quarta-feira, 28 de abril de 2010

Lia e Léa

Lia não conhece Léa. E Léa não conhece Lia. Mas uma inveja a outra mesmo sem saber. Lia tem 55, Léa tem 63. São praticamente da mesma geração. Lia é casada há 33 anos. Léa foi casada durante 30 e está separada há dez anos. Lia morre de inveja de Léa justamente porque o marido desta, um belo dia, a abandonou. O sonho de Lia era que seu marido a abandonasse. Sumisse, desaparecesse, se apaixonasse por outra – já que ela mesma não tem coragem de colocar um ponto final num casamento doentio. E Léa morre de inveja de Lia justamente porque ela segue casada. O sonho de sua vida era ser casada para sempre, conforme tinha aprendido desde pequena. Não estava em seus planos ser abandonada. Só agora, dez anos depois, é que ela se interessou por outra pessoa e começou a namorar. Está feliz, mas ainda assim, acha muito estranho namorar aos 60. E Lia sonha, até hoje, com um amor verdadeiro. Nem que ele só chegue aos 80.

Débora - A Descasada

15 comentários:

Andarilho disse...

Pobre Lia.

28 de abril de 2010 09:18
Melanie Brown disse...

Lia, não é a única com esse sonho.

28 de abril de 2010 09:51
Albuq disse...

Débora, acredito que a gente almeja muito o que não tem. Talvez o segredo seja ter sempre um sonho prá seguir... bem, eu tento fazer isso!

bjs

28 de abril de 2010 10:06
Tânia Tiburzio disse...

A grama do vizinho é sempre mais verde! Beijos!

28 de abril de 2010 10:24
Accácia disse...

Acho triste a situação de ambas.
Uma por não ter sabido encarar o fim da história de seu casamento,e a outra por não ter coragem em por um fim a sua!
Amores tem tempo.
Nem sempre são eternos.
E enquanto durou foi bom.Ruim é quando insistimos naquilo que não nos trás mais alegrias e é fonte de sofrimento.
Vejo que foi o casa das duas.
Uma lástima!

28 de abril de 2010 10:42
As primas disse...

MEU DEUSSSS
COITADA DESSA LIA

Ahhh se fosse eu...já teria terminado, mandado o cara embora, escurraçado pra fora de casa...

Existem pessoas acomodadas né!?

Não gosto e não quero ser assim!

DIGA NÃO A INFELICIDADE!

Eu acho que não tem idade para correr atrás da felicidade, nunca é tarde para ser FELIZ =)

28 de abril de 2010 11:01
Anônimo disse...

Isso dava um roteiro muito de minissérie brasileira. Sim, minissérie pq novelas são TODAS IGUAIS no fim. Enfim, viva as Lias e Léas que exigem por aí.^^

28 de abril de 2010 14:34
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Ai, ai, ai....Vai entender as mulheres, né? Hahaha!!!

Beijos,

Bela - La Divorciada

28 de abril de 2010 16:08
EVELIN disse...

Acho que se uma estivesse no lugar da outra, desejariam o mesmo rs

MULHERES!!!

Adorei o texto.

bjse

28 de abril de 2010 16:27
Flávio P. disse...

O povo doido!!!! Cada qual com seu "probrema" rsrsrsrs

Oooo racinha complicada que é mulher!!!

beijos

28 de abril de 2010 23:10
Marcos disse...

Quem tá fora quer entrar e quem tá dentro quer sair...rsrsrs é isso?

A realidade é que as duas não estão bem.

Ser feliz é algo que você encontra dentro de você!

Bjs

28 de abril de 2010 23:30
Lilly disse...

ahahah!! Gostei. A grama do vizinho é sempre mais ver, né? Gostei da narrativa.

Ops, tô vendo agora que a Tânia escreveu a mesma coisa!

29 de abril de 2010 07:18
Paloma, a mãe disse...

Ótima historinha, vale um conto (publica, publica!). Mas, como já disseram aqui: pobre Lia.
Beijos

29 de abril de 2010 11:44
GLORIA disse...

Parece história irreal? pois eu digo q ñ...
Esta é idêntica a minha história...
Nós seres humanos somo insatisfeitos... Porém, td o q queremos é ter um relacionamento feliz. Na verdade as duas tiveram vidas amorosas tristes... quanta desilusão... por isso, pensam que se vivessem a forma contrária seriam mais felizes. Vivem em busca da felicidade. Mas qual de nós não vive?

29 de abril de 2010 23:59
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Que texto lindo, Débora!
Adorei!
As mulheres de gerações passadas tiveram obstáculos imensos.
Sou muito grata a elas por começarem a gritar!!!!!
beijocas,
Mari.

30 de abril de 2010 20:17