sábado, 28 de março de 2009

Bizarrices de sogras



Se a fonte não fosse confiável, eu teria desconfiado daquela história. Em pleno altar, numa cerimônia evangélica, a mulher olhava para a noiva e dizia: “eu te odeio”, “eu quero que você morra”. O pastor precisou parar o casamento e ameaçar a louca de expulsão para seguir adiante. Era uma sogra insana e indomável, num momento assim meio Nazaré de Senhora do Destino, por sinal minha vilã de novela predileta. Surreal demais para ser verdade? Em se tratando de sogras, não.

O fato é que algumas mulheres nascem desprovidas dos neurônios responsáveis pelo entendimento de que seus filhos não são mais bebês depois dos 30 anos. Conheço uma que ainda calça as meias numa frágil e indefesa criança de 32. E outra que, na volta da lua de mel, surpreendeu filho e nora com uma repaginada geral no apartamento. Isso mesmo: ela própria quis preparar o lar onde o seu garotinho ia morar, trocando TUDO de lugar. Fortíssima candidata ao “Troféu Sogra sem noção 2009”, não restam dúvidas.

No grupo das “sogras étnicas”, na qual se incluem as clássicas mãe judia, italiana e nordestina (conheço relatos bizarros de cada um dos tipos, juro que não estamos falando de clichês por clichês), uma prima que mora em Barcelona pede o acréscimo de mais uma representante da categoria: a sogra espanhola. Além de reclamar em alto e bom som que ela não sabe cozinhar, lavar pratos e passar roupas, a megera ainda teima em filosofar sobre a distribuição de renda nos países da América do Sul. A tese: do lado de baixo do Equador, não restam outras opções se não ser muito rico ou muito pobre. Classe média? Mentira da minha prima, isso não existe. Detalhe: a socióloga de plantão nunca foi nem até Portugal, ali do ladinho....

É por essas e outras que eu ando curiosa para conhecer a minha atual sogra, o que não deve demorar a acontecer. Só sei como ela se chama, onde nasceu e que é devota de São Judas Tadeu, meu santo também. Logo, só pode ser gente boa. Tô botando fé: apesar das muitas provas em contrário, eu ainda acredito em duendes e sogras boazinhas, hahaha!!!!

Isabela - A Divorciada

11 comentários:

mulherpolvo disse...

Bela, eu nunca tive sogra boazinha!
A mãe do meu primeiro marido (carioca que mora Há 30 anos no nordeste) ABRIA MEUS ARMÁRIOS E GAVETAS NA PRIMEIRA VEZ QUEME VISITOU. Quando fuimorar na Bahia, ela fez da minha vida um inferno e até pagou por fora a minha ex-empregada pra saber tudo o que sepassava em minha casa.
Escrevi hoje sobre as empregadas, quenos dão arrepios, assim como as sogras.
Beijos mil e boa sorte com a nova sogrinha... espero que seja uma fofa, que cozinhe bem, e que tenha vida própria.

28 de março de 2009 11:24
mulherpolvo disse...

Em tempo: depois que eu me separei, a sogra tornou-se fofa... agora ela perturba a atual.

28 de março de 2009 11:25
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Bela,
dizem que sogra é bom ter longe, mas não o suficiente para ir de malas para a nossa casa. Também dizem que é bom não ter perto demais, para evitar que com apenas dois passos toque a nossa campainha.

Torço para que a sua seja bacana e que viva no ponto cego recomendado pelo ditado popular, he he he.

beijos,
Gio

PS: obrigada pela carinha de 19 anos no comentário do Lado A, Lado B. Pelo menos, esse maledetto aparelho serve para alguma coisa :O)

28 de março de 2009 16:16
Keyllita disse...

Primona,

valeu o post! E, imagina, fim de seman que vem é fim de semana de visitinha à sogra! Bom, aplicarei todas as minhas técnicas de relaxamento e auto hipnose pra nao deixar o meu juízo ser comido. Se nao funcionar, saio correndo e me dou por desaparecida nos pirineus! hahahaha.
Beijos enoormes!

PS.: E relaxe, só mesmo doido pra nao gostar de vc!

28 de março de 2009 17:56
Des-Venturas da Rubra Rosa disse...

Isabela

muito bom o escrito sobre sogras, como tu já deves ter visto também já escrevi sobre a minha "sogra española". Bem, eu tive duas sogras até hoje. A primeira de origem española, a segunda española mesmo. Que sina a minha! hahahahahaha
A primeira é muito gente boa até hoje, acabou o namoro com o filho, mas a amizade com ela continuou, gosto muitissímo dela, sempre nos entendemos, ela sempre dizia sobre mim quando perguntavam como era a nossa relação:
"ah a Patifa? É meio louca, avoada, destrambelhada, mas tem bom coração" Agora ela está meio adoentada, me preocupo com ela e de vez em quando telefono pra conversar com ela, foram 17 anos de relação e espero que seja mais uns 20, porque ela é muito gente boa mesmo e, sempre, sempre me tratou muito bem.

Minha sogra española eu conheci a pouco tempo, então ela me tratou muito bem, é muito gentil, educada, mas me fez as perguntas de toda sogra española: sabe cozinhar? disse logo que mais ou menos e o lovezão me salvou dizendo que só sei fazer as comidas libanesas.
Acho que ela baixou as defesas quando eu disse que amei tanto Sevilla que se fosse pra morar na España tinha de ser em Sevilla, ou seja, ela ia ter o filho mais perto dela.

