terça-feira, 9 de março de 2010

O meu, o seu, o nosso

09 de março. Que momento mais adequado para falar sobre O Dia Internacional da Mulher, um dia depois do grande dia. Conquistamos várias coisas; trabalhamos, casamos, descasamos, moramos sozinhas, com dois, três, quatro amigos. Saímos da casa dos pais, voltamos, partimos outra vez. Optamos por filhos, ou não optamos por filhos.

Queremos o mundo, somos muitas em uma só. Às vezes, queríamos ser somente uma. Uma boa mãe, apenas uma boa filha, somente uma grande amiga, curtir unicamente o papel de irmã. Conquistas nos fizeram mutantes. A cada momento vestimos uma pele diferente, e suas consequências. E, rapidamente, temos que trocá-la por outra, acompanhada de seus fardos e de suas alegrias.

Nos perguntam dos filhos que temos cedo. Nos perguntam dos filhos que ainda não tivemos, mesmo já passada a barreira dos 30. Não somos bem vistas quando seletivas na escolha dos parceiros. Não somos levadas a sério quando nossa fila anda mais rápido.

Nossa independência criou a surpresa de sermos protagonistas das gentilezas do mundo masculino. O que era obrigação dos homens nas gerações passadas, agora nos faz descer do salto quando a ocasião é oportuna. Nada mal.

Estamos em posições de destaque, mas trabalhamos muito mais para provar a mesma capacidade deles, mesmo quando a nossa é muito maior, desculpem! O salário ainda não é equivalente ao dos reis do pedaço, um dia chegamos lá. Quem sabe neste dia não será mais preciso ter um Dia Internacional da Mulher. Pobre das lojas de departamentos quando esta hora chegar.

Giovana - A Solteira

10 comentários:

Paulinha Costa disse...

Coisa boa esta a de ser Mulher! Como disse um amigo hj "se Deus inventou coisa melhor ele guardou só pra ele."
Neste dia mais do que em outros eu pensei que as mudanças foram tantas que meio que algumas se perderam no caminho. Não é fácil ter tantos papéis ao mesmo tempo, mas o desafio só é dado para aqueles que podem supera-lo. Então vamos embora, porque a vida é boa demais e pensar no que já foi ou que já pensaram não vale a pena! Feliz dia da Mulher para todas vocês!

9 de março de 2010 00:08
continuando assim... disse...

-- continuando assim... ---
vai no capítulo 4 , é melhor seguires já senão perdes o fio à meada :) convite para seguir a historia de Alice...

boa semana :)

bj
teresa

9 de março de 2010 00:16
Evelin disse...

"Dia da Mulher" Mais um dia para o calendário consumista... mas adoro ganhar presente mesmo, o que importa isso tudo hahah

Meu padrasto lindo me presenteou mais um ano. Juro q esse ano axei q ia deixar p lá. Né q não?!

De qlq forma, FELIZ DIAS DAS MULHERES. o//

9 de março de 2010 00:21
Evelin disse...

Ops, escrevi no dia 09. Passou o dia das mulheres hauhauhau

9 de março de 2010 00:22
Deco disse...

O dia de hoje representa o respeito... Iguais, nunca fomos, nunca seremos. Temos necessidades, desejos e sonhos diferentes. Parabéns pelo texto!

Bjos

9 de março de 2010 00:30
Andarilho disse...

E pobre das floriculturas tb, se esse dia chegar.

9 de março de 2010 07:50
Camille Mollona disse...

Oi gurias, estou de volta...desculpa a demora em voltar a comentar nste Blog q eu adoro!
Parabéns pelo nosso dia ontem!
Beijão bem grande e estou de voltaaaaa!

9 de março de 2010 10:36
SAL disse...

Então Gio... eu acho q "todos os dias" são nossos... maaaaaaas, não é de todo o mal ter um dia oficial ne?! hehehe

bjo

9 de março de 2010 12:54
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Eu parei de achar besteira o dia da mulher quando me dei conta de que essa liberdade que a gente vive hoje é muito recente. Muito mesmo.

Todas essas conquistas que são meio óbvias para a nossa geração não têm nem cem anos. Faz só 50 anos que a mulher passou a ter a chance de controlar a sua própria fecundidade, com a invenção da pílula, por exemplo.

Então, se essa data existe, tá longe de ser algo machista. Pelo contrário. É um símbolo de que a gente teve que rebolar para conseguir ter esse quase salário igual aí que ainda não temos.

É um marco. E marcos pedem reflexão.

De todas as datas do comércio, na boa, essa é a que menos gera lucro.

beijoss

deborina

ps: e que venha a Páscoa! Porque essa sim faz a alegria dos comerciantes - e a minha! nham nham

9 de março de 2010 15:59
Nikita Ferraz disse...

Deb,
Eu assino embaixo. Também compartilho dessa opinião.
Beijos

10 de março de 2010 00:38