domingo, 16 de janeiro de 2011

Qual é a música da sua vida?


Inspirada no cineasta Eduardo Coutinho, que vai dirigir um filme sobre o assunto, e na Debs, que teve a ótima ideia de organizar o post coletivo com os votos de todos vocês para 2011, lanço eu uma pergunta a todos:

Qual a música da sua vida? Ou seja, que canção, por algum motivo, marcou você de modo especial? Traduz seu estilo, seus caminhos, suas escolhas?

Difícil, né? Eu também acho!!! Mas já estou pensando na minha. Espero as respostas de vocês para a gente fazer um texto lindo a muitas mãos. Aqui nos comentários ou no 3xtrinta@gmail.com

Beijos, beijos, ótimo domingo,

Isabela – A Divorciada

31 comentários:

Isabela disse...

"Por Enquanto" - Renato Russo. Essa música fez parte do final do colegial e entrada na Faculdade. Foi quando resolvi estudar em outra cidade.
"Se lembra quando a gente
Chegou um dia a acreditar
Que tudo era prá sempre
Sem saber
Que o pra sempre
Sempre acaba..."
Saudades...

16 de janeiro de 2011 00:23
Eduardo.'. disse...

"Born to be wild" - Steppenwolf

Get your motor running
Head out on the highway
Looking for adventure
In whatever comes our way

Yeah, darling, gonna make it happen
Take the world in a love embrace
Fire all of your guns at once and
Explode into space

I like smoke and lightning
Heavy metal thunder
Racing with the wind
And the feeling that I'm under

Yeah, darling, gonna make it happen
Take the world in a love embrace
Fire all of your guns at once and
Explode into space

Like a true nature's child
We were born, born to be wild
We can climb so high
I never want to die

Born to be wild
Born to be wild

16 de janeiro de 2011 01:31
Déya disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 16 de janeiro de 2011 01:44
Déya disse...

Nothing's Gonna Change My Love For You

Se eu tivesse que viver minha vida sem você perto de mim
Os dias seriam todos vazios
As noites pareceriam tão longas
Com você eu vejo a eternidade tão claramente
Eu poderia ter sido apaixonado antes
Mas nunca senti isto tão forte
Nossos sonhos são jovens e ambos sabemos
Eles vão nos levar onde queremos ir
Segure-me agora, toque-me agora
Eu não quero viver sem você

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
Uma coisa você pode ter certeza de
Eu nunca vou pedir mais do seu amor

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
O mundo pode mudar toda a minha vida
Mas nada vai mudar meu amor por você

Se a estrada adiante não é tão fácil
Nosso amor vai liderar o caminho para nós
Como uma estrela-guia
Eu estarei lá para você se você precisar de mim
Você não precisa mudar nada
Eu amo você do jeito que você está
Então venha comigo e compartilhe a vista
Eu vou ajudá-lo a ver a eternidade também
Segure-me agora, toque-me agora
Eu não quero viver sem você

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
Uma coisa você pode ter certeza de
Eu nunca vou pedir mais do seu amor

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
O mundo pode mudar toda a minha vida
Mas nada vai mudar meu amor por você

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
Uma coisa você pode ter certeza de
Eu nunca vou pedir mais do seu amor

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
Uma coisa você pode ter certeza de
Eu nunca vou pedir mais do seu amor

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
O mundo pode mudar toda a minha vida
Mas nada vai mudar meu amor por você

Nada vai mudar meu amor por você
Você deve saber a estas horas o quanto eu te amo
Uma coisa você pode ter certeza de que
Eu nunca vou pedir mais do seu amor

esta é a tradução da canção da minha vida...

16 de janeiro de 2011 01:50
Frô disse...

Uma música que me acompanha desde a minha adolescência é "Sem Sentido", do Jota Quest. Volta e meia ela volta e me faz questionar coisas como até quanto devemos deixar o nosso passado influenciar o nosso presente, o quanto devemos nos entregar a alguém, o que define uma pessoa sana ou louca e a nossa capacidade de cair e levantar e enfrentar os nossos medos. Segue a letra:

"Há tantas verdades que eu tento esquecer
Mas o passado sempre vem
Me cobrar as dívidas
Que eu tenho com você
Palavras que não tem sentido
Uma fuga é o início de uma guerra
Onde tudo é permitido

A loucura é muito mais
Que estar aqui falando pra ninguém ouvir

Veja só o que aconteceu
Com o tempo eu fui me acostumando
A cair e a me levantar
E a enfrentar o medo que me perseguia."

