segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cuidado ao pedir um amor

Cuidado na hora de pedir amor em 2011. Todo mundo sempre quer um amor na vida. Afinal, é através dele que a gente cresce, se estabelece e acontece neste mundo. Aprende, entende e se arrepende. Amolece, entristece e convalesce. Alegra-se, supera-se e fortalece-se. Rimas à parte, é preciso ter consciência de que ele nunca vai ser como você imagina. Anotem ai esta primeira lição (se é que tenho credibilidade para ensinar alguma coisa).

A boa notícia é que, sim, ele virá, basta deixar o coração respirar um pouco, tomar um solzinho de vez em quando e ceder hora ou outra. Mas a gente nunca sabe que cara ele terá e quais desafios trará. E talvez esteja aí a grande emoção deste negócio, que é bom, mas também dói pra caramba.

Normalmente, o amor vem carregado de pendências e acessórios não previstos, com um enredo muito diferente dos filmes e romances. E surgem os dilemas. Aceitá-lo ou não? Abrir ou fechar a porta? Ficar na janela ou ir brincar lá fora? O que fazer com estas pedras? A razão nos leva a percorrer esta tortuosa e dilacerante estrada de dúvidas, que na realidade não nos leva a lugar algum, porque o amor é uma via de uma mão só. Uma vez nela, não nos é mais possível dar a ré.

Patrícia - A Solteira

18 comentários:

Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 20 de dezembro de 2010 02:10
Carol disse...

A solteira anda romântica, e com textos filé!

=D

Lindo!

Beijão

20 de dezembro de 2010 04:39
Andarilho disse...

A única coisa que eu peço agora é dinheiro mesmo.

20 de dezembro de 2010 08:42
Ácidas e Doces disse...

Aiai
Quero brincar lá fora!
Beijo grande
Kézia

20 de dezembro de 2010 09:46
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Siiiim, concordo com a Carol, a solteira está contemplativa e romântica. Analisando tudo. Gostei do texto. E vamos nos abrir para o amor.
Beijos,

Irma

20 de dezembro de 2010 09:55
O Divã Dellas disse...

Peço um amor que seja bom pra mim e que me faça feliz. "Amores" de qualquer jeito tem aos montes por aí.
Quero um mor de verdade.

Beijos!

Verônica.

20 de dezembro de 2010 09:59
Evelin disse...

Esse é um tipo de coisa que não se deve esperar.

=D

20 de dezembro de 2010 10:00
Anônimo disse...

Quem já ralou joelho tem medo de brincar lá fora :( meu caso... Como faz?

20 de dezembro de 2010 10:43
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Nem me fale!! Certa feita eu pedi um cara espiritualmente elevado e me apareceu um padre!!! =P

beijos

deb

20 de dezembro de 2010 10:51
Ana disse...

Lindo texto!

Acho mais é que temos que nos permitir mesmo e a Pati tá certa quando diz que o amor não acontece exatamente da forma como imaginamos. E é aí que está o grande mistério e o grande prazer nisso tudo.

Se for muito fácil perdemos o interesse.

Eu, sinceramente, adoro percorrer essa estrada de mão única...

beijos

20 de dezembro de 2010 11:08
Desbaguncando disse...

minha dica é não tome banho de canela...rsss

fui fazer uns anos atrás e ganhei de presente todos "os mortos" do meu passado...

hauehuaheua

20 de dezembro de 2010 13:11
Fernanda Gomes de Sá Paulo Poli disse...

Não existe nada melhor que amar...Não consigo viver sem isso rsss.
às vezes a gente sofre, mas não amar é muito mais doloroso...
Mesmo porque, como diria Cazuza, a solidã é pretensão de quem fica escondido fazendo fita.
Beijos.

20 de dezembro de 2010 13:22
Jeff Prestes disse...

Fechado pra balanço. Ponto.

20 de dezembro de 2010 14:00
O Divã Dellas disse...

Pois é... Pois é...
E eu que estou determinada a casar em 2011.
E tenho lutado com unhas e dentes contra os medos e dores e receios que se apossaram de meu coração.
O pedido para casório já recebi... Basta agora, me permitir (isso tem sido o mais difícil).
Sim... "Quem inventou o amor, me explica por favor..."
rsrsrs
Beijo,
Cinthya

20 de dezembro de 2010 14:33
SAL disse...

Solteiraaaaaa, arrepiou (como diz Bela e Nivaldo)!!!!

Terei muuuito cuidado ao fazer meus pedidos pra 2011... inclusive, vou tentar me concentrar nos agradecimentos pra não inventar pedido imprestavel!

Beijo

Obs.Deeeeeeb, que resenha pesada é essa do padre????? kkkkkkkkk

21 de dezembro de 2010 00:46
Frô disse...

Meninas,

Parabéns pelo blog, seeeempre leio mas nem sempre paro pra comentar.

Concordo com o texto. Só acresento que tem que pedir e acreditar que vem. Não vale pedir e ficar duvidando, com pé atrás.

Segundo que não existe homem perfeito mesmo, e se existisse iríamos achar um tédio, um chato de galocha.

Pra quem já ralou o joelho brincando lá fora, bom, passa um merthiolate e vai de novo.

;)

21 de dezembro de 2010 08:39
Roberta Nina disse...

Adorei o texto.
É muito ter um amor, com certeza.
Aprendi que a gente não deve pedir um namorado, e sim um companheiro. Fica a dica na hora de fazer o pedido!

Beijos :=)

22 de dezembro de 2010 15:45
tania disse...

Muito gostoso o texto. Gostei muito. Voltarei outras vezes para ler mais.
Feliz 2011. Beijo

27 de dezembro de 2010 01:38