domingo, 30 de agosto de 2009

Ney Matogrosso e o amor de verdade


Sou completamente fã do Ney Matogrosso. E por diversos motivos. Para mim, ele é um ótimo cantor e um homem inteiro, autêntico, de muita atitude. Tanto que é dele a melhor frase que li hoje, até o momento, nos jornais de domingo. Em entrevista à revista Serafina, que vem junto com a Folha de S. Paulo, ele declarou:

“O amor de verdade desarma as pessoas”.

Eu concordo. E recebo de peito aberto o desarmamento pelo qual venho passando há algum tempo. O amor de verdade desarma e liberta, Ney haveria de concordar comigo.

Bom domingo!

Isabela – A Divorciada

9 comentários:

Mulheres Neura disse...

Maravilhoso homem é o Ney, excelente frase dele, o amor verdadeiro desarma mesmo as pessoas, afinal, como manter-se armado vendo a felicidade dos que se amam?

Ele realmente é o artista mais autêntico e fiel a si mesmo que vi até hoje, por isso talvez a admiração seja para sempre.

beijos

30 de agosto de 2009 16:41
Andarilho disse...

Eu não gosto do Ney.

E essa frase eu acharia perfeita se em vez de amor, fosse paixão.

30 de agosto de 2009 22:28
Sanzinha disse...

Não é só vc, não.
Eu também adoro o Ney. Acho-o até um tanto charmoso... rs.

Beijocas!

31 de agosto de 2009 03:33
Johnny na Babilônia disse...

Irruuu! Acaba não, mundão!!! ô desmantelo!!!

bjs!

31 de agosto de 2009 13:14
Beta disse...

olha...tenho de concordar...sou a prova viva...\ o /

admiro muito o trabalho dele...mas num sou fãnzoca!

1 de setembro de 2009 15:26
Diego disse...

O tal "Andarilho" não entendeu a frase -tão linda- de Ney. Qdo Ney se refere ao "amor de verdade", ele utiliza a expressão quase como um antônimo de paixão, que é passageira, é cega e ludibria, mas, decididamente, não desarma.
Ney Matogrosso é um gde e complexo artista e um ser humano admirável. E por não ser óbvio, encontra a resistência de alguns, que não querem e não podem entender o que ele diz e faz.
Beijos!

2 de setembro de 2009 11:38
Letícia Volponi disse...

não só desarma, mas nos enche de coragem para enfrentar a vida!

4 de setembro de 2009 11:46
Johnny na Babilônia disse...

Gostei mais da parte que ele fala que a palavra "amor" está muito banalizada. "Você fala amor e ninguém sabe o que é. Generalizando, claro, as pessoas acham que amor é para trepar. Não é só isso. É muito maior."

6 de setembro de 2009 18:18
CARLA ROCHA disse...

Concordo plenamente! E pra provar, passe lá no blog e veja a sintonia!Beijo grande!

14 de setembro de 2009 15:51