segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Toco com humor

“O problema sou eu, não tem nada a ver com você”. “Não quero me envolver”. “Eu te amo, mas não posso ficar com você agora”. Quem nunca ouviu ou falou estas frases para alguém? São tipos bem conhecidos de “tocos”, vulgo “pé na bunda”. Dói dar um toco e dói mais ainda receber. Mas dá para lidar com essa frustração de uma forma bem humorada e tirar lições com eles. É o que acreditam as jornalistas Letícia Rio Branco e Fabi Cimieri, que acabam de lançar o livro “O Guia do Toco”. Morri de rir com a descrição dos mais variados tipos. Elas separam os foras em clássicos, sinistros e esfarrapados.

Os clássicos são os mais conhecidos, como o “Bina” (não atende mais ligação), o “A gente se fala”, o “Mr. M”, o da “Ex”, o “Bula” (quando a desculpa é uma doença), o “Coração Fechado”, o “Não Sou Apaixonado” e o “Toconfuso”.

Os esfarrapados são mais os mais fáceis de serem perdoados, segundo as autoras, como o “Toco celular que não pega”, o “Tribalista” (não sou de ninguém), “O problema sou eu”, o “Tocosono” e o “Tocopressa”.

Os piores são os sinistros. Aqueles que não deixam dúvidas e precisam ser digeridos por dias, meses ou anos. Um deles é o “Máximo”, quando você se descabela para não terminar e acaba ouvindo uma verdade. Tem também o “Eu sou Gay”, o “Amnésia” (quando a pessoa não lembra de você) e o “Não te conheço mais”, ideal para terminar uma relação longa.

A lista é interminável e faz a gente lembrar que um toco sempre joga a gente para frente. Ou pelo menos nos obriga a seguir para algum lado, menos para trás!

Patrícia - A Solteira

14 comentários:

Carla disse...

Patricia,
Sabe que até fiquei mais animadinha depois do seu post.
Vou encarar com mais humor os tocos,rs.

Beijos !!

27 de dezembro de 2010 00:12
Anônimo disse...

Segura é a mulher do saci... Sabe que se levar um pé na bunda, quem cai é ele!

Beijo, beijo!

Usina de Compostagem de Idéias!

27 de dezembro de 2010 00:44
Carol disse...

Quanto toco, dei muita risada!

E o comentário da mulher do Saci? hahahaha.

E quando você leva um toco na maior e de graça? Eu, queta no meu canto, chega uma criatura do além que nunca vi na vida, dizendo: Você é atraente, parece ser super legal, e eu queria muito te ficar com você. Mas, tenho namorada, mora na França e amanhã estou viajando para encontrá-la. É uma pena, me desculpa.
OI???? Pense numa cara de ué...rsrs. Toco sem nem saber de onde e pq veio. Rsrs.

Beijooo

27 de dezembro de 2010 05:40
Andarilho disse...

Hahaha, adorei os 'tocos'.

27 de dezembro de 2010 08:50
O Divã Dellas disse...

Quem nunca levou um toco q atire a primeira pedra.

Beijos, meninas!

Verônica

27 de dezembro de 2010 09:30
Evelin disse...

hahaha

legal^^


Evelin

27 de dezembro de 2010 09:53
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Rir é o melhor remédio...Sempre!!!

Beijos,

Bela - A Divorciada

27 de dezembro de 2010 13:14
rafaela disse...

Acho que o que eu tomei pode ser enquadrado na categoria SINISTRO. Eu vinha num relacionamento meio morno mas ele começou a se mostrar mais carinhoso, fazer planos e culminou me pedindo em casamento. Viajei por 18 dias e, na volta, após um jantar (feito por mim e que ele papou muito bem) surgiu o assunto. Ele falou: "Mas eu tava BRINCANDO! Você acreditou que eu queria casar com você? desculpa ter te magoado..." (!!!!!)
Finaliszou com as tosquices de sempre,dizendo que eu sou bonita,vou encontrar alguém,que o problema está nele e não em mim(concordei,lógico) e que ele não ia me fazer feliz.

