sábado, 13 de março de 2010

Mutações celebréticas

Era uma vez uma moça que, do dia para a noite, ganhou as manchetes dos jornais. Vamos chamá-la de Tatyane*. O motivo do sucesso repentino foi daqueles que não dava para ficar indiferente ao tomar conhecimento. O assunto dividiu opiniões.

Independente qual lado questão fosse escolhido, não demorou muito: a fábula da vida moderna seguiu o seu curso e era só zapear que lá estava a moça em todos os programas de talk show; aqueles com merchandising de bancada a cada bloco. Ela, seus defensores, seus detratores... enfim, o pacote completo em peregrinação pelos canais de televisão.

Muita repercussão depois, chegou o Carnaval. Adivinha quem estava nas manchetes? Taty*! Continuava a mutação celebrética. A moça ainda era a vítima ou já pendia mais para a "celebridade" descartável da vez? O estopim do passado, a razão torta que a catapultou para o sucesso, já tinha virado poeira.

A história teve continuidade, com o clássico antes e depois da silhueta, recauchutagem completa. Com a fama adquirida, Taty ganhou um novo corpo, mais enxuto e turbinado. Tudo começou de forma absurda e ganhou as cores daqueles enredos de ex-BBB em busca de uma migalha de reconhecimento. De baluarte do livre-arbítrio ao rol das celebridades nota-pé. A fábula nos dá a exata medida dos valores que são a bola da vez.

Será que a moça tem assessora de imprensa?

Giovana - A Solteira

10 comentários:

Andarilho disse...

Espera daqui um ano: não vai ter assessoria de imprensa que dê jeito, hahaha.

13 de março de 2010 00:37
mulherpolvo disse...

lamento ser contemporânea das celebridades instantâneas, de ser fazer sucesso apenas com atributos físicos e coisa e tal.
Lamento muito mesmo.

13 de março de 2010 10:35
Albuq disse...

Pense numa coisa comum, aparecer alguém assim "assunto do momento"!
Essa coisa do sucesso é muito instável e inseguro neste sentido!
Muito legal o texto, nos leva a refletir sobre essas celebridades de um minuto de fama!
bjs e ótimo fds!

13 de março de 2010 11:42
Willian disse...

Porque vocês não usam o verdadeiro nome? Por exemplo, Geisy. Se ela quer aparecer, que você faça um favor à ela.

Celebridades de esgoto, foi um nome que eu li num texto. É auto-explicativo e dá uma idéia bem clara do que foi feito para tal pessoa estar na coluna social.

13 de março de 2010 12:34
Adriano Espíndola Cavalheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 13 de março de 2010 12:37
Adriano Espíndola Cavalheiro disse...

A vítima tornou-se carrasco do mesmo processo machista que resultou em sua hostilização por seu vestidinho rosa.

Deram-lhe corda e ela se enforcou e reproduziu, com sua postura, os mecanismos que levaram ao seu quase linchamento.

Fez reproduzir a lógica capitalista e machista de que a mulher é objeto.

Os donos da Unitatys que devem estar satisfeitos, vez que a Rosataty dificilmente vai ganhar qualquer indenização pelos ocorrido. Ela se expôs de tal forma que a tese defensiva, no sentido de que a algazarra foi por ela provocada, ganhará força quase intransponível.

Ausência de assessoria de imprensa, ausência de seguir (se é que eles existiram) os conselhos dos advogados.

13 de março de 2010 13:40
Jamylle Bezerra disse...

Acho que já ouvi essa história antes... hehehehe

Precisamos MESMO rever nossos valores!!!

Detalhe: com certeza, a criatura não possui assessor!

13 de março de 2010 19:24
Nina disse...

Parece brincadeira, mas o pessoal do TDUD jura que é verdade:

http://tedouumdado.virgula.uol.com.br/2010/02/20/cantinho-do-assessor-especial-geisy-arruda/

Parabéns pelo texto! Ótimo!

Beijo

14 de março de 2010 01:36
SAL disse...

Ela q tem sorte!!! Eu tô ha aaaanos andando de manhã, de tarde e de noite de vestidinhos pinks curtissimos... e ngm se revoltou!!!

minha estrategia pra ficar famosa com quase nada, não tá dando certo... e quer saber? tem mais gente na minha situação (querendo ser celebridade instantanea sem conseguir) do que no lugar da Taty (vivendo seu momento glamour, revista e tals)

hehehehehehe

bjo Giooo :)

14 de março de 2010 04:20
Giovana disse...

Oi pessoal,
valeu pelos comentários! Sal, ri muito com o seu comentário :O)

Nina, também sou fã da galera do Te Dou um Dado! beijos, Gio

14 de março de 2010 23:21