quinta-feira, 28 de abril de 2011

Seu dilema: o torpedo e o bolo

Minha história de amor teve início no sábado de Carnaval. Eu, jornalista e fotógrafa, fui escalada para cobrir a folia em uma cidadezinha. Quatro noites ao som de tamborins, cheiro de cerveja e o apelo sexual de mulheres e homens. Devia ser por volta das 20h quando cheguei ao camarote reservado para a imprensa junto com uma amiga. Um segurança me chamou a atenção devido ao brilho no olhar. Bom, apenas olhei e não quis mais nenhum contato, nem poderia... Simplesmente o ignorei.

No segundo dia, fiquei sabendo do interesse dele por mim, no terceiro, um amigo em comum nos apresentou. Ele pediu o telefone, claro que não dei. Afinal, eu estava ali trabalhando e não para arrumar um caso, paquera, paixão.... ou seja lá o que for. No quarto dia foi inevitável. No intervalo entre uma escola de samba e outra fui fazer uma entrevista e, no caminho, encontrei com o tal segurança pelo corredor. Passei para ele o número do meu telefone.

Devia ser 6h da manhã, estava chegando em casa e o meu celular tocou. No início desconfiei, mas, com o passar do tempo, aquele contato foi se tornando essencial para o meu dia a dia. Em nenhum momento houve juras de amor. Apenas palavras de sentimento, sinceridade e respeito. Passaram-se duas semanas até o primeiro encontro. O sábado tão esperado chegou. E com ele veio o bolo! Isto mesmo! Apesar de horas de conversa por telefone, torpedos intermináveis, o encontro não aconteceu.

Lógico que eu, sem entender nada, mandei um torpedo no próprio sábado pedindo uma explicação. A resposta só chegou no domingo, no final do dia. “Bolo? Eu estou até agora esperando você confirmar o horário”. O cara só pode ser louco né? A partir desta hora, várias mensagens e ligações, que claro, não respondi. Até que no final da noite retornei as chamadas. Ele apenas disse que não recebeu nenhum torpedo meu e que inclusive a ligação que eu tinha feito no sábado à tarde não foi registrada pelo celular dele. Dois dias depois, lembrei que recebi um torpedo dele na semana anterior com um dia de atraso.

Resumindo, meninas: fiquei louca na hora, mas não desesperada, porque aprendi a me amar e isto significa não chorar por quem não merece. Desde o ocorrido estamos nos falando por telefone e tentando marcar um novo encontro. A mulher sente quando o cara está mentindo, percebo que ele está sendo sincero. Mas tudo ainda é muito diferente nesta história. E ainda nem beijei o cara...

Ele apareceu num momento em que eu não procurava, ou melhor, em um momento em que eu esperava dos céus uma resposta sobre um outro relacionamento, se devia ou não começar de novo. Agora tenho certeza de que esse reinício será de uma maneira totalmente inusitada em minha vida.

O que vocês acham?

Ariella

7 comentários:

.Olívia T. disse...

ohnnnnn...

que legalllll
conta pra gente quando rolar o encontro...

Essas coisas de SMS são um lixo mesmo. Mas comigo não é atraso ou erro da operadora, é o cara q não quer responder mesmo.

AHAHAHAHAHAH

BjÃooo.

Olívia

28 de abril de 2011 08:28
Andarilho disse...

Eu acho que era bom vc procurar oferta de outras operadoras de celular.

28 de abril de 2011 08:41
Lília disse...

kkkkkkkkkk, estou rindo muito do comentário do andarilho!

Acho que isso aí vai rolar hem, e tb acreditei na sinceridade dele...

Vá em frente, o que vc tem a perder?

28 de abril de 2011 09:57
João do Espírito Santo disse...

Concordo com o Andarilho. SMS é perigoso. Ele não tem Facebook ou MSN tb?

Boa sorte! Tomare que dê certo.

28 de abril de 2011 11:39
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Sensacional essa história!
Mas, pelo que eu entendi, isso ajudou a resolver um dilema antigo. É isso?

bj!

deb

28 de abril de 2011 12:27
Silvana Alves disse...

Hehehehehh...
a Ariella vem aqui dar uma boa notícia.
Aprender a acreditar no que ser quer, confiar que Deus cuida de você. Foi isso que fiz!!!
Assim que soube da pubilicação mandei email para as meninas. A história aconteceu há quase 2 meses. O tempo passou e agora... tchammm.... para atualizar essa história revelo que o casalzinho está NAMORANDO!!!!
Espero em breve compartilhar mais alegrias com vocês.
Beijokas a todos que deram apoio...rsrs

28 de abril de 2011 13:56
Patricia Digue disse...

Incrível como a gente se surpreende quando se depara com um homem respeitador e delicado, que não tem pressa, que não queima etapas. No começo desconfiamos que seja verdade. Mas acho que deve apostar, não fechar as portas. Boa sorte e beija logo o gostoso hahaha.

Bjs da Solteira

28 de abril de 2011 16:32