segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A incrível história de Alynne e Marcos


Alynne tinha terminado um namoro não fazia muito tempo quando conheceu Marcos num congresso em Paripueira, Litoral Norte de Alagoas, perto de Maceió. Ela psicóloga, alagoana, ele, paulista, trabalhando no estande de uma empresa no evento. A conexão foi imediata. Nos dias seguintes, conversaram, se conheceram melhor, ficaram juntos. Se despediram, afinal, ele precisava voltar para São Paulo. Nunca mais se esqueceram. Começaram um namoro à distância. Foi assim até que o ciúme lançou sua flecha preta. E eles terminaram tudo.

Passa o tempo. Sabe aquele ex-namorado, o do começo do texto, com quem ela tinha acabado? Voltou à condição de titular. E passou a ser marido pouco tempo depois. Contato com Marcos? Nunca mais, já era. Ele seguiu sua vida também, arrumou outro alguém para amar, como aconteceu com ela.

Dois anos depois, Lynne tornou-se a primeira divorciada do Comando Bob, como chamamos o nosso grupo inseparável, absoluto e maravilhoso de amigas (eu fui a segunda descasada do time). Para brindar a neo-solteirice, uma viagem a Buenos Aires com a Mel, outra Bob com B maiúsculo. Com direito a pit stop em São Paulo. Detalhe importante: ao se separar, nossa protagonista voltou a conversar com Marcos pela internet, com aquela forcinha das redes sociais. Ele estava sozinho, como ela. E nunca tinha deixado de acompanhá-la, mesmo que à distância. E em silêncio.

Pois bem: uma vez em São Paulo, ela aceitou o convite dele para jantar. Num restaurante charmoso, nos Jardins. Como diria Jade na reprise de O Clone, “maktub”, estava escrito. Nunca mais se desgrudaram. E, seis meses depois, em fevereiro de 2008, Lynne se mudava para a capital paulista.

O casamento, na linda Maceió, foi em 24 de janeiro de 2010, faz um ano hoje. Mas o presente de aniversário de casados no papel veio um pouco antes, no último dia 24 de dezembro, quando Lynne descobriu que estava grávida. Vocês acreditam nisso? Não é demais alguém saber que está esperando um bebê no Natal? Fiquei sabendo da novidade ao mandar um torpedo de Merry Christmas para ela, que já estava no aeroporto, prestes a voar para Alagoas. A resposta, com o anúncio da vinda do meu sobrinho, me fez arrepiar de emoção. E começar a chorar feito louca em plena casa da sogra. Na frente de uma tia de Guarda Belo que eu tinha acabado de conhecer. Na hora, dividi a notícia com todos, que ficaram emocionados comigo. Foi para espalhar emoção, aliás, que eu contei para vocês agora.

Parabéns, Lynne, parabéns, Marcos. Muito amor!!!

Beijos, beijos, beijos,

Isabela – A Divorciada, A Bob, A Cunhada e A Tia

23 comentários:

F. disse...

E por mais que se tente fugir, sempre viveremos o que há pra viver...
Adoro histórias que tem a mão do destino, no fundo fico sonhando em ser sua próxima vítima!

24 de janeiro de 2011 00:40
Trakinando com a mamãe disse...

Oie Isabela! Uma bela história de amor...
Realmente quando Deus escreve, ninguém pode apagar...
É o que eu sempre digo, quando é para ser não tem nada que impede a união de alguém que Deus já escreveu a cada um. Que Deus Abençoei sempre o amor desse casal...
☪ حنان مصطفى ☪
www.trakinandocommamae.blogspot.com

24 de janeiro de 2011 00:43
Andarilho disse...

Que presentão de natal.

24 de janeiro de 2011 01:32
disse...

Que história bonita! =D Felicidades à nova família xD

Bjos

24 de janeiro de 2011 08:11
Alynne disse...

Amiga, hoje meu nome é felicidade!!! Obrigada pelo lindo texto em nome de nós três: eu, Marcos e Maria Eduarda ou Leonardo. Amamos vc!

24 de janeiro de 2011 08:57
Silvana Alves disse...

linda história de amor que ultrapassa o tempo.. e seja bem vindo este bebê.

24 de janeiro de 2011 09:11
João do Espírito Santo disse...

Q linda história!!!

Bela, só você mesma para descrever esses casos que ainda nos mantém com esperança no amor.

Que o bebê venha para coroar essa linda história.

Beijocas

24 de janeiro de 2011 10:09
Marta Melo disse...

Parabéns Alynne e Marcos por essa linda história de amor!Essa história me faz ter certeza que quando as coisas realmente devem acontecer não há nada que impeça...Ficou lindo o post Bela!Um beijão a todos vcs ,inclusive o novo ou a nova personagem da história!

24 de janeiro de 2011 11:36
O Divã Dellas disse...

Meninaaaaa que história lindaaaaaa!!!

É assim: O que é do homem o bicho não come.
Pode ser clichê, mas é certissimo.
Adorei, Bela!
É por essas e outras q eu acredito no destino e no amor.
Ah, o amor!!

Beijos, querida!!

Três beijos nos envolvidos.

