terça-feira, 31 de maio de 2011

Por que sempre choro em casamentos?

Eu sou daquelas que desde pequena já falava: “Eu não quero casar na igreja, não me vejo vestida de noiva e seguindo toda aquela cerimônia”. Talvez por influência de uma época em que as mulheres, para conquistar mais espaço na sociedade, negavam tudo que remetesse ao papel clássico feminino, desde a cor rosa e os babados nas roupas até o casamento tradicional.

Tanto que o meu primeiro (e único) casamento foi assim, digamos, prático e moderno. Decidimos que queríamos viver juntos a vida toda, organizamos tudo e nos mudados pro mesmo teto. Era engraçado no começo se acostumar a sermos chamados um pelo outro de “marido” e “esposa” em vez de namorados. E todo o resto da vida de casados era igual à de quem faz “tudo certinho”.

Hoje, com uma vida de “separada-solteira”, continuo não me imaginando como a personagem daquela cena da noiva de branco entrando em uma igreja, ouvindo o sermão de um padre, tirando milhares de fotos etc.

Por isso, fico intrigada comigo mesma quando não consigo segurar as lágrimas nestas cerimônias, seja chique ou simples, de alguém próximo ou nem tanto, esteja eu de TPM ou não. E quem me conhece pessoalmente sabe também que eu estou longe do perfil de chorona.

Domingo passado aconteceu de novo. De repente, estavam elas lá caindo e borrando minha maquiagem diante de todo aquele clima de amor. Talvez esteja aí a explicação, o amor. Apesar de não acreditar em muitas daquelas coisas e, desculpem, em geral achar chatas essas ocasiões, me emociono com o amor. Porque, por mais que a gente saiba que ele pode não durar para sempre, naquele exato momento, existe um amor transbordante fluindo entre aquelas duas pessoas, impregnado naqueles toques, beijos e olhares. E isso sim é autêntico e sublime. Este estado me contagia e mexe sim com meu coração. Enfim, que bom que pelo menos no amor eu ainda acredito.

Patrícia, A Solteira

11 comentários:

Sara Lima Saraceno disse...

Dá uma chance, vai??!! Se no dos outros vc já se emociona, pense como seria o seu?? rsrsrs!
Se achar o cara que valha a pena, se jogueee e seja feliz!
;)
Bjus
http://www.vivendoavidacomoelaeh.blogspot.com/

31 de maio de 2011 06:45
Andarilho disse...

Se eu chorasse, seria de pena dos noivos.

31 de maio de 2011 08:38
Olívia disse...

tb choro!

Acho lindo, e ponto.

Tenho fases de querer casar e nao querer.

Depende do humor, se estou bem, ahhh depende de tanta coisa...

mas enfim, se um dia eu me casar "tudo certinho" eu acho que eu serei a mais chorona, fato.

MAQUIAGEM ANTILÁGRIMAS JÁ! ahahahha

=)

Olivia

31 de maio de 2011 10:31
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Nunca me enganou,hahaha!!! Desde a primeira vez que te falei do meu casamento, de detalhes como o vestido, senti que vc curtiu a causação.

Foi aí que eu soube que, nesse coração de triatleta, tem muito romantismo sim. Eu sou do mesmo jeito, choro também. Me matei quando as minhas casaram, uma coisa. Mas, veja só, no meu primeiro casamento eu não chorei. Curioso, não?

Será que eu vou chorar em outubro????

Beijão,

Bela - A Divorciada e A Noiva

31 de maio de 2011 12:28
Carmem Sanches disse...

Ah Diguê, além de todo o clima de romance e amor do momento, acho que todas as mulheres também imaginam o que aquele casal passou para chegar aquele momento especial (pq vamos combinar que não é fácil), que também representa uma vitória para ambos.
E o sonho de todos que estão ali presenciando o casamento é que no resto da vida eles consigam conciliar seus interesses, famílias, profissões e tudo mais que envolve a relação, como fizeram no dia em que se uniram oficialmente.
Beijinhos.
Xi, me emocionei!

31 de maio de 2011 15:28
Anônimo disse...

Porra, Digue, vou ter que casar para te ver chorar???
hahahaha
Espero ver vc chorando no da Bela, entao!
baccio mile
deb juaninha

31 de maio de 2011 16:12
Anônimo disse...

Também sempre me emociono, mas o que tenho visto ultimamente sei lá...Fui ao casamento na igreja de um amigo que já era casado há um tempo no cartório, fez a fanfarrice toda por conta da mulher que queria vestir-se de noiva e fotos e tal.Eu bem sabia o quanto ele a traía,em suma pra mim não passou de palhaçada.

31 de maio de 2011 16:57
Fer disse...

Sou assim também. Nunca me imaginei protagonizando a cerimônia, mas me emociono em todas as que presencio. Se é de algum amigo/a querido então, abro o chorinho.
acho que é nessas horas que a sensibiliadde que tentamos esconder no dia a dia aflora. e é bom, né?
bjs pro trio

31 de maio de 2011 18:12
Anônimo disse...

hahahah ...Andarilho e seus comentários maravilhosos. Beijo pra você Andarilho!!!!

Eu só chorei em um casamento que foi o do meu irmão. Chorei por não morarmos perto um do outro e pela ausência do nosso pai( falecido ) na cerimônia. Foi muita emoção mesmo.
Mas como alguém aqui já citou nos comentários. Hoje em dia casamento tá muito teatral. Cada breguice que os noivos inventam.

Selma.

31 de maio de 2011 20:15
Melzuca disse...

Pois é minha cara solteira estou completando amanhã dois meses de casada é depois de minha cerimônia na Igreja, posso dizer que o antigo ritual do vestido de noiva, o desfile no tapete branco e a visão de noivo no altar cheio de amor pode parecer ultrapassado, mas nesse momento existe uma energia única, cheia de luz e amor de Deus, que hoje nem consigo te explicar o significado daqueles passos,mas sei que depois deles nada será como era antes.Um grande Beijo.

31 de maio de 2011 23:15
Evelin disse...

Taí, disse tudo.

Choro em casamento e pelo mesmo motivo.

Eu, também, nunca sonhei com casamento. Minhas amigas tão se casando e fico com pena delas hahaha doidice. Mas bata vê-las no altor que começo a chorar! Hoje meu ideário de casamento mudou bastante de tanta filosofia após meu primeio choro.

Evelin

2 de junho de 2011 16:22