sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O diagnóstico de doutor Gonzáles sobre o final do meu casamento

Plano de saúde é uma encrenca em todos os sentidos. É caro, os médicos te atendem como se fosse o SUS (porque eles ganham uma miséria por consulta, eu sei) e na hora que a corda aperta no teu pescoço você descobre que não, eles não cobrem esse seu novo problema. Tem ainda aquele lance de você escolher um médico no livrinho pela proximidade de endereço somada à simpatia pelo nome dele ou dela. Eu fiz isso essa semana. E eis que conheci o doutor Gonzáles. Quando o vi, pensei em me fazer de louca e sair correndo. Mas era tarde, eu já estava na sala dele já.

Gonzáles é espanhol e deve ter quase oitenta anos. Trabalha ainda não sei bem porquê. Sua sala não tem computador nem nada que remeta à tecnologia – pelo contrário, tem uma balança de pesar bebê que deve ser de 1914. Ele usa um avental digno de profissional de hospício da década de 30, abotoadinho na lateral, bem justinho. A consulta durou uma hora - uma raridade, hei de convir. Mas nessa uma hora, praticamente só ele que falou. No final ele não conseguiu explicar bem a minha dor no peito, mas certamente achou a causa do fim do meu casamento. Segue o diálogo:

- Quantos anos você tem?
- 31
- Tá passando da idade, hein?
- ...
- De ter filho! Até os 30 anos vai bem, depois fica difícil...
- ...
- Mas você no parece muito preocupada...
- ...
- No quer casar, tener família, essas cosas?
- Já fui casada.
- Como es?
- Já fui casada...
- E que pasó?
- Acabou...
- Sabe lo que acho? Que aqui en Brasil os homens son muito matchiiistas. Querem mandar nas mulheres. No?
- Não era o caso dele...
- Pirataria dele, hã? Saía com outras?
- (risos) também não é o caso.
- Sé...quanto tempo vocês namoraram antes?
- Cinco anos.
- Ah! É isso! Por isso não deu certo! Siempre digo para minhas pacientes: namoro longo, casamento curto. No, no, no...no puede! Tenho 56 anos de carreira. Tem mulher de cinquenta que eu comecei a atender com 5 anos. Rosalinda é uma delas. Namorou 15 anos! Um dia descobriu que o namorado tinha outra família. Resultado: é solteirona até hoje. No puede...
- Pode ser, viu, doutor, pode ser...

Débora - A Separada

18 comentários:

Decor e salteado disse...

Essa teoria é verdadeira mesmo! Anteontem, voltei a escutar um papo desses... E posso dizer, de cadeira: é verdade. Namorei muuiitoooo tempo, e me separei com 3 anos de casamento. Suppperverddade! Se tiver uma próxima oportunidade, farei diferente...

Bjs

Lu

PS.: Se morasse em SP, pediria o tel. do doutor.

14 de janeiro de 2011 01:44
Lanna disse...

Concordo com ele kkkkkk
Namorei 7 anos e o casorio quase não passou dos 4 ahahaha, ma snão sei se como a Lu eu faria diferente, to namorando agora (bem começinho), ma snão penso em casar dinovo não rs
Bjks

14 de janeiro de 2011 07:02
Van disse...

Nossa gente , tô ficando assustada com esse diagnóstico : namorei 9 anos e vou completar dois de casada na próxima segunda - será que falta pouco tempo pro meu casamento também ? Vixe...se for pensar bem tem horas em que dá mesmo vontade de jogar tudo para o ar, mas ainda há coisas contornáveis...Tô de orelha em pé agora com o post e com os comentários...rsrsrsrs

14 de janeiro de 2011 08:01
Sara Lima Saraceno disse...

Figura de médico...kkk!!
Eu casei com 7 anos de namoro, já estou casada há 4, tenho uma filhinha de 2 e, até então, meu casamento vai muito bem, obrigada!!
Agora, certamente que, se eu me separasse de meu marido, não namoraria novamente 7 anos não... rsrsrs!!
Bjus

14 de janeiro de 2011 09:24
Jeff Prestes disse...

