segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Respeito

O sinal abre e um carro avança em cima de um pedestre com dificuldade de locomoção – mais respeito, por favor.

Um mendigo pede um trocado a dois rapazes às 10h30 da manhã, no centro de São Paulo, e recebe, em troca, socos e tapas – mais respeito, por favor.

Uma mulher afobada fura uma fila de seis pessoas num bar, sexta à noite, porque tem pressa para ir embora. Mas sequer pede licença ou se justifica – mais respeito, por favor.

Um motorista num carro “deluxe” Santa Fé joga uma embalagem de chocolate para fora da janela – mais respeito, por favor.

Um motorista de ônibus freia bruscamente, uma passageira cai, reclama e é ofendida em troca – mais respeito, por favor.

Um jornalista chega pontualmente na pauta e espera duas horas para fazer a entrevista. Nenhum pedido de desculpa é feito – mais respeito, por favor.

Um locatário é avisado por um oficial de justiça que deve se retirar em um mês sem que nenhum aviso prévio. Por que não um simples aviso da imobiliária? – mais respeito, por favor.

Uma mulher deixa o totozinho na privada e o absorvente encharcado e escancarado no lixo no local de trabalho – mais respeito, por favor.

Uma pessoa tenta sair do trem e é imediatamente empurrada para dentro de volta por uma menina apressada (e mal educada) – mais respeito, por favor.

Uma pessoa entra no elevador e ignora a outra – mais respeito, por favor.

A Vivo nunca me atende e me manda mil protocolos de atendimento – mais respeito, por favor.

O supermercado popular do lado de casa só tem um caixa funcionando em horários de pico – mais respeito, por favor.

Alguém mais está revoltado com alguma coisa e quer acrescentar algo nesse post-protesto?

Sugiro uma semana com bastante respeito ao próximo =)

Débora – A Separada revoltada

10 comentários:

Lilian Abar disse...

Pois é, Dé, está cada vez mais difícil conviver com "pessoas". É falta de respeito que não acaba mais. Outro dia até postei algo no meu blog, na época das enchentes no RJ. Falava que, embora as pessoas sejam solidárias em momentos de tragédia, esquecem de respeitar o próximo no dia a dia. De que adianta? O jeito é fazermos a nossa parte e torcer para que pelo menos as pessoas ao nosso redor também façam a delas. Boa semana!

21 de fevereiro de 2011 09:02
Andarilho disse...

Eu já perdi a esperança de ver um povo mais respeitoso. Eu acho que pra mudar, tem que dar um reboot no mundo.

21 de fevereiro de 2011 09:08
Evelin disse...

Quando o ônibus parti rapidamente quando você ainda nem subiu com os dois pés na escada, mais respeito por favor.

Quando você faz sinal e o motora ti vê e não pára para você as 23h, mais respeito por favor.

Quando no país vigora um salário mínimo de pouco mais que quinhentos reais e a cesta básica quase o mesmo valor, mais respeito por favor.

Quando um imóvel minúsculo numa cidadezinha do Brasil custa mais que um salário mínimo, mais respeito por favor.

Quando a profissão escolhida por uns é desvalorizada pela maioria, mais respeito por favor.

Quando um homem jogo um coco pela janela de um ônibus na avenida principal da cidade, mais respeito por favor.

Quando os pais são indiciados por abandono de incapaz, mais respeito por favor.

Evelin - Acompanhando a revolta.

21 de fevereiro de 2011 09:11
Kilson disse...

- Opinião do outro;
- Modo de viver do outro;
- Sentimento do outro...
Mais respeito por favor!


Muito legal! Abraços

21 de fevereiro de 2011 11:34
Tati disse...

Qdo o tiozinho que vende Cd em um trio elétrico, liga o som na porta da sua casa e você esta tirando aquele cochilo de fds, pq trabalha mais que um burro de carga e vc acorda com taquicardia, mais respeito por favorrrr!!!

21 de fevereiro de 2011 13:04
Fernanda Crancio disse...

Boa, Débora! Pensei em algumas que andam me incomodando:

1- Você dá sucessivos "bom dias "ao novo faxineiro do seu prédio e ele jamais responde. Mais respeito por favor!

2- Volta e meia, quando vc tem a sorte de chegar mais cedo do trabalho, vê que o dono da garagem deixou que outro carro ocupasse a sua vaga de mensalista.

3- Você chega antes e escolhe bem o lugar no cinema, se acomoda e espera o filme começar. Aí aparece um retardatário e pede pra vc gentilmente passar uma poltrona para lá... e mais, não cala a boca até vc pedir!

4- A pessoa na sua frente do bufê leva duas horas para se servir, fica olhando e decidindo o que colocará no prato, gerqndo uma enorme fila, enquanto vc tem apenas meia horinha para comer e voltar ao trabalho.

5- Vc estaciona em um local com parquímetro e, mesmo assim, um flanelinha vem lhe pedir uns trocados por "cuidar do seu carro".

Essas são as que lembrei de pronto! beijão

21 de fevereiro de 2011 13:47
Olívia disse...

A senhorinha queria entrar no buso quando uma outra mulher saía. Essa que saía se ofereceu a ajudar, e a senhorinha empurrou o braço da mulher dizendo "não preciso de ajuda, filha da p***".

MAIS RESPEITO, POR FAVOR!!!

O mundinho sem educação!!!!

NOJINHO DE PESSOAS.

Olívia.

21 de fevereiro de 2011 14:23
O Divã Dellas disse...

Você chega num hospital público, ardendo em febre e dor de cabeça, mas não é atendeido porqeu lá só atende URGÊNCIA!
E então?
Mais respeito, por favor!

Cinthya
http:odivaadellas.blogspot.com

21 de fevereiro de 2011 15:30
Carol disse...

Oito PM's agredindo um assistente social que tentava defender uma vereadora, durante uma manifestação. Mais respeito, por favor!!!!

21 de fevereiro de 2011 21:08
Rita disse...

Chegar em casa cansada, tentar entrar na garagem e não conseguir pq um cidadão estacionou em local proibido, deixando sem ângulo p entrar na garagem, mais respeito, por favor

22 de fevereiro de 2011 09:58