domingo, 2 de novembro de 2008

Nietzsche no shopping


Semana passada meu husband, carinhosamente apelidado de Charlie por minhas amigas panteras, me convidou para um passeio no shopping. IUPIIIII!!!! Adorei o convite! Ele queria ver roupas para ele e me dar um presentinho por causa de um trabalho que eu o ajudei a fazer. Nossa, o homem tomar a iniciativa de ir ao shopping não tem preço.

Muy bien. Chegamos lá e começamos a circular. Meus olhos me conduziam às lojas de sapatos. Sapatos baixinhos, sapatos baixinhos, sapatos baixinhos. Muitos deles! Eu estava em estado de euforia. Eis que, de repente, Charlie, começa a me contar o quão fascinado ele está pelo livro de Nietzsche que ele está lendo no momento. Sobre como o filósofo associava o fim do império romano à ascenção do cristianismo. E eu: "ahã, cristianismo...". Usando aquela velha técnica de repetir apenas a última palavra que a pessoa diz para mostrar o quão compenetrada você está.

Aí ele começou a traçar paralelos com a sociedade atual e com o atual momento de vida dele. O papo passou da filosofia à psicologia. Meu ouvido ouvia, minha boca repetia a última palavra mas meus olhos continuavam vidrados nas lojas de sapato.

Aí chegou um momento que eu não consegui me conter. "Gato, Nietzsche não combina com shopping! Não estou conseguindo prestar atenção...".

Ele riu. E fomos comprar nossas roupinhas!

Sorry, Nietzsche, mas discutiremos você mais tarde.

A Casada

1 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Putz, tem que levar Charlie numa gafieira. Quero ver falar de Nietzsche num bate-coxa. Hellow, Angel! Beijos, A Solteira

2 de novembro de 2008 14:23