Por que demorar tanto para casar?

14 de janeiro de 2011 11:09
Olívia disse...

Ahhhhh

Valeu a dica, quando eu começar a namorar alguém sério vou falar dessa teoria! ahahahhaahha

BOUA!!!

14 de janeiro de 2011 11:55
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Hahaha!!!!!!!!! Adorei. Serve para mim tb!!! Quer dizer, serviu, no passado.

Agora, o negócio é casar mais rápido, hahaha!!!

Vou cuidar disso.

Beijão,

Bela - La Divorciada

14 de janeiro de 2011 14:09
Patricia Digue disse...

Bom, no meu caso, o diagnóstico dele também estaria correto. Quase oito anos de namoro e um casamento que não durou 3.

Beijos da Solteira já passando da idade kkkk

14 de janeiro de 2011 14:31
Inaie disse...

menina, eu vou ficar casada para todo o sempre...nunca namorei meu marido. Foi um beijo e nos fomos morar juntos...kkk

14 de janeiro de 2011 18:59
Marina disse...

Afinal, qual era a especialidade deste médico? Psiquiatra???

14 de janeiro de 2011 19:44
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

hahahahaahahahah....
Débora... espero que tenha tirado a dor do peito!
beijocas,
Mari

15 de janeiro de 2011 00:39
Anônimo disse...

Bela.. adorei o post! Acho o q o tal doutor tá certo, geralmente os namoros mais longos acabam dando em casamento seguido de separação! Ou então, o namoro termina e uma das partes logo recomeça a namorar outra pessoa e, pasmem, casa em 6 meses!!!!

Mas gostaria só de vender o meu peixe e deixar registrado outra coisa aqui.. vc mencionou sobre as negativas dos planos de saúde.. infelizmente cada vez é mais comum esse abuso, que deve ser coibido e acaba caindo no Poder Judiciário. Quem tiver curiosidade sobre o assunto, acessa o meu blog: www.campanellaadvocacia.blogspot.com

Bjs, Tarcila

15 de janeiro de 2011 01:05
Evelin disse...

Não sei não... sei que é uma raridade, mas não impossível: uma querida amiga namorou 8 anos e casada a 9 anos, e são muito tranquilos e parceiros.

bj

Evelin

15 de janeiro de 2011 09:11
Déya disse...

Adorei o blog..
amei o post de viver...
e concordo em numero e genero..
sou divorciada e tenho 30 anos, disso entendo rsrs

ja estou indo junto nesta..
beijo e um bom fim de semana..

15 de janeiro de 2011 11:34
Ruth Rodrigues disse...

Bem meninas, meu caso não colabora com essa tese... Namorei, noivei e casei em 6 meses, depois de um ano e meio tive minha filha (agora com 11 anos), ia fazer 14 anos de casada no dia 4 desse mês, mas nos separamos em novembro passado. Foram só seis meses de namoro e quase 15 de convivência, mas nos separamos e estou grávida dele de 4 meses.
Não é sempre que essa conta namoro curto = casamento longo é verdadeira... Bjinhos em todas.

16 de janeiro de 2011 18:30
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Ruth, oi meninas,

eu tb não compartilho dessa teoria dele, não, rs. Por isso mesmo postei, pq achei engraçado.

Em se tratando de relacionamentos, não acredito em teoria alguma. Acredito nas histórias =)

E tem uma coisa que sempre repito aqui: eu acho que deu certo sim! Ficamos nove anos juntos. Foi lindo! Deu mais que certo ;-)

beijos a todas

deb

18 de janeiro de 2011 13:36
Andarilho disse...

Hahaha, acho que o doutor entendeu errado quando vc falou de dor no coração, e achou que era o coração metafórico.

22 de janeiro de 2011 16:32
Anônimo disse...

Concordo muito!!!
Minha teoria hj é, casar com 2 anos ou no máximo 2 e meio de namoro e sem direito a noivado. Depois disso perde-se o encanto, aquela ilusão que os noivos têm em relação à vida de casado.

14 de junho de 2011 16:13