quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Vidrinhos mágicos e seus nomes ridículos


Unhas vermelhas são capazes de provocar uma revolução na vida de uma mulher. Tudo bem, vou baixar a bola, uma revoluçãozinha então... Minha amiga Casada que o diga. Pintou-as de vermelho para o Ano Novo e adorou. Eu constatei ao vivo e ficou bom mesmo. Acho que ela acaba de entrar para o clube. A pantera Divorciada já é associada do Loucas por Vidrinhos Mágicos de Nomes Ridículos faz tempo. E curte vermelhos. Eu também não nego meu vício. Meu guarda-roupa é lar de uma necessáire que implode em vidros de esmaltes de tal forma que o zíper já virou peça decorativa.

Não, este não é um post para alquimistas. E, sim, estamos falando de esmaltes, assunto de mulherzinha, mas que guarda um dos maiores mistérios universais: porque os nomes destas tintas de unhas são tão esdrúxulos? E porque curtimos tanto? Ora, porque é muito broxante passar uma "Cor número 35" nas unhas. Não tem graça. Agora, se ela ganha o nome de "Volúpia" e você ainda cobre com um "Rebu" por cima não fica demais o resultado?

E um vermelhão "Deixa Beijar"? É ou não é engraçado? Esse é Deixa Beijar com Rebu! Aí a outra diz: Pois eu gosto é de Café com Rebu. Quem ouve e não está por dentro do Compêndio de Códigos dos Vidrinhos Mágicos - geralmente são os espécimes com DNA xy, claro - vai achar que uma curte sacanagem em alto grau, enquanto a outra quebra tudo na cafeteria toda a vez que o garçom atrasa o pedido.

Só que tem vezes que os nomes ultrapassam as raias do ridículo, e então nos resta rir, rir e rir. Mas compramos os vidrinhos mesmo assim, porque afinal o que importa é a cor. Eu mesma tenho alguns exemplos que são de matar na tal necessaire. Um deles está entre meus vermelhos favoritos. Atende pelo singelo título de Cherry in the snow. Acho que eles quiseram passar a idéia de que a cor é, assim, meio cheguei. Afinal, o que seria um pontinho vermelho na neve senão uma cereja?! Uma cereja vermelha no meio da neve branca é capaz de ser vista até do espaço sideral, não é mesmo?

Outro do time, roxão dos bons, atende pelo chique e misterioso nome de Wine with everything. Raios, o que é wine with everything? Tudo o quê cara-pálida? Agora, o mais sem noção era um que chamava Toast in New York. Juro que era apenas um esmalte de cor violeta. Ao passá-lo, nunca tive a sensação de ter sido teletransportada para Tribeca e brindar a vida por isso.

Tem umas cores novas circulando por aí, como uns amarelos, verdes, azuis e laranjas, que ganharam os nomes das próprias cores. Coisa mais sem-graça. Porque não Vixe!, Cruz-credo, Belzebu, Afe, Maria!, Oxente e Encosto? Ia fazer o maior sucesso. As cores, muito cá entre nós, são pavorosas, mas gosto não se discute...

Menina, uma mão de Cruz-credo em cima do Belzebu fica lindo.

Ah, mas eu curto mesmo um Oxente por cima da Afe, Maria!

Quem adora esse universo manicurado sabe o que é entrar num salão e ver aquelas torres de esmaltes das profissas. Ou, numa dessas lojas de departamento, ser atraída tal como um ímã até a gôndola dos vidrinhos hipnóticos. Ainda mais porque tem uma onda de dar nome de cidades às cores. Imagina quem gosta de viajar? É capaz de pintar um dedo de cada cor para ter um circuito Elizabeth Arden do polegar ao mindinho: Paris, Londres, Madri, Barcelona e Roma.

E pensar que tudo isso começou com um singelo Misturinha das nossas mães e avós.

A Solteira

12 comentários:

Kátia Ruivo disse...

Amei seu texto, me fez voltar ao passado, na época que ainda sobrevivia sem roer unhas e amava pintar as mãos com gabriela e rebu, me sentia a própria Sônia Braga subindo no telhado atrás de uma pipa e a homarada toda embaixo olhando...olhando o que? os meus dedos pintados de vermelho...q imagem mais ridícula!!!

