terça-feira, 12 de abril de 2011

Os homens e o sofá



Dia de convidada especial. Quem escreve hoje é a nossa leitora Karina, uma chiquérrima que divide conosco um defeitinho que o seu marido, assim como tantos outros, tem. Fiquem com ela.

Beijão, Karina, thanks pelo texto. Beijos, gente.

Isabela – A Divorciada

Acho que existe uma química muito boa entre os homens e o sofá. Sou casada há uns três anos e volta e meia a forte relação entre meu marido e o sofá me incomoda. Temos um filhote de dois anos e eu chego em casa do trabalho, durante a semana, depois dele. Pois quase sempre quando eu boto o pé em casa ele passa o bastão do pequeno para mim e entrega-se ao seu amado sofá. Nas horas de folga, o sonho de consumo dele é ficar em casa, no sofá, vendo filme na tevê. Não, isso não é algo tão grave que atrapalhe nosso relacionamento. E nem meu marido é um vagabundo. Ao contrário, acho que como ele trabalha para caramba, e quase sempre em pé, tem mais vontade de fazer nada na sala de casa do que eu que passo o dia todo sentada, na frente do computador, mexendo só com o cerebrinho.

Conversei com algumas pessoas, amigas, de lugares diferentes. Uma mora no interior gaúcho. O marido dela também adora uma hora de folga na frente da tevê, principalmente para ver futebol, e com o sofá colado na bunda. Outra, da Itália, me conformou assim, quando reclamei sobre o tema: é normal, todos os homens são assim, o meu ex também era. Para mim, que adoro voar as tranças por aí, é difícil entender uma relação tão boa com o sofá. Será coisa da alma masculina? Me digam...

Karina – A Casada em crise com o sofá

8 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Acho que sou meio machinha, então. Amo um sofá!!!
=D
bjss
deb

12 de abril de 2011 11:49
João do Espírito Santo disse...

Depende do dia, do horário e do trabalho = nível cansaço.

Creio que não seja o sofá em si, seja a TV. Tenho certeza que se eles não tivessem a TV na sala, só no quarto, ele estaria na cama não no sofá.

A TV com filme de guerra/luta, um documentário sobre carros antigos ou futebol é para o homem um 'desestressante'. Algo similar as mulheres como olhar vitrines de lojas de sapatos (e eventualmente comprá-los).

Ou seja, aqui ou na Italia ou na Australia o comportamento vai ser parecido.

Bjs

12 de abril de 2011 13:06
Patricia Digue disse...

Ah, deita lá com ele!

Bjs da Solteira

12 de abril de 2011 20:31
Luana disse...

Hahá... Eu acredito nessa química entre homens e sofás!!! Meu namorado adoraaa ficar no sofá assistindo TV. Ele diz que o sofá é confortável e gosta até de pegar no sono por lá mesmo =]]

12 de abril de 2011 22:53
Kilson disse...

Eu não gosto muito de sofá. Nada contra ele. kkkk
Mas ainda prefiro a cama.
Bjs

13 de abril de 2011 15:38
Cilo Roberto disse...

Bom eu concordo com o João do Espírito Santo, eu sou muito da rua, adoro andar de bike, pegar o meu carro e ouvir música para relaxar...

Mas chega um momento que não existe nada melhor que o sofá ou a rede, de frente para a tv, com um bom filme ou documentário sobre carros antigos ou F1....

Para mim é uma forma de esvaziar a mente e relaxar... as vezes até dormir...

agora lembre... minha esposa chegou a me chamar de Homer Simpson....rssss.... e olhe que trabalho muito, muito, muito mesmo...

mas a equação é simples:
quanto mais cansado -> mais vou querer o sofá....

quanto mais tempo passar em casa durante a semana-> mais vou querer a rua no fim de semana!!!!

é isso falei d+

Beijos

13 de abril de 2011 19:54
Eduardo Alexandre Rodrigues disse...

Chego a pensar que muitas vezes meu sofá é uma terapia. Muitas vezes confesso que fico dormindo acordado pensando na vida...depois que saio dele renovo-me...

Eduardo Rodrigues
http://tomejeitonavida.blogspot.com

14 de abril de 2011 12:14
Evelin disse...

Amo sofá. Não deve ser questão de gênero. O sofá representa um ambiente que não é seu trabalho nem seu descanso - que no caso, é a cama. E sim para pensar em outras coisas ou em nada, principalmente ao assistir besterinhas na tv.

Beijos

Evelin

14 de abril de 2011 22:58