27 de dezembro de 2010 14:08
O Divã Dellas disse...

Ôh Coisa Triste!!!
Aqui se chama de "fora"... Levei um "fora", ou dei um "fora".
Um que nunca esqueço foi quando cheguei toda esquisita na casa do namorado, recusando beijo, me saindo do abraço e ele rindo: "O que é, conheceu outra pessoa?" e eu séria: "Conheci!" E ele pasmo: "Porqeu não terminou comigo antes de ficar com ele?" e eu aliviada: "Por que não tinha te visto. Mas estou aqui justamente para terminar.".
Beijos,
Cinthya

27 de dezembro de 2010 17:34
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Cinthya,

aqui também é fora!!! kkkk
Eu nunca tinha ouvido falar em "toco", mas curti a expressão =)

Rafaela...que história!!! Vc terminou ali mesmo, né??

baccios, lindonas e lindões

deb

27 de dezembro de 2010 18:13
Patricia Digue disse...

A história da Cinthya é demais. Ri muito. Tinha ouvido "toco" só uma vez aqui em SP. O cara me disse: "Pô, vc me deu um toco" e eu não entendia kkk. Enfim, muda o nome, mas a dor é a mesma rs.

Bjs da Solteira

27 de dezembro de 2010 18:25
Belle disse...

Divertido é ler ou lembrar dos tão temidos tocos!!!
Mas na hora não tem que fique cheio de humor.. kkkkk
Adorei seu post!!!! bjosssssssss e feliz ano novo!!!

27 de dezembro de 2010 21:57
Alexandre disse...

Você estava apaixonado por alguém e levou um fora. Acontece mais do que acidente de avião, desastre com romeiros e incêndio na floresta. Corações partidos é o grande drama nacional. O que fazer? Ainda não lançaram um manual de auto-ajuda que consiga eliminar nossa fossa, e dos amigos só podemos esperar uma frase, repetida à exaustão: tire esse cara da cabeça. Parece fácil. Mas alguém aí me diga: como é que se tira alguém de um lugar tão cheio de mistérios?

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto: não gosto mais dele, não quero mais saber daquele prepotente, desapareça, um, dois e já!

Parece que funcionou. Você sai na rua para testar. Sim, você conseguiu: olhou vitrines, comeu um sorvete e folheou duas revistas sem derramar uma única lágrima. Até que começa a tocar uma música no rádio e desanda a maionese. Você não tirou coisa alguma da cabeça, ele ainda está lá, cantando baixinho pra você.

Táticas. Não ficar em casa relendo cartas e revendo fotos. Descole uma festa e produza-se para matar. Você bem que tenta, mas nada sai como o planejado. Os casais que se beijam ao seu lado são como socos no estômago. Você se sente uma retardada na pista de dança. Um carinha puxa papo com você e tudo o que ele diz é comparado com o que o seu ex diria, com o que o seu ex faria. Chamem o EccoSalva.

Livros. Um ótimo hábito, mas em vez de abstrair, você acha que tudo o que o escritor escreve é para você em particular, tudo tem semelhança com o que você está vivendo, mesmo que você esteja lendo sobre a erupção do Vesúvio que soterrou Pompéia.

Viajar. Quem vai na bagagem? Ele. Você fica olhando a paisagem pela janela do ônibus e só no que pensa é onde ele estará agora, sem notar que ele está ali mesmo, preso na sua mente.

Livrar-se de uma lembrança é um processo lento, impossível de programar. Ninguém consegue tirar alguém da cabeça na hora que quer, e às vezes a única solução é inverter o jogo: em vez de tentar não pensar na pessoa, esgotar a dor. Permitir-se recordar, chorar, ter saudade. Um dia a ferida cicatriza e você, de tão acostumada com ela, acaba por esquecê-la. Com fórceps é que a criatura não sai.

28 de dezembro de 2010 00:52
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

18 de junho de 2015 06:35