Amo o blog de vcs!!

bjos e parabéns!

Kátia

8 de janeiro de 2009 02:28
Bê, Beta... disse...

hauehuaheua

pior sou eu que nunca presto atençã e quando me perguntam não sei responder...

mas realmente...haaaja imaginação...de ve ter uma pessoa específica para dar nome aos esmaltes...

:***

ps: aderi em 2008 ao vremeião...e ameiiii!

8 de janeiro de 2009 08:50
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

SENSACIONAL!!!

Eu confesso que nunca tinha reparado nos nomes dos esmaltes. Tb, pudera, eu comecei a passar esmalte outro dia mesmo...vou começar a reparar.

bitocas

A Casada de unha pintada

8 de janeiro de 2009 09:49
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Isso mesmo, nomes exóticos de caráter edificante e estimulante são parte do processo "eu pinto a unha para ficar o máximo", hahaha!!!!

E o tom "Deixa Beijar" é tudo. Super recomendo.

Beijão,

A Divorciada

8 de janeiro de 2009 12:35
Dani Felix disse...

Mieninas!!!
Saudades de vcs... estive realmente ausente de todos os comentários e leituras com mais de 4 linhas nesses últimos dias!!!
mas estou de volta e irei ler, aos poucos, o que se pessou. Confesso que não pude deixar de ler o post dos vidrinhos...
ACHO, ou melhor TENHO A CERTEZA, que a solteirice leva a uma afinidade de identidades sem prescedentes!!!
Tem coisa melhor pra levantar o astral do que ir no salão e pintar as unhas de vermelho???
Assim como o chocolate os vidrinhos mágicos com nomes mequetrefes são 'perfeitos'!!!
Um beijo em todas!

Dani Felix

PS. Se por acaso alguém quiser discutir direito ou assuntos de pós graduação, estarei à disposição no meu blog: danielafelix.blogspot.com

8 de janeiro de 2009 13:56
Cris disse...

Eu adorei!!!! Mas têm alguns com número. Já passou 30 graus??? é um vermelho lindo, super vivo!!! hehehe
sou adepta do vermelho desde menina, mas adotei a cor também nas unhas dos pés e desde então não larguei mais....
Beijos
Cris

8 de janeiro de 2009 15:05
Anônimo disse...

Faz muitas anos que não passo sem esmalte vermelho no pé. A mania começou pq eu roia as unhas e não podia pintar as mão de vermelho. Hj não roo mais, e descobri um tom lindo, com um nomezinho...
GLAMOUR PINK!!!
É super... glamour, ora bolas!

8 de janeiro de 2009 21:32
Noiva Amanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 9 de janeiro de 2009 11:35
Noiva Amanda disse...

Cherries in the snow é meu favorito! Tenho até um estoque dele!

Bjs,

Amanda

9 de janeiro de 2009 11:38
Ana Zanon disse...

haha.. o texto está ótimo, parabéns ^^

sabe que também nunca tinha reparado no nome dos esmaltes??

na adolescência usava muito uma combinação black + vamp (que só fui descobrir o que era agora à pouco, qnd fui ler os nomes, rsrs)

quando casei ... marítima, safira..

depois que li o post sobre os desejos para 2009 acabei concordando com 2: que 2009 será 2000 e 9 quilos a menos :P e que eu também vou pintar mais as unhas de vermelho!

ja usei uma combinação chama + cereja + rebu e hoje vou passar um licorzinho.. os nomes não são lá essas coisas, são simples até, mas a cor... é MARA, rsrsrs

beijocas e parabéns pelo blog!

ps. é meu primeiro comentário ^^

10 de janeiro de 2009 10:17
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

GENTEM!
COMO É DIFÍCIL TIRAR O ESMALTE VERMELHO DO PÉ!!!

TRAUMATIZEI! rsrsrsrsrs

La casada

14 de janeiro de 2009 15:12
Fabíola Melo disse...

Adoro luxo por baixo do tomate!!!

rsrsr

puro glamour

14 de janeiro de 2009 21:21