quarta-feira, 18 de maio de 2011

Relacionamentos inter-raciais


Um livro que foi assunto de uma reportagem que fiz semana passada está dando o que falar lá fora. É uma espécie de guia para mulheres que querem se relacionar com raças diferentes. Com base em suas próprias observações, experiências pessoais e entrevistas com amigos, a autora, J.C. Davies, enumera características em comum dos homens de cinco etnias (negros, asiáticos, judeus, latinos e indianos), apontando, inclusive, o tamanho médio do órgão de cada um. Por não ter embasamento científico, o livro está gerando uma chiadeira de gente que acha que a obra só serve para reforçar os estereótipos, como, por exemplo, que os latinos são machistas e os asiáticos são tímidos

Polêmicas à parte, “I Got the Fever: Love, What’s Race Gotta Do With It?” (“Tenho sede de amor: o que a raça tem a ver com isso?”, na tradução livre) é, no mínimo, bem divertido. E acaba servindo de incentivo para que as mulheres abram seus corações para os parceiros de outras cores e raças. Afinal, “o homem dos seus sonhos pode vir em qualquer formato, tamanho, cor ou cultura, então é preciso olhar em volta, sair da zona de conforto”, diz a autora.

Com a experiência de ter morado fora algum tempo, posso dizer que é realmente bem complicado se relacionar com pessoas de outros países. Eu tive muita dificuldade, embora algumas mentes tupiniquins acreditem que o sonho de qualquer uma é “casar com um gringo”. A língua é o maior obstáculo, já que relacionamentos amorosos estão extremamente apoiados na comunicação. As convenções sobre certo e errado, os hábitos de higiene e os códigos de ética são outros complicadores. Daí que acho válida a discussão que o livro traz. Quem sabe conhecendo um pouco mais como funcionam as outras culturas, este tipo de relacionamento fique mais fácil e, consequentemente, mais aceito. O site do livro para quem quiser saber mais: http://feverbook.com/blog.


Patrícia, A Solteira

7 comentários:

Beth Blue disse...

Nunca tinha ouvido falar neste livro mas fiquei bastante interessada. Até porque, não apenas tenho um relacionamento interracial como internacional.

Explicando melhor, sou brasileira branca namorando um holandês de origem asiática (pais indonésios)...nem sempre é fácil lidar com as diferenças culturais mas a gente se comunica super bem e isso ajuda muito!

Além da comunicação, respeito pelas diferenças é fundamental. E muito amor, claro!

18 de maio de 2011 05:29
Andarilho disse...

Pra mim, não tem credibilidade alguma a não ser que as experiências amorosas da autora tenham sido beeeem vastas (o que eu duvido, já que ela não parece viver em um mundo sex in the city).

18 de maio de 2011 09:40
Lília disse...

E relacionamento tem fórmula? Sei lá, concordo um pouco com o andarilho, acho meio furado isso aí!

18 de maio de 2011 10:13
A. Marcos disse...

A linