sábado, 20 de junho de 2009

A anti-caça

Várias leitoras solteiras já escreveram, em comentários, que gostariam de ler sobre "a caça" neste blog, ver aqui dicas de paquera. Resolvi assumir a missão, afinal, aproveitei beeeeem a minha neo solteirice antes de voltar a ser a pessoa apaixonada e monogâmica que sou hoje. Só tem um detalhe: a minha experiência me diz que é melhor escrever sobre a "anti-caça". Na minha muy modesta opinião, o campo da conquista funciona pelo avesso: não procure que você acha.


OK, OK, todo mundo já saiu de casa um dia com vontade de passar o rodo, eu sei. Isso também aconteceu comigo, claro. E é por isso que eu digo: não adianta nada. Arrasa quem está se sentindo bem consigo mesma, e sai por aí simplesmente para se divertir, sem procurar, sem encanar com a tal da busca. Será que algum cientista, de algum país rico, já estudou isso? Prometo que, se descobrir, divido a informação com vocês.


Enquanto isso, trago eu mesma um exemplo para ilustrar a minha teoria: uma amiga, recém-separada, decidiu trocar a foto que usava em sua página no Orkut assim que passou a se sentir melhor, mais confiante e segura de si. Pois bem, pouco tempo depois, um affair do passado deixou um recado/cantada irresistível para ela, que deve encontrá-lo em breve. Ela precisou fazer alguma coisa para ser paquerada? Nadinha, apenas se sentiu bem, deixou que essa energia boa ganhasse aquele pedaço do mundo digital. E as coisas aconteceram. Simples assim, gente.


Resumo da ópera: quer se dar bem? Pare de pensar no assunto, ame-se, cuide-se, fique inteira. Vá para a balada para se divertir, sem aquele radar ligado e apontando para todas as direções. Deixe o acaso fazer a sua parte. E aprontar as surpresas que quiser para você.

Bom sábado e beijos,

Isabela – A Divorciada

10 comentários:

Beta disse...

sou a prova viva disso Amorécula!

haha

beiiijooooooo

20 de junho de 2009 09:13
Pimenta disse...

Verdade verdadeira!
bjo

20 de junho de 2009 09:41
Mãe e filha disse...

Mim casada..rs. Meu marido caseiro, então quando tem uma baladinha que eu quero ir muito, vou com amigas solteiras. Em uma destas saídas, 6 solteiras com o radar ligado no 220..kk, era um show eu fiquei na frente para não atrapalhar as paqueras, adivinha quem foi chamada para dançar 3 vezes com direito a "cafungada no cangote". Eu, que não estava ali para isto e que claro neguei educadamente. Sem regras e sem desesperi, tudo tem sua hora meninas.

20 de junho de 2009 11:00
Clévia disse...

Uma vez um Anjo me disse: um amor dificilmente aparecerá em um mar revolto.E disse o poeta: "para apaixonar-se, basta estar distraído".Isso vale para a paquera tmb.

Distraia-se EM VC, e verá como tudo fica mto mais fácil.
Bj

20 de junho de 2009 11:02
Luana* disse...

Conselho sábio esse o/ por isso que é bom amar a si mesma primeiro e deixar que as coisas fluam do que como vc disse 'procurar' pq 'quem procura acha' mesmo!

Desculpe estar tão ausente do blog... o pouco tempo que me resta e vida de terceirão eu ando saindo bastante. Mas nunca irei deixar de ler o blog 8D prometo! haha

beijos meninas!

20 de junho de 2009 12:37
lioness disse...

Concordo plenamente. Parece que homem fareja mulheres desesperadas e foge delas.
O melhor que podemos fazer é nos amar mais e nos valorizar mais para não sair caçando desesperadamente. Deixe-se caçar, é mais emocionante.

20 de junho de 2009 13:49
Paloma, a mãe disse...

Concordo. Mas se os dias em que a vontade de passar o rodo existem, não vejo problema em fazê-lo. Desde que se pense que é para uma coisa casual, que não se espere nada no dia seguinte (ou na mesma noite, já que "a fila anda" cada vez mais rápido).

20 de junho de 2009 17:30
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

eu confesso que acho esse clima de caça - de guerra! - um saco...

gosto da balada pela balada em si, pela diversão, a azaração é um extra que eu dispenso

e mesmo porque os melhores encontros acontecem nos lugares e momentos mais inesperados

:-)

bjs

deb

20 de junho de 2009 17:53
Luciana (vulgo Frô) disse...

Eu volta e meia me encontro nessa também. Um dos pedidos dos posts de caça foi meu, mas mais porque eu acho que sai muita história engraçada (e muita roubada) que dá pra contar aqui.

Beijos meninas!

21 de junho de 2009 13:41
Lu Giusti disse...

Concordo com o post.
Por uma época (curta) que eu e minha companheira de blog, a Flávia, percebemos que caçar não é a melhor saida...
Para transformar a experiência em humor, fizemos o blog www.comoficamosagora.blogspot.com
Aproveito para fazer propaganda e também trazer algumas dicas.
Beijo.
Lu Giusti

21 de junho de 2009 19:28