Mas sabe de verdade o que acho a respeito do assunto: creio que toda mãe tem ciúme dos filhos, principalmente quando eles saem pra casa de outra mulher. A diferença é que por eu ser meio destrambelhada, não me ofende ela vir na minha casa para arrumar a casa inteira do gosto dela, também não me ofende se ela preparar a comida, arrumar o guarda roupa nem nada disso, desde que ela não implique e trate mal meu cachorro (que nesse momento estou sem). Se implicar com meu cachorro aí é briga certa. Agora lembro o quanto escolhi a namorada do meu cachorro, parecia uma mãe ciumenta.

Agora vou apresentar o Lovezão pra minha mãe, Jesus Cristo me proteja! Porque a minha mãe é libanesa (então já imaginas como é né). Deus abençõe esse encontro!

Quanto a tua futura sogra, relaxa, vai desarmada e não minta nunca, elas tem um super-mega-detector de mentiras pra saber quando estamos tentando agradar e quando estamos sendo verdadeiras. Pelo menos minha mãe possui.

Tenho certeza que a família dele não tem motivos pra não gostar de ti. Vai dar tudo certo!

Ahh e Sevilla é a cidade do meu coração, LINDA SEMPRE! ainda sinto o cheiro dos jasmins e das laranjeiras nas ruas ... e só estava começando a primavera!

beijos

28 de março de 2009 19:53
conversaatrevida disse...

Quase sempre a sogra 'bozinha' é a sogra do OUTRO.

Embora vamos ser justas que tem nora que consegue ser pior do que meia dúzia de sogra juntas (imagina quando passarem de nora pra sogra de alguém...que MEDA!!!....rs)

Minha mãe sempre reclama que eu não caso, e eu vivi dizendo a ela que ela devia me pagar mesada por eu não transformá-la em sogra de ninguém..

Chato mesmo eu acho quem tem sogra e é obrigada aos famosos 'almoços de domingo'..

Quase sempre são de fazer qualquer nora perder o apetite porque quase sempre só é BOM o que foi feito pela sogra, no que a nora leva elas sempre botam defeito.....rs

Mas ormalmente as que chamam as sogras de 'bruxas' um dia vão virão também.......rs
Enfim...faz parte.

Atrê

29 de março de 2009 09:52
Anônimo disse...

Meninas: adoro minha super sogra! É a D. Liu! Lindinha em seus 87 anos, com carinha de 75, tá? É negra e de olhos verdes, pensem! Adora uma festa e quando, lá pelas 3h da manhã a gente a convida prá ir prá casa, ela: "Mas, já?!" É um exemplo de mulher e todos os meus amigos têm um xodó por ela. Festa aqui em casa sem ela não tem muita graça. Ela é 10!
Entendo a relação dela com o meu marido como sagrada. Nunca tentei competir com ela, pois quem tenta dá pitacos entre mãe e filho, não sai muito bem na fita. (Lógico, com exceção das sociopatias, né?)E, aliás, é a maior furada tentar ficar entre estes dois, afinal de contas, "mãe só tem uma".
Bom domingo para todas,
Marcia A.

29 de março de 2009 10:22
Camille Mollona disse...

Oi gurias,
Como sou mãe de filho unico...acho q vou ser uma sogra meia chatinha...sou bem apegada no meu baby q neste ano faz 15 aninhos. Mais tenho certeza q com o tempo e conhecendo bem a escolhida dele...vou me dar bem. Pq sempre soube q criamos os filhos para o mundo e nao para ficar embaixo de nossas assas.
A alguns dias "acho" que conheci um homem verde...e espero q se um dia chegar a conhecer minha futura sogra q ela seje bem legal assim como vou ser com ela.
Grande beijo e otima semana!!!

30 de março de 2009 08:10
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Acabo de voltar da praia. Fomos eu, marido e...minha sogra!

Definitivamente eu dei sorte. Ela é discreta, bem na dela e, como escreveram aí acima, tem vida própria.

No começo, achei que ela nem gostava muito de mim, pois estava acostumada com sogras mais invasivas. Mas aos poucos fui vendo que mil vezes uma sogra assim que aquelas "amigas" que acabam redecorando o apartamento da gente. AFE!

Fora que ela mora a duas quadras da minha casa mas NUNCA vem aqui de surpresa ou coisas do gênero. E olha que ela tem a chave aqui de casa (o que já me salvou várias vezes de ficar trancada do lado de fora).

Por fim, ela ainda me enche de presentes ótimos.

Nunca tinha parado para pensar nesse tema. Mas depois de ler esse post da Bela e saber dessas histórias medonhas, posso dizer que dei sorte no quesito sogra!

Tô doida para saber sobre a sua nova :-)

bjsss

Debs, casads

30 de março de 2009 10:14
Anônimo disse...

Minha sogra realmente é o demonio.. Devo ter pegado o filho predileto dela! Isso pq tem 4..Não sei o que eu fiz, primeiro neto fui eu que dei,.. Disse pro meu marido que deveria ter deixado ele morrer, quando nasceu.. Deus que tipo de mãe é essa? Diz que eu fui um erro dele? Eu? Maluca mesmo

21 de agosto de 2012 13:04
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 19:56