Verônica

24 de janeiro de 2011 14:33
O Divã Dellas disse...

É...
Nada segura a força que a Vida tem para realizar o que quer.
Felicidades para todos.
LINDA história!
Beijo,
Cinthya

24 de janeiro de 2011 14:36
Bob MEL disse...

Como dizia um grande amigo, "nunca diga nunca" pois nessa hora Deus pode dizer "esta escrito", assim foi essa história de amor, onde distância, desencontros e alianças atropelaram um pouco esse início.Mas como digo sempre, tudo só acontece no tempo do Pai e ele reservou mais que um oi, um beijo, um aperto de mão, reservou um AMOR,uma vida a dois e um FILHO.E agora minha amada irmã do coração Deus te fez família, Mãe e ainda mais Feliz.Como Madrinha e cupidinha desejo assistir vcs três por toda vida.Bjosss

24 de janeiro de 2011 22:35
Ácidas e Doces disse...

Ah Bela belíssima, o mundo dá voltas. Muitas. E é sempre bom ficar tonta.
Beijo
Kézia

24 de janeiro de 2011 23:26
Patricia Digue disse...

Os anos nos trazem alguns inconvenientes, mas uma coisa que a gente aprende é não deixar a felicidade passar. Parabéns ao casal.

Bjs da Solteira

25 de janeiro de 2011 00:06
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Eu adorei esse casal assim que conheci! Uns fofos!!

E fiquei mto feliz com a notícia do baby!!

Parabéns!!

beijão

deb

25 de janeiro de 2011 12:31
Ana disse...

Linda história! E a gente que acha que essas coisas só acontecem em novela né?

E príncipes não existem? Ah! Quando leio essas histórias eu acho que eles existem sim, cada um do seu jeito! E quem vai dizer que Marcos não é o príncipe de Alynne?

Beijos e muita saúde e amor para o três: Marcos, Alynne e o baby!

25 de janeiro de 2011 13:10
Anna Thereza Di Maximo disse...

super legal o blog de vocês!!!

Bjs da Espanha



http://balzaquieanna.blogspot.com/

25 de janeiro de 2011 18:36
Alynne disse...

Obrigada a todos a e a todas pelas palavras. É muito saber que nossa história encanta a outras pessoas assim como nos encantou. Bjs carinhos de nós três!

26 de janeiro de 2011 07:43
Rivereto disse...

Obrigado a todos pelos comentários, e digo para vocês que sou muito grato a Alynne por estarmos comemorando o nosso ano de casado e com certeza mais do que tudo com o nosso baby chegando.

Claro tb não posso esquecer da mega organização "Comando Bob" que sempre esteve do nosso lado nos apoiando muito.

Bjs a todos

28 de janeiro de 2011 12:34
Evelin disse...

Só nos resta desejar o que há de melhor!!

Parabéns ao casal "que quando tem que ser, será"

=D

Evelin

29 de janeiro de 2011 00:14
Anônimo disse...

Que lindo, apesar de conhecer a história me emocionei, parabéns, que Deus ilumine sempre os dois. Bjs. Sandra

2 de fevereiro de 2011 18:22
Anônimo disse...

Amiga, fiquei de postar o comentário e acabou que meus "gordinhos" roubaram meu tempo... Vou aproveitar que por algum milagre a net está desbloqueada aqui no trbalho e postar (hahaha).
Como eu já disse, depois da nossa amiga tão amada ter sofrido tanto com o fim do casamento, tinha que vim algo muito bom né???
Deus é muito sábio, devemos SEMPRE confiar Nele, pois tudo, tudo sempre vem no tempo certo. Talvez se eles tivessem ido adiante na 1ª tentativa, o ciume, ou qq outra coisa os teria separado -talvez.. Essa 2ª chance veio qdo já estavam maduros suficientes p/ assumir e encarar os riscos desses AMOR!
A história é verdadeiramente linda, mas por um único motivo: os dois se renderam e foram em busca da felicidade!!! E agora esse amor é completado com um presentão de Natal né???
PARABÉNS QUERIDOS!!! Que muitas outras bênçãos sejam derramadas sobre vcs!!!
BJOS ENOOOOOOOOOOOOOOOOOOORMES!!! TRIPLOS!!!! =)
Bob Nana

4 de fevereiro de 2011 15:02
Anônimo disse...

AH, Bela! Qdo li o título, ri! É que lembrei de um conto seu: "A incrível história do menino que virou Botija!" ou algo parecido...
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!
Bjos! Nana

4 de fevereiro de 2011 15:07
Anônimo disse...

boa noite
amigo "acho"q sou um amigo muito distante se eue stiver certo fui no casamento do teu pai e de tuas mãe so q vida me separou de voces
hj moro em joão pessoa pb
teu pai se chama silvio e tua mãe neusa teu avô paterno jose poxa esque nome de tua avó paterna tem um tio tb por parte de pai tua mãe morava na rua jurua
e teu pai da são pedro do turvo depois na rua sacramento e teve um fusca verde anor 70 placa
ay-1531 caso esteja errado medesculpe
meu nome é manoel
meu email mjsnovo@hotmail.com

7 de março de 2012 23:00