segunda-feira, 8 de março de 2010

Todas as formas de viver o feminino


Ela me dobrou no exato momento em que abriu um sorriso e disse: “Como fiquei longe da minha mãe muito cedo, me agarrei à minha família. Dediquei minha vida ao meu marido e aos meus filhos”. Eu juro que nunca antes havia ficado tão tocada ao ouvir uma mulher falando de sua vida doméstica, digamos assim. A personagem em questão é uma libanesa de 62 anos que eu entrevistei na semana passada. Tendo se casado aos 15, ela se mudou para o Brasil aos 16, já com o primeiro de seus três herdeiros no braço. Bem sucedida no comando do restaurante que toca com o companheiro, ela se orgulha de ter priorizado o carinho com os seus acima de quaisquer projetos pessoais.

Para essa Divorciada aqui, a feminista da sétima série até ali por volta dos 20 e poucos, ter ficado tão impressionada com aquela matriarca é um avanço e tanto. Aquela mulher pode não ter tido o prazer de fazer uma faculdade, crescer num trabalho fora do círculo de parentes. Muito provavelmente nunca viajou sozinha ou com um grupo de amigas. Tampouco deve ter caído na balada um dia. Mas me parece verdadeiramente feliz com a vida que escolheu. Vê-la sorrir e ser tratada com tanta gentileza pelo filho mais novo e pelo marido, que eu conheci na entrevista, me fez perceber que, acima de tudo, ela é uma mulher realizada porque escolheu um caminho. E foi fundo nele, construindo algo muito sólido e muito bonito.

Assim, para a minha entrevistada e para todas vocês, meninas, Feliz Dia da Mulher. E beijos de uma blogueira que respeita todas as formas de viver o feminino.

Much love,

Isabela – A Divorciada

11 comentários:

Willian disse...

Bom...

De qualquer jeito, feliz dia da mulher. Para todas. Feministas ou não. (:

8 de março de 2010 00:29
SAL disse...

O título diz tudo, Belíssima!

Acredito que, qualquer maneira de viver é válida, desde que seja feita com amor.

O prazer pode estar, por exemplo, em ser "solteira, casada ou divorciada".

A gente é que tem que aprender a encontrar essa alegria de viver, contida no nosso próprio mundo. Independente de padrões civil, religioso ou pressão social!


FELIZ 8 DE MARÇO PRA TODAS NÓS, QUE (como eu digo no post de hoje): ser mulher é mais que ser dona de feelings agressivos e sensibilidades poderosas... Ser mulher pode até ser meio imprestável, mas é isso que nos tornam adoráveis e facinantes!

(tentei ser breve, mas ultimamente tenho tido pensamentos mais prologandos! não teve jeito! hehehe)

8 de março de 2010 00:34
Andarilho disse...

E feliz dia das mulheres todo dia pras mulheres.

8 de março de 2010 00:45
Albuq disse...

Muito lindo esse post, parece que estou vendo minha mãe falando, porque ela, como várias mulheres, casou muito cedo, perdeu os pais cedo, mas, dedicou-se a nossa família de forma integral, e acredito que ter construído uma família faz ela feliz!

Feliz dia das mulheres!
Parabéns para todas nós!

bjs e lindo dia!

8 de março de 2010 10:41
Luciana disse...

Cada história tem a sua beleza, a sua dor e a sua delícia. Daí a importância de não se fazer julgamento, porque a vida de cada um está longe de ser superficial. Tudo tem um porquê. Mas o objetivo de todos é ser feliz!

Bjs, mulheres 3Xtrinta e leitoras do blog. "Feliz nosso dia"...

8 de março de 2010 11:23
Silvinha - a de sempre disse...

A felicidade é diferente em seu viver...

se é que isso faz sentido, mais acho que faz sim!

bjão

Feliz dia da mulher pra vcs tbm!

8 de março de 2010 11:37
Diu Mota disse...

Mais um dia para termos consciêcia da importância em valorizar nossos ideais e lutar por eles...

um beijo e um forte abraço para todas as mulheres blogueiras desse mundo!
E para as trintonas tudo!!!

8 de março de 2010 12:06
Paloma, a mãe disse...

Bela, eu também respeito, cada vez mais. Porque esta vida que escohemos (escolhemos ou somos fruto desta geração?) não é fácil. Sei que não é para ninguém, mas tripla jornada não tá dando mais, acabamos deixando várias partes importantes da vida pela metade ou nos estafando (e envelhecendo) cedo demais.
Beijos

8 de março de 2010 16:45
Luana* disse...

Feliz dia da mulher para voces tambem meninas! :3

Nao li sobre a entrevista, mas acredito que qualquer pessoa se sinta realizada quando se tem um objetivo definido e se vai fundo nele e consegue o que quer, nao tem nada mais gratificante do que isso.

BeiGos :*
Luana

8 de março de 2010 17:15
..bee.. disse...

Primeiro de tudo: ê!! Feliz dia das mulheres para nós!! =)

bom.. sempre que eu ouço falar dessa coisa de feministas X matriarcas, eu lembro de uma passagem do filme "SOrriso de MOnalisa" (que eu amo de paixão)... Eu acho que é bem isso mesmo: as mulheres passaram anos na luta, para que nós hoje em dia pudéssemos ter o poder da escolha, de decidir as nossas vidas por nós mesmas. Independente se a escolha é ser uma mulher perfeita dos anos 50, ou uma mega empresária multifuncional do mundo de hoje!

Viva o poder de escolha, neste dia mais do que nunca!!
hehehe

beijão!

8 de março de 2010 17:56
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Eu sou suspeita para falar sobre mulheres e seus tipos variados. Sou de uma família de mulheres. Só tenho irmãs, muitas tias e primas.

E, apesar de amar meus queridos amigos homens, tenho uma verdadeira admiração por minhas amigas!! Todas elas.

Marri, Clara, Olívia, Vó Carmen, Mami, tia Claudete, Tia Claudia, Tia Mare, Sandra, Dilma, Carminha, Mi, Cintia, Isabel, Carlinha, Luiza, Silvinha (a de sempre), Sil Arruda, Rita, Ana, Bela, Gio, Geo, Clau, Marina, Marininha, Sofia, Flora, Paloma, Isabelinha, Ana, Lau, Manu, Larissa, Sara, Sônia, Maria, Nilde, Isa, Cecília, Cris, Ana Cris, Angélica, Anne.

Essas são algumas das mulheres que eu admiro. As outras são vocês que vêm aqui todos os dias nos ler =)

beijão mulherada!!

deb

8 de março de 2010 19:05