Mas músicas como "Tudo novo de novo" do Moska, e uma que ganhei de presente de uma amiga, a "Eu quero sempre mais" da Pitty com o Ira, estão sempre me chacoalhando, não importa o que eu esteja vivendo.

16 de janeiro de 2011 04:45
Carol disse...

Eike tudooooo, post musical =)

Mas só uma música, é muitoo difícil. Para mim, empatado, Certas Canções e Caçador de mim, do Mestre brazuka, Milton Nascimento.

"Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu, caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim"

"Certas canções que ouço
Cabem tão dentro de mim
Que perguntar carece
Como não fui eu que fiz?

Certa emoção me alcança
Corta-me a alma sem dor
Certas canções me chegam
Como se fosse o amor"

16 de janeiro de 2011 09:11
Sonhos De Deus disse...

BOM DIA,GOSTEI MUITO DO TEU BLOG,JA ESTOU TE SEGUINDO,TE ENCONTREI ATRAVÉS DE UMA AMIGA ,TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR,ME SEGUIR O ENDEREÇO É:http://SNSDEUS.BLOGSPOT.COM/
POST TEU COMENTARIO,VAI SER UMA BENÇÃO PR MIM E SEGUIDORES,UM DOMINGO COM TODA SORTE DE BENÇÃO FICA COM DEUS!!!

16 de janeiro de 2011 11:50
Olívia disse...

Difícil,mas aí vai uma que me emociona e que poderia sim ser a minha:

TOCANDO EM FRENTE

Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se eles são bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz

16 de janeiro de 2011 13:23
Olívia disse...

Coloquei o nome de uma e a letra de outra.. ahahhah

Mudei na hora de escolher...

Na vdd é BALADA DO LOUCO ahahahahahhhaha

(viu como eu sou mutcho loca?)

16 de janeiro de 2011 13:24
disse...

Minha vida tem mais do que uma música, tem uma verdadeira trilha sonora! Tenho músicas muito 'minhas', que até quando os amigos mais chegados escutam chegam a me ligar!!!rsrs
Mas a música pra valer mesmo é a do Gonzaguinha:

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho


Linda música...salve eterno Gonzaguinha!!!
bjs

16 de janeiro de 2011 16:22
Patrícia Costa disse...

Minha vida é uma verdadeira trilha sonora.. tenho música para cada momento e pra todas as pessoas que já passaram por mim. Mas tem uma que marca vários momentos e diz muito sobre minha essência.

Primeiros erros. Kiko Zambianchi
"Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
Eu não deixo os meus passos no chão
Se você não entende, não vê
Se não me vê, não entende
Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Minha mente virasse sol
Mas só chove chove
chove chove

Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
O meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove chove
chove chove

Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
O meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove chove
chove chove"

abraço!!!

16 de janeiro de 2011 16:35
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Nossa Bela, são tantas as músicas e tantos os momentos!!!!!
Atrás da Porta (Chico - para grandes amores perdidos!!!)
Outra Vez (Roberto CArlos - para recordar o grande amor e outros...hahaha)
Ovelha Negra (Rita Lee) com certeza!
São inúmeras e Nacionais e Internacionais! Sade! Ana Carolina Billy HOlliday, Aretha Franklin, Elis, Milton Nascimento e Maria Maria.... Deseperar Jamais e Ivan Lins... Não vai caber aqui querida!
Amo música, amo cantar, amo histórias....
beijocas e saudades
Mari

16 de janeiro de 2011 17:22
Insana disse...

Paciência (Lenine)

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara
A vida é tão rara...
A vida é tão rara...

16 de janeiro de 2011 17:40
Patricia Digue disse...

Every breath you take - Police

Every breath you take and every move you make
Every bond you break
Every step you take, I'll be watching you
Every single day and every word you say
Every game you play
Every night you stay, I'll be watching you
Oh can't you see you belong to me?
...

Patrícia

16 de janeiro de 2011 23:37
life.not.sweet.life disse...

"Sou fera ferida
No corpo na alma
E no coração"

Fera Ferida - Maria Bethânia

17 de janeiro de 2011 02:09
Carmem Sanches disse...

