sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Valéria Valença, a chiquérrima


Meu primeiro pensamento ao ver a Valéria Valença no centro do salão, durante aquele evento, foi o mais óbvio de todos: que linda, que pele, que corpo (sim, ela é o máximo). O segundo, bem, o segundo foi mais específico: que roupa é essa? Senhor, como alguém foi capaz de vestir uma mulher bonita dessas com tal figurino? Eu no lugar dela pediria no mínimo R$ 1 milhão de indenização por danos morais a quem sugerisse que eu deveria usar aquilo. Era uma saia minúscula, de crochê, com a trama toda aberta, deixando aparecer o fio dental por baixo. Em cima, um bustiê mínimo da mesma cor. Pavoroso.

Passados alguns minutos, consegui abstrair um pouco aquele trapo e voltei a me concentrar nela, tão fina, leve e educada sentada na plateia, ao lado do marido. Chiquérrima a cada gesto, poucas vezes vi igual. Foi aí que eu descobri: a classe de uma mulher é algo que, definitivamente, vai muito além das roupas que ela usa (exceção feita àquelas que a gente detesta. E que detestam a gente também. Para essas, todo o veneno que houver nessa vida, é justo). Valéria Valença estava ali, naquele conjuntinho ridículo, mas esbanjando elegância e suavidade. Conheço muitas que, cobertas de Dior da cabeça aos pés, não conseguiriam ter metade do glamour. Não é para quem quer. É para quem pode.

Bom finde, elegantérrimas e elegantérrimos do meu coração.

Beijos,

Isabela – A Divorciada

13 comentários:

Andarilho disse...

Pela descrição da roupa, o objetivo era deixar os homens babando. Fato.

10 de dezembro de 2010 08:51
Evelin disse...

Realmente, é para quem pode ;)

10 de dezembro de 2010 10:23
Casa das palavras disse...

E quer saber?! Quem não nasceu com esse "dom" não consegue adquirir... nem com muita vontade!

10 de dezembro de 2010 10:32
so sad disse...

ela tem classe, mas as que a gente odeia são vagabas mesmo! hahahahah

gostei.

engraçado que ela me passa isso mesmo, ela sabe "usar" o figurino como se fosse um meio de valorizar o belo corpo lhe dado pelos ceus.

beijo!

10 de dezembro de 2010 11:01
Roberta Nina disse...

É, não dá pra ter tudo nessa vida, né?!
Linda, rica, corpo perfeito, educada, porém pecando no figurino.
Mas vamos analisar, dos males, este é o menor.
Feio mesmo é a Daniele Winnits, grávida, recém casada, pagando de camisola na sacada do hote. ISSO SIM É DEPRIMENTE!

10 de dezembro de 2010 12:51
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Hahahahahahah
tô tentando imaginar o figurino!

Agora...eu não detesto ninguém!!! rsrs
A quem direciono meu veneno?

beijooo

deb

10 de dezembro de 2010 12:53
O Divã Dellas disse...

O que sempre me impressionou nessa mulata foi a firmeza do corpo dela, mesmo grávida com o barrigãaaaaao ela não perdeu as curvas e mesmo sambando a gente não via as carninhas balaçarem, coisa normal a nois reles mortais. (Peguei isso com a Deb e não largo mais hahaha)

Beijos na três!!

Ótim fim de semana!

Verônica

10 de dezembro de 2010 14:28
Calil disse...

hahahaa... eu gostei da parte do veneno para aquelas que não gostamos!

10 de dezembro de 2010 15:40
Vanessa Pessoa disse...

Bela,

Adoro bancar a Gloria Kalil e meter o pau no povo, principalmente os esculhambados que vêm trampar aqui na fiiiiirma. Brincadeira. Outro dia tinha uma menina com uma roupa que mais parecia um cobertor da marca Parahyba, aquele bem xadres; e condeno meeeeesmo quem vem de Havaianas...como diria Clarice, a gente tem que se vestir pra gente e pro bem estar dos outros. Não precisa de Dior. Uma boa calça jeans e uma boa blusa da Renner podem fazer sucesso. Estilo e glamour é pra quem tem mesmo.

Beijos,

Van

10 de dezembro de 2010 16:10
Carla disse...

Bom, Classe é classe né ?
Quanto ao figurino, talvés tenha sido um mero detalhe.

beijos

10 de dezembro de 2010 16:42
Le disse...

Ai, eu concordo com voce. A gente tem a mania de olhar as pessoas e julgar logo pelo pouco que ve! Sei la, nem todo mundo tem o mesmo gosto...Ta bom que pra sair com uma ropitcha dessas tem que ter disposicao, mas o que vale mesmo eh o conteudo. beijos

10 de dezembro de 2010 17:41
Anônimo disse...

Vendo uma roupa dessas, a única vontade que dá é puxar de um lado pro outro e ficar vendo cair... :P

10 de dezembro de 2010 20:24
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Hey Bela afinal pouca roupa é a marca registrada dela! Mas que ela é um show é mesmo!!!!
beijocas,
Mari

11 de dezembro de 2010 00:11