quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Meu tipo preferido? Homem!

Essa conversa é recorrente. Entre amigas, volta e meia, alguém diz: fulano não é meu tipo. O que desencadeia a conversa dos tipos. Hoje, do alto dos meus 31, cheguei à conclusão de que meu tipo é homem. E ponto. Acompanhem a variação dos meus lovers: o primeiro me chegou suado de basquete, 1,84m, era nerdão e cheio de espinhas. Éramos adolescentes, então ok. Era branquelo, quase louro, dos olhos azuis. E falante, agitado, ariano. O segundo chegou dançando forró. Mais baixo que o primeiro, de cabelo bem preto e sobrancelha taturana. Calado, engraçado, conservador. Queria casar logo e essas coisas que homem não quer aos vinte e poucos. Jogava bola e era meio barrigudo. O terceiro foi o mais baixo de todos, 1,70m, castanho claro, olhos mel, magro, lorde, de voz mansa e fala pausada, introspectivo, aquariano prático, super cuidadoso e parceiro. Aí teve aquela paixão de cabelo preto, meio caipira, meio dono da verdade, grandão, forte, olhos profundamente escuros, barriguinha saliente na medida e também quieto. Entre esses, variações de tamanhos (altura!), cor, comportamento, gostos. Teve ainda aquele loiro baixinho com cara de anjinho, aquele grandão, magrão com cara de anjão...A única coisa que todos eles têm em comum é o caráter. Não tenho do que me queixar de nenhum deles. Foram todos, mesmo nas situações mais adversas, muito nobres comigo. Talvez aí esteja o tipo que eu mais gosto: homem de caráter. A casca, no final, é o que menos importa.

Débora – A Separada

20 comentários:

Alessandra Safra disse...

Adorável.
curti muito o estilo de tua escrita.
meu tipo de homem tbm sempre variou nos tons e tamanhos, mas a coisa recorrente é a inteligência e o cavalheirismo. simplesmente indispensáveis.

futura solteira no pedaço.

abraços

9 de fevereiro de 2011 00:27
Andarilho disse...

O meu é mulher.

9 de fevereiro de 2011 08:37
Michelle disse...

Tem uma amiga da minha mãe, que do alto dos seus quase 60 anos, solteirona convicta, ela responderia:

- Eu não tenho tipo, tenho pressa!!!

Ótimo texto, com certeza o que vale é o caráter, senão a gente entra naquela história de, por fora bela viola, por dentro pão bolorento...

Beijos

9 de fevereiro de 2011 08:45
Eu, Dam, para mim... disse...

Acho que eu tenho um tipo de homem: educado,brincalhão e simpatico, carinhoso e inteligente: maridinho.

9 de fevereiro de 2011 08:50
O Divã Dellas disse...

Do italiano quase transparente de tão branquelo ao soteropolitano preto, passando pelo ruivo eu já provei. Cada um com seu sabor. Cada um com sua carga de virtudes e imperfeições.
Todos foram amados. Todos tinham o interior em comum. Em outras palavras: você está certa.
Beijos,
Cinthya
http://odivaadellas.blogspot.com

9 de fevereiro de 2011 09:29
Ácidas e Doces disse...

Oi Débora
é exatamente esta mesma resposta que dou "meu tipo preferido? Homem!"
beijo
Kézia

9 de fevereiro de 2011 09:37
Evelin disse...

Eu, também, dou essa resposta, mas no seguinte sentindo: nada de "gueizisse", "metrosexualismo", "frescura", e afins.

xD

9 de fevereiro de 2011 11:53
Albuq disse...

Concordo! Caráter é fundamental, a casca é o que menos importa! bjssss

9 de fevereiro de 2011 12:41
Olívia disse...

Desisto desse assunto por alguns dias! ahahahahahahha

Ano que vem eu volto a falar desse assunto rsrsrsrs

BjOOOo

.Olívia.

9 de fevereiro de 2011 14:14
Siilvinha - A prima postiça disse...

Acho que homem de carater é tudo de bom, eu só conheci um até hoje: o atual.
Pense num dedinho podre...o meu!

to rolando de rir!

o melhor foi a ênfase da Débora: variações de tamanhos (altura!)!

hahahaha
=)
beijos querida!

quando vc enjoar de mim, me fala! ;P

9 de fevereiro de 2011 14:14
Lília disse...

Adorei isso!! Se bem que eu não sei o que acontece comigo, 80% dos que já passaram pela minha vida era negões... uhsushuhs, mas já teve branquinho, moreninho... só nunca teve lourinho... quem sabe numa próxima vez, rsrsrs

9 de fevereiro de 2011 14:25
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Concordo!!! E também nunca tive um tipo pré-definido. Na minha opinião, existem homens e não categorias fixas para a nossa escolha.

Besitos,

Bela - A Divorciada

9 de fevereiro de 2011 16:54
Patricia Digue disse...

Confesso que sou tarada por tipos atléticos. Mas ando tentando rever meus conceitos.

Bjs da Solteira sarada e exigente hahaha

9 de fevereiro de 2011 17:04
Carol disse...

Se o caráter vier na cola de um timído, barbudinho, eu nem acho ruim! hahaha

9 de fevereiro de 2011 18:57
Tuka Siqueira disse...

Eis aí uma grande verdade: a casca é o que menos importa.
Se fosse pela aparência, acho que meu marido teria passado desapercebido por mim. Ele não é feio, mas não tem nada que eu ache realmente bonito, fora o sorriso. E foi o sorriso que primeiro me cativou.
Gosto muito de um ditado que diz que a beleza está nos olhos de quem vê, e acho que é assim mesmo.

Beijos

9 de fevereiro de 2011 19:37
Marta Melo disse...

Falou tudo Deb!O essencial é invisível aos olhos,como dizia o pequeno príncipe!Bjs

9 de fevereiro de 2011 22:37
Li de Oliveira disse...

Eu tenho sim um tipo que me atraia mais, mas se um outro tipo me fizer bem que mal tem??? Bjos.

9 de fevereiro de 2011 23:23
João do Espírito Santo disse...

Andarilho: somos 2

10 de fevereiro de 2011 11:49
Yasmim disse...

Meu tipo é homem, o que importa é o que o coração diz,e este é cego, então a aparência não tem muita importância, o importante é que tenha pegada, daquelas que qdo pegam sobe um frio na espinha e que tenha um abraço perfeito.

10 de fevereiro de 2011 20:56
Decor e salteado disse...

Também já descobri que não importa a casca. Mesmo. Mas cárater, inteligência e gentileza são fundamentais!

Bjs

Lu
http://decoresalteado10.blogspot.com/

13 de fevereiro de 2011 00:15