Sempre que ouço Começar de Novo, da Simoni, penso que é exatamente como é minha vida, aliás, não só a minha, mas a de todo mundo, já que recomeçamos quando terminamos uma relação, quando mudamos de emprego, quando deixamos a casa dos pais, enfim, estamos sempre recomeçando.
Amo música brasileira e adoro músicas antigas, então em cada fase da minha vida tem uma música, mas Começar de Novo, da Simone, sempre me segue.
"Começar de novo, e contar comigo, vai valer a pena, ter sobrevivido, sem as tuas garras, sempre tão seguras, sem os teus fantasmas, sem sua moldura..."
Enfim, ser feliz de novo! É o que sempre queremos

17 de janeiro de 2011 11:30
Aquariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 17 de janeiro de 2011 14:07
Aquariana disse...

Eu tenho uma teoria que temos várias músicas ao longo da vida, que está relacionada com aquele momento! Porém, eu tenho uma que já me definiu muito (e ainda define), em especial nos trechos abaixo:

Quase sem querer (Legião Urbana)

"Tenho andado distraído,
Impaciente e indeciso
E ainda estou confuso,
Só que agora é diferente:
Estou tão tranqüilo e tão contente...

...Me fiz em mil pedaços
Pra você juntar
E queria sempre achar
Explicação pro que eu sentia...

...Fiz questão de esquecer
Que mentir pra si mesmo
É sempre a pior mentira,
Mas não sou mais
Tão criança a ponto de saber tudo.
Já não me preocupo se eu não sei por que.
Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê
E eu sei que você sabe, quase sem querer
Que eu vejo o mesmo que você..."

17 de janeiro de 2011 14:08
Van disse...

Nossa meninas ! Tem que escolher só uma ? Que difícil ! Mas tenho pelo menos duas que são especiais e que ouço sempre :

Malandragem - Cássia Eller

"Eu só peço a Deus , um pouco de malandragem, pois sou criança e não conheço a verdade...sou poeta e não aprendi a amar !"

Certo Alguém - Lulu Santos

"Me dá um beijo, então, aperta a minha mão...tolice é viver a vida assim, sem aventura...Deixa ser pelo coração , se é loucura então, melhor nem ter razão..."

Mas tem milhares de outras que amo ! E adoro vocês também , passo aqui sempre ! Grande beijo.

17 de janeiro de 2011 15:45
Ana disse...

Tenho tantas músicas da minha vida!

Música é vida né gente? E cada uma delas tem um significado para cada época.

Posso escolher três? Aí vai:
Carta de Amor - Jota Quest
Quando eu descobri que podia ser eu mesma, tive certeza que o amor existe e pode ser muito real.

"Amar não é ter que ter sempre certeza. É aceitar que ninguem é perfeito pra ninguem. É poder ser você mesmo e não precisar fingir.
É tentar esquecer e não conseguir fugir(fugir)."

Tocando em Frente - Almir Sater
Quando eu percebi que fialmente estava saindo da depressão que entrei depois que perdi minha mãe. Descobri que eu era forte e que tinha que seguir em frente.

"Cada um de nós compõe a sua historia. Cada ser em si carrega o dom de ser capaz. De ser feliz"

E Your Song - Elton John
Foi a música que eu escolhi para tocar quando eu entrei na igreja. É a música do filme Moulin Rouge (devo ter asistido umas 10 vezes)

"My gift is my song and this one's for you. And you can tell everybody this is your song It may be quite simple but now that it's done I hope you don't mind
I hope you don't mind that I put down in words How wonderful life is while you're in the world."

Me empolguei meninas, desculpe o texto! Acho que vou colocar no meu blog também... rsrsrs :-)

17 de janeiro de 2011 16:21
Evelin disse...

Nossa, que dificíliiiiimoooo!!!

Vou indicar uma dentre tantas e tantas outras: Mantra, de Nando Reis.

Acho que ela diz tudo para todos nós de maneira bem positiva.

Beijos meninas

Evelin

17 de janeiro de 2011 23:29
Anônimo disse...

A minha música é Bola de meia, bola de gude. Porque fala da criança que nunca quero deixar morrer e de valores que prezo muito, como amizade e respeito.

"Bola de Meia, Bola de Gude
Milton Nascimento
Composição: Milton Nascimento

Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão

Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade alegria e amor
Pois não posso
Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal

Bola de meia, bola de gude
O solidário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão"
Márcia

18 de janeiro de 2011 02:30
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Tô até agora pensando nisso! rs
São tantas!
Mas tô com a Evelin: Mantra tem mais a ver com meu momento atual.
Acho que cada momento da vida tem a sua musica.
baccios
deb

18 de janeiro de 2011 09:54
Silvinha - A prima postiça disse...

