quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Ela não fazia café para mim

Se tem uma coisa que me diverte e ao mesmo tempo me choca nas histórias sobre divórcio são as justificativas que os homens dão para o fim de um casamento. Sim, porque eles são imbatíveis em matéria de criatividade nesse campo. Vamos aos fatos, ou melhor, às desculpas: "ela já não pintava mais as unhas da cor que eu gostava" , "tinha postura de diretora no trabalho e em casa", "não fazia café para mim" (a minha predileta).

As três pérolas cima foram ditas por dois homens diferentes, as duas primeiras por um e a terceira por outro. Detalhes fundamentais: o ex-marido número 1 nunca disse à mulher que sentia falta daquele tom nas mãos e pés dela. Nem tampouco reclamou que a considerava uma "diretora" dentro de casa. O ex-marido número 2 matava e morria por um café expresso. E por isso mesmo preferia fazer sua primeira refeição do dia na padaria mais próxima...

Fico imaginando o tamanho da culpa que leva alguém a dizer esse tipo de coisa. A precisar dessas muletas para explicar o fracasso de uma relação. A covardia de admitir que acabou porque acabou. Uma mulher não tem pudor de deixar claro que quis terminar, levar a vida sozinha ou em outra companhia. Para eles parece ser mais difícil. Talvez pelo peso de anos e anos do cumprimento do papel de macho provedor e responsável pela mulher, aquela que lhe foi entregue por outro homem, aliás, no altar da igreja. O peso de um papel que já não existe, mas que está lá, firme e forte na memória genética do homem do século 21.

Uma culpa que, no turbilhão do divórcio, vira teatro puro. Encenado pelos mais patéticos atores.

A Divorciada

9 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

SENSACIONAL!!!

Um casamento acabar por causa de um café expresso é óooootemo!!
Acabar relacionamentos é difícil de qualquer forma, para homens e mulheres, não tenho dúvidas. Mas concordo com vc, tendemos a ser um pouco mais claras, mais honestas. É claro que é difícil dizer: "negão, não amo mais você", mas ao menos não tranferimos culpa.

O que me irrita nessas histórias todas é a transferência de culpa. Isso é um pouco covarde. Fora que esses caras subestimam nossa inteligência né? Como se a gente não soubesse que "vc não pintava as unhas da cor que eu gostava" é o mesmo que dizer "isso mesmo, não te amo mais. e quer saber? estou afim de outra".

Mas, tadinhos, a inteligência emocional do sexo oposto é mesmo mais limitada, hi hi hi.

beijos

A Casada - que ama o marido apesar de ele não saber fazer café...

13 de novembro de 2008 13:56
Anônimo disse...

AMEI!!!! Sabia que está sendo bom ver nos seus textos um pouco da minha história tb?

A cada dia que passa me convenço mais e mais que o maior problema destes homens que utilizam estas justificativas patéticas é a imaturidade: imaturidade para admitir que não deram conta de uma relação, não deram conta de uma mulher independente, não deram conta de uma esposa (que não é sua mãe definitivamente!), não deram conta de ser adultos e, principalmente, não deram conta de assumir que eles são falíveis!

Enfim... "assim caminha a humanidade".

Beijos grandes

13 de novembro de 2008 18:39
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Tem também a clássica "preciso ficar sozinho". Quando o cara diz isso é porque ele não tá sozinho, quer é ficar sozinho de você. Já ouvi história de cara dizendo que está se separando porque "você faz Nescau para as crianças e não faz pra mim".

Beijos, A Solteira (que sabe fazer Nescau!)

13 de novembro de 2008 20:38
Anônimo disse...

Citando o Holmer Simpson: "A culpa é minha e eu dou ela a quem eu quiser."
Como se faz isto neste mundo de meu deus...né não? Principalmente em casos de separações. Parece que a omissão da VERDADE é para que o outro não sofra. Heim??? Nessas horas a gente vê que maturidade profissional nem sempre acompanha a maturidade pessoal, emocional, psicológica...
Xau prá toooooodos,

Marcia A.

13 de novembro de 2008 23:13
Anônimo disse...

Garotas, acho que temos que começar a usar nossas fortes desculpas.Algo como do tipo, a relação acabou pq meu marido não tinha educação, pensava que todos os cômodos era o banheiro.kkkkk, tem coisa pior que homem porquinho.E homem que só fala besteira e vc paga mico em todas as reuniões com amigos é um fim ter marido babaca, daqueles que ri parecendo um doente.kkkkkkkkk.isso sim são boas desculpas.

13 de novembro de 2008 23:29
Renata disse...

Adorei o blog! Muito legal essas três visões juntas dessa loucura que é ser mulher. Beijos X3! :)

14 de novembro de 2008 02:44
Anônimo disse...

Acho que essa célebre frase fará parte da sua vida (falou em "café" lembreiiii).
Você tem razão! Na hora de terminar "cadê o macho" para assumir o verdadeiro motivo da separação.
Beijos
Sua Tia

18 de novembro de 2008 17:01
Nivaldo Neto disse...

As vezes é o medo, as vezes é o mais fácil, neste caso meu amor, nenhum dos dois, é cagaço mesmo. esse cara envergonha a raça.

26 de novembro de 2008 12:10
ACSS disse...

No meu caso, a justificativa q meu ex disse p a amante dele foi surreal: 'um dos motivos pelo qual quero me separar é pq ela quer dar o nosso filho pra mãe dela...'
Só p lembrar: meu grde sonho era o de ser MÃE! Acreidta que até hj não consigo processar essa frase??? Mas, vendo esse post, acho q é pq eu sempre fiz um excelente café! kkkkkk

13 de abril de 2009 14:00