quinta-feira, 20 de novembro de 2008

O leão de salto alto

Festão com gente importante pede figurino incrível. Figurinho incrível pede sapatos lindos. Sapatos lindos quase sempre têm o quê? Saltos altíssimos! Pois, para uma criatura que chegou nos 1,61m e estacionou (como eu!), um salto alto é o passaporte para a auto-estima inabalável. Isto posto saquei do armário um par de sandálias pretas cheias de tiras, e amarração de cetim, salto tipo 10, ou seja, lin-das! Confiante deste ser o toque para um figurino arrasador, calcei a minha afirmação pessoal de mulher fatal para aquele noite sem medo de ser feliz.

Nos primeiros cinco minutos dava para perceber que, de fato, se cruzasse com um pedólatra teria sido pedida em casamento. Ótimo, queria mesmo chamar atenção. Afinal, estava quase com um 1,70m!!!!! Um recorde para mim. Deus, porque não cheguei lá!? Só que por outro lado, senti o calo que tenho na sola do pé direito, e que fazia tempo não dava o ar da graça, já começar a se manifestar.... Pensei: Relaxa, vai dar tudo certo. Já tive vários sapatos malditos, fiz balé clássico mais de 10 anos, tenho calo de dançar com sapatilha de ponta. Vou tirar de letra.

E lá fui eu para a festa. Cabelão e saltão, um leão exibicionista, e de saltos! A pessoa gosta de andar e foi desfilando e exibindo charme aqui e acolá. Deu até para sambar. Sacolejar o esqueleto loucamente. Tava tudo indo bem até que o calo começou a doer num nível insuportável.

Meu pé parecia a pedra onde estava a espada do rei Arthur, saca? Os dedos, cruzes, começaram a ficar dormentes. Aos poucos, a coluna envergou e o leão que era puro charme começava a dar sinais de que se transformava numa pata choca. Sim, porque o corpo tem vontade própria e, para compensar a dor nos pés, dava um jeito de aliviar o peso do corpo sobre eles, tadinhos.

Só que a solução encontrada não era a que mais beneficiava o andar gazebo do leão, yo. Á aquela altura, meu traseiro tava lá atrás, as costas já davam sinais de lordose e os pés só caminhavam em direção a um banco, cadeira, mesa, enfim, qualquer coisa onde pudesse me escorar.

O brilho foi apagando e o fim da linha se apresentou, literalmente, num sarjeta. Sim, o leão, destruído, sentou-se no meio-fio da calçada. Era o final daquela exibição. Tudo estava terminado quando eis que avisto uma pessoa da produção da festa. Abano, grito, chamo desesperadamente. Minha salvadora me vê e vem em minha direção.

Pelamordedeus, alguém de vocês tem umas havaianas ou qualquer sapato em que seja possível andar? Ela prontamente me levou para a sala de produção. Abriu a bolsa de uma das meninas e só conseguiu achar um pé de havaianas e um pé de bota. É que a garota andou com um pé quebrado. Mas usa assim mesmo, vai ficar legal. Achei melhor não seguir o conselho.

No instante seguinte, entra outra menina da produção na tal sala. Meu desespero era tanto que pedi um sapato emprestado assim mesmo, sem nunca ter visto a criatura antes. E se ela tivesse chulé? Pois a fofa saca um par de sandálias roxinhas, sem salto e que ainda por cima combinavam com o meu dress code. Deixei as minhas sandálias pretas como garantia (coitada dela se tivesse que ficar com elas...) e fui curtir o resto da festa que me aguardava. O cabelão continuava lá, mas estava defasada em 10 centímetros. No entanto, estava livre para fazer o que bem entendia! Baixinha mesmo, e daí?

Bom, no dia seguinte, ao pisar no chão, senti uma bolsa embaixo do meu pé. Lembrei da sola dos pés dos felinos. É, acho que virei um leão mesmo, pelo menos só ali naquela parte do corpo.

A Solteira

3 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Amiga solteira: é por isso que eu não uso salto alto, hahaha!!!!

Se serve de consolo, com 10 centímetros debaixo dos pés eu quebraria umas três vértebras nos primeiros 100 metros!!!

Beijos,

A Divorciada

20 de novembro de 2008 13:09
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Solteirinha,

tenho apenas 1,56 m e, na melhor das hipóteses, fico com 1,66 com um saltos desses - coisa que nem existe no meu armário!

Desde que percebi que não passaria desse tamanhico, decidi gostar de ser tampinha. E quer saber? Adoro ser baixinha e de ser chamada de pequena.

Além do mais, quase todo homem me parece um gigante! Veja só que vantagem!

E tenho certeza de que vc arrasou de salto alto e de rasteirinha ;-)

beijoss

A Casada - com um gigante de 1,70m!

21 de novembro de 2008 07:08
Lilian disse...

Será que problemas com salto é apenas pra nós, baixinhas, cariocas e solteiras?

Adorei o blog, sucesso!

25 de novembro de 2008 23:26