Eu já tinha visto uma reportagem sobre isso em um jornal, li e gostei, mais não cosigo achar uma música pra minha vida inteira, até pq ela ainda não acabou, mais tenho uma para o meu momento:

Um jeito estúpido de amar - Isolda e Milton Carlos

Eu sei que eu tenho um jeito
Meio estúpido de ser
E de dizer coisas que podem magoar e te ofender
Mas cada um tem o seu jeito
Todo próprio de amar e de se defender
Você me acusa e só me preocupa
Agrava mais e mais a minha culpa
Eu faço, e desfaço, contrafeito
O meu defeito é te amar demais
Palavras são palavras
E a gente nem percebe o que disse sem querer
E o que deixou pra depois
Mais o importante é perceber
Que a nossa vida em comum
Depende só e unicamente de nós dois
Eu tento achar um jeito de explicar
Você bem que podia me aceitar
Eu sei que eu tenho um jeito meio estúpido de ser
Mas é assim que eu sei te amar


Besos gurias!

18 de janeiro de 2011 12:17
Desbaguncando disse...

todo mundo diz que essa música é minha cara...rss

Won't you come into my room,
I wanna show you all my wares.
I just want to see your blood,
I just want you to stand and stare.
See the blood begin to flow
as it falls upon the floor.
Iron Maiden can't be faught
Iron Maiden can't be sought.

(Chorus)

Oh Well, wherever,
Wherever you are,
Iron Maiden's gonna get you,
No matter how far.
See the blood flow watching it shed
Up above my head.
Iron Maiden wants you for dead.

Won't you come into my room,
I wanna show you all my wares.
I just want to see your blood,
I just want to stand and stare.
See the blood begin to flow
As it falls upon the floor.
Iron Maiden can't be faught,
Iron Maiden can't be sought.

Oh Well, wherever,
Wherever you are,
Iron Maiden's gonna get you,
No matter how far.
See the blood flow watching it shed
Up above my head.
Iron Maiden wants you for dead.

Won't you come into my room,
I wanna show you all my wares.
I just want to see your blood,
I just want to stand and stare.
See the blood begin to flow
As it falls upon the floor.
Iron Maiden can't be faught,
Iron Maiden can't be sought.

Oh Well, wherever,
Wherever you are,
Iron Maiden's gonna get you,
No matter how far.
See the blood flow watching it shed
Up above my head.
Iron Maiden wants you for dead.

Iron Maiden - Iron Maiden

fica a critério de Vcs decifrarem...hihi

18 de janeiro de 2011 23:36
Anônimo disse...

Uma boa canção tem que ser forte, marcante e - por que não? - romântica...

Eis a minha,

http://www.youtube.com/watch?v=yiheVD_PZLw&ob=av3nm

Guarda Belo

18 de janeiro de 2011 23:50
Roberta Nina disse...

Puxa, é difícil escolher uma música apenas para nos traduzir, né?! Gosto de muitas, uma delas foi citada aqui, é "Mantra" do Nando Reis. Se ouço "Vivo por Ela" da Sandy com o Andréa Bocelli, lembro da minha mãe.
Uma vez fiz um post no meu blog dizendo que se pudesse escolher uma música para receber como homenagem de alguém, essa música seria "Drão" do Gil. A história da música é muito bonita, Gil escreveu essa canção pra sua ex mulher e é de uma delicadeza tremenda, sem tamanho.
Se quiser ler o post, tá aqui: http://feitodequeijo.blogspot.com/2010/07/drao-nao-pense-na-separacao.html

Beijosss :))

19 de janeiro de 2011 17:11
Susana disse...

Acompanho o blog a um bom tempo (adoro) mas somente agora resolvi postar um comentário.Duas músicas marcm minha vida, até os 18 foi "Gatinha manhosa" ,mas depois e até hj com certeza é "Caçador de Mim"
com o maravilhoso Milton Nascimento

Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim

19 de janeiro de 2011 23:16
Kilson disse...

Sutilmente
Skank
Composição: Samuel Rosa / Nando Reis
E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti.

21 de janeiro de 2011 02:31
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Adorei as colaborações!!!

Na semana que vem faço o post musical. Se alguém tiver mais alguma contribuição, fique à vontade para registrar.

Beijos a todos,

Bela - A Divorciada

21 de janeiro de 2011 17:36
Andarilho disse...

Bem, como a vida muda, assim as músicas tb.

Mas uma que eu adoro, mesmo não combinando com o meu humor atual, é o Friday I'm in love, do The Cure.

22 de janeiro de 2011 15:55