!! E por uma fase da vida aos 14, 15 anos chorava e não sabia por que, em seguida estudei por dois anos Psicologia e comecei a entender que o meu choro "sem motivo" era na verdade a grande ausencia do meu Pai(que perdi aos 1 e 8meses)....Mas ainda choro muito, de tristeza, de alegria, de nervoso, e se precisar choro até como artista, rse
Antes mesmo das lágrimas cairem meus amigos já sabem que estou com vontade de chorar.
Choro até Assistindo retrospectiva do ano que passou..

2 de dezembro de 2010 15:18
Bianca disse...

Sabe quando a gente faz uma viagem no tempo e lembra de coisas legais que foram vividas. Pois foi isso que eu senti agora, lendo o blog. Uma sensação boa, daquelas que enchem o coração ... Foi como se eu estivesse na praia, deitada numa rede, com uma brisa correndo, Marina brincando de castelo de areia ...
EU choro por tudo. No cinema, vendo comercial na TV, contando uma história emocionante, de tristeza, de alegria, de tanto rir. Adoro chorar e quem não gosta não sabe o que está perdendo.
Eu tenho muita pena dos caras que aprenderam e assimilaram que "homem não chora". Pobrezinhos, não sabem o que é liberdade na mente, na alma, no coração.
É verdade, eu adoro chorar. Mas dessa vez Bela, a emoção entrou como uma brisa quente e roubou o meu sorriso mais largo. Bianca

2 de dezembro de 2010 16:18
Vanessa disse...

Bela,

Lembro de vc chorando na redação depois que anunciei que ia sair. Tão fofa e tão sincera. A gente se abraçando e eu segurando pra não chorar DE NOVO porque já tinha me acabado de chorar na reunião.

Saudades,

Van

2 de dezembro de 2010 16:35
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Bela querida....
Eu tb sou chorona, de alegria e de tristeza, de emoção e de paixão.
Acho que é um outro jeito do corpo falar! Teve uma época nos Estados Unidos que fiquei 3 anos sem chorar! Tamanho foi o meu endurecimento na época! Hj choro até de olhar pro meu gatinho! hahaha.... Concordo com a Bianca!
bjs querida,
Mari

2 de dezembro de 2010 17:55
Juju Balangandan disse...

Puxa, ontem chorei tanto. Minha professora mais querida no budismo se foi do centro. Funguei a aula inteira envergonhada. Mas de vez em quando, o coração não cabe no peito e transborda pelos olhos. Impossível controlar!
Beijo belíssima.

2 de dezembro de 2010 17:57
disse...

Chorar além de lavar os olhos, faz o mesmo pela alma! Eu tb sou hiper chorona, ultimamente tenho chorado bastante "por antecipação", mas faz parte!
Bjokas

2 de dezembro de 2010 23:12
Evelin disse...

Eu tenho vergonha de chorar. Anos treino a tecnica de evitar choro, pois assim como vc, sou chorona: seja de raiva, triste, e muito quando estou feliz. Enfim, talvez a vergonha passe quando eu passar pela casa dos 30 ;)

3 de dezembro de 2010 11:45
Marina disse...

Oi Bela, não sabia que você era chorona. Acho que somos bem parecidas, então. Por isso, estamos nos dando tão bem nesses dias de ANBA...

Beijos

6 de dezembro de 2010 18:59
Bia Bonelli disse...

Nossa, este texto do Alexandre é maravilhoso!!! Amei!!! Tem tudo a ver comigo!!!
Parabéns!

19 de dezembro de 2010 13:29
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 22:35