domingo, 21 de março de 2010

A glória de um dia inútil

Não quero compromisso com nada, e dei folga para o relógio. Os domingos são inevitáveis, então, para que não baixe aquela deprê de que amanhã é segunda, a melhor coisa é libertar este dia um tanto ingrato da obrigação de ser incrível.

Chanel odiava domingos. Provavelmente, achava este dia da semana totalmente dispensável. Faz sentido isso. As opções de lazer diminuem, proporcionalmente ao número de carros nas ruas, um ponto positivo. Adoro acordar e ouvir aquele silêncio de dia "inútil". Isso tem um efeito totalmente relax na minha cabeça....

O dia que abre a semana é preguiçoso por direito e decreto. E em outros lugares do mundo, isso se segue ainda mais à risca. Qual a surpresa de muitos que viajam para o exterior e curtem domingos onde parece que até as pessoas tiraram o dia de folga do planeta? Quer um restaurante? Não tem. Quer uma drogaria? Boa parte fechada.

Há cidades por aí que nem o supermercado abre. Não fez as suas compras? Periga passar o domingo com a geladeira vazia. E, detalhe: nestes lugares, absurdo é ter estabelecimentos abertos aos domingos. O que também faz todo o sentido, embora meu lado comodista refute isto ao máximo. Afinal, os solteiros e solteiras hão de concordar: há um prazer especial de ir ao supermercado e comprar um queijo mais especial, uns ingredientes chiques para o molho da massa que você vai preparar logo mais, seja sozinho ou acompanhado.

Claro que isso também pode ser feito por quem está namorando, casado ou enrolado, antes que alguém levante a bandeira. Mas já repararam como há cada vez mais opções de porções individuais por aí? E, com o perdão da inconfidência: o pote de Haagen-Daaz Doce Leite que estará na sua geladeira com a única missão de esperar você é, ou não é, a glória?

Giovana - está solteira

PS: a foto que ilustra este post é da Praia Sirena, Cayo Largo, Cuba. O país foi endereço de uns dias de folga recentemente. Em breve, conto mais detalhes.

7 comentários:

LetÍCiA... disse...

sinceramente... se for parar pra pensar tb não gosto do domingo... rs
mas ele saber ser glorioso em sua inutilidade.. *-*

21 de março de 2010 13:29
Lília disse...

Eu odeio domingo, mesmo quando era casada odiava, mas tenho aproveitado esse dia para ser inútil. Acordar as 14hs como fiz hj, ver filmes e descansar do meu descanso! rs

21 de março de 2010 18:08
Andarilho disse...

Eu gosto mesmo é do sábado.

21 de março de 2010 20:28
Albuq disse...

Acho o domingo um dia chato. Prá mim só passa a ser interessante quando entro de férias dos estudos e tenho ele livre para o cinema kkkk
Geralmente, o domingo é dia de estudo prá mim, então, se já é chato, fica mais chato ainda pela obrigação, daí quando estou de férias ele é a GLÓRIA... me entrego ao ócio kkk
bjs e ótima semana!

21 de março de 2010 23:12
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Eu amo domingo!!
Adoro essa preguicinha que ele propicia.
E amo também segunda, terça, quarta, quinta, sexta.

Acho que esse lance de eu ser frila me faz achar qq dia legal porque eu posso folgar numa segunda e trabalhar num sabadão.

bjss e boa semana

deb

22 de março de 2010 13:06
Yasmim disse...

Adoro os domingos pois eles sempre começam com uma longa caminhada na praia de Piedade e Boa Viagem, sob um sol maravilhoso e admirando a beleza do mar.
Depois almoço e um soninho na rede, posso querer mais ?

22 de março de 2010 18:10
Por uma vida simples disse...

Domingo... deveria ser um dia de descanço... mas nem sempre todos possuem esse privilégio. Aos que possuem, bom proveito!
bjs

22 de março de 2010 21:38