quarta-feira, 7 de abril de 2010

A resposta no copo

Sempre que caminho por entre dúvidas eu procuro o velho sábio. Dúvida se viro para a esquerda ou direita. Se visto preto ou vermelho. Se como muitas calorias ou se tento emagrecer de vez. Se compro uma ou duas revistas. Se aceito a oferta de emprego ou não. Se recuo e admito que pode, sim, ter volta. Se posso duvidar das dúvidas passadas. Se posso duvidar das certezas presentes.

Dúvida é coisa que faz a cabeça do ser humano ir longe. A territórios nunca antes habitados. Como odeio ter que tomar todas as decisões sozinha, subo ao cume da montanha para encontrar o velho sábio. Eu lá estou eu: cansada, suada, de saco cheio de tantas decisões que tenho que tomar. Só o velho sábio pode me ajudar. Essa é a função dele na sociedade. E ele tem que me levar ao caminho da perfeição.

E então o interrogo:

- Ó velho sábio, me ajude! Tenho eu sempre tomado a decisão errada?

E ele me responde:

- É sempre bom lembrar que um copo vazio está cheio de ar.

E eu fico puta da vida com o velho sábio. Eu subi até aqui para ouvir uma canção do Gil? Essa sua frase só me deixou mais confusa! Dá para dizer sim ou não? Vá por aqui ou por ali? Vista amarelo. Compre frutas. Ande de bicicleta. Ame o que é seu. Aceite a oferta. Recuse a proposta. Desvie da tentação. Seja mais racional. More em Pirituba. Seja emotiva apenas quando necessário. Controle a respiração. Não beba tanto. Faça compras aos sábados pela manhã. Cumpra os prazos. Visite NY ainda jovem. Aprenda a falar mandarim. Tenha dois filhos. Volte ao manequim 38 em dois meses.

Manja, véio? Tipo revista feminina? Manual de como ser super máster PHODA all the time e fazer cem coisas incríveis antes de morrer?

E ele me repete:

- É sempre bom lembrar que um copo vazio está cheio de ar.

Aí eu desisto, desço a montanha, volto para casa, pego um copo e fico tentando observar o ar. Se ele sai, se ele entra. Tento entender a lição do velho. Compreendo que o ar não é mesmo coisa que se vê. Se sabe que ele existe lá dentro e pronto. O encho de água, volto para a frente do computador e retomo minha vida imperfeita.

E me dou conta de que faz uns sete anos que uso manequim 40.

Débora - A Descasada

16 comentários:

Andarilho disse...

Isso é que é otimismo, o copo sempre está cheio, nem que seja de ar, hahaha.

Eu acho que o velho maluco (todo sábio tem que ser maluco, senão não é sábio de verdade), respondeu algo nada a ver, porque a pergunta também é nada a ver.

A meu ver, a pergunta não é se a decisão foi errada, mas será que existe uma decisão correta? E o que seria uma decisão correta?

7 de abril de 2010 10:00
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Tô com o Andarilho e não abro: o que seria uma decisão correta?

Tem que pagar para ver!!!! Viver!!!!

Beijos, amiga. Beijos, Andarilho.

Bela - La Divorciada

7 de abril de 2010 11:26
Paloma, a mãe disse...

Decidir é o que há de mais difícil na vida adulta. E também me pergunto se há decisão correta. Cada vez mais acho que não. São caminhos que a gente escolhe, muitas vezes sem ter tanta consciência. E só depois percebemos e refletimos sobre isso.
Beijos

7 de abril de 2010 12:00
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Pô, então vocês não entenderam a resposta do véio: é exatamente isso, não existe decisão correta!!! rs

Porque, afinal, um copo pode estar vazio para um e cheio para o outro.

É pagar para ver mesmo, Belíssima. E viver a imperfeição com afinco.

=D

Deb - La vieja soy yo!

7 de abril de 2010 12:01
Flávia disse...

Negocinho chato é essa coisa de dúvida, hein? Esse texto pode trazer várias interpretações. A minha (analisando a frase do véio) é que as vezes enxergamos as coisas como se elas estivessem vazias, enquanto que outra pessoa pode observá-la cheia.

A diferença está em como cada um observa. Melhor, a diferença está na profundidade que cada um consegue ENXERGAR e não apenas VER.

7 de abril de 2010 12:10
Albuq disse...

Oi Débora!
Tenho uma professora muito interessante, fui aluna dela na disciplina de filosofia, e simplesmente aprendi muito com ela e com a disciplina, principalmente comecei a ver que não há verdade, mas, verdades. Não exite o certo, mas, várias opiniões que diferem e necessariamente não divergem. Que existe uma coisa muito importante a se entender: "o olhar de cada um".
Olhamos para a mesma direção, mas, o que existe em nós o quanto essência vai determinar o que enxergamos, o que compreendemos e o que acreditamos.
Achei mto legal a resposta do sábio, afinal o fato da gente não ver o ar, necessariamente não podemos dizer que o copo está vazio!

Fantástico! adorei o post, como adoro todos né?! kkkk

bjs

7 de abril de 2010 12:58
Olívia disse...

Tomar decisão é complicado mesmo.

eu queria uma maquininha que me dissesse tudo que eu tenho que fazer.

MAS, pensa, se a gnt for seguir tudo, não existiria VIDA!

=)

Deb, parabéns novamente pelo seu dia.

BELA E GIO TAMBÉM =)

.Olívia.

7 de abril de 2010 13:07
Anônimo disse...

É Deb... desencana, relaxa! Faz como a Bela, descasou casa de novo! Paga para ver!!!
A vida é isso ai, tomar decisões a todos os instantes, das mais simples como se vamos ou não nos levantar as 6:00 da matina, o que vamos comer, o que vamos vestir, qual perfume usar, qual caminho é o melhor para chegar ao trabalho ate as decisões mais difíceis como se mandamos nosso chefe para a PQP, se mandamos nosso companheiro (a) a PQP, se colocamos fogo na babilônia ou se brigamos pelas baleias, pela Amazônia, pelas criancinhas do Haiti ou pela nossa própria sobrevivência.
Se não for assim a vida não tem graça! Acho que sabemos que estamos amadurecendo quando começamos a refletir sobre nossas próprias decisões, quando pensamos sobre as nossas escolhas. Isso nos remete ao mundo adulto, ao mundo de responsabilidade ao mundo do ter que prestar conta o tempo inteiro para a sociedade, a família, amigos e para nos mesmos.
affffff Páaaara tudo que eu quero descer!!!!!! Essa coisa de chegar aos trinta não é fácil... Estou descasado a 06 longos meses e ate hoje olho pro caralho do copo e não sei dizer se ele esta vazio, cheio e nem mesmo se ele esta lá! Rsrsrs
beijos Flávio

7 de abril de 2010 14:46
SAL disse...

Vamos lá... eu, mestre em viagens metafóricas...

penso que, independente do copo estar cheio ou vazio... o copo existe!

mudando "um pouco" o foco: o copo quer apenas ser copo... a gente que fica escolhendo o que ele precisa ter pra gente querer beber (ou não)

copos são como corações... querem ser usados, querem ser roubados, querem ficar sujo, querem ser lavados...

copos, cheio de agua, ou de ar... querem arriscar a ser quebrados, e mais ainda, querem ser consertados!

nós é que não queremos nos cortar com os cacos, e ficamos nos atentando com o mínimo, o conteudo do copo.

voei! uma camisa de forma "p" pra mim, por favor?! hahaha

bjo

7 de abril de 2010 14:49
Ronise Vilela disse...

Decisão certa. Existe isso? Acho que existe a escolha, muitas vezes tomada por impulso, por emoção ou pela tal razão.
Independente disso, acho que o medo não deve ser nosso inimigo, nem a culpa e todos os tumores da sociedade judaico-cristã.
Devemos sr responsáveis pelas decisões que tomamos e nada é tão definitivo assim...

7 de abril de 2010 14:55
Tati disse...

Hello!! Muda a marca da calça, pq tem manequim 38 de uma marca q é 40 da outra. Funciona comigo e eu me sinto poderosa no manequim 38.. mesmo que de mentirinha. kkk

7 de abril de 2010 16:51
Fernanda disse...

Tô com esse Flávio aí. Olhando o Caralho do copo.

7 de abril de 2010 17:17
Por uma vida simples disse...

Belo texto, continue a trilhar o seu caminho, sem pensar no que tem lá na frente, pois é no presente que se caminha! Com o copo cheio ou não ;)

bjs

7 de abril de 2010 18:23
Agulha3al disse...

Um bom texto sobre dúvidas na vida!!
Uma vez escrevi um nesse estilo também: http://goo.gl/yA5t

Acho que o melhor nesse texto não sobre otimismo e sim que o copo nunca esta vazio, sobre o que você deseja coloca no copo.

A alguns anos estou atrás de simplicidade na minha vida e ficaria muito feliz com um copo cheio de ar!

@ Paloma não existem decisões corretas e sim as que causa mais ou menos dor, mais ou menos felicidade, mesmo que você não escolha nenhuma isso em si já é uma decisão!

@Flávia

Sempre adorei a dúvida, ter certeza sobre as coisas induz ao erro, avaliar , reavaliar, pensar e por em prática é fabuloso!

@Albuq

Sim não existe o certo, mas isso dentro de uma lógica refinada de pensamento. Não discutimos se a lei da gravidade é uma farsa, mas em se você me dizer que elefantes voam, mesmo que eu sabiam isso não acontece, na sua cabeça isso nunca vai deixar de ser erro.

Existe uma enorme diferença entre conceitos comfirmados pela ciência e crenças pessoais, mas acredito que todos nós nos embolamos um pouco nisso!

pela simplicidade já!!!

8 de abril de 2010 13:21
Anônimo disse...

escolhas envolvem perdas!!!
um amigo...

9 de abril de 2010 23:55
Marta Melo disse...

Adorei o texto...Nossa realmente a escolha é nossa;o copo vazio está sempre cheio!Então existem possibilidades,como disse Picasso numa frase que não lembro perfeitamente mas que era mais ou menos assim:Vc pode transformar uma mancha amarela em sol ou um sol em uma mancha amarela...Acho que tudo são possibilidades e escolhas e qualquer uma nos traz aquilo que precisamos aprender.Bj

11 de abril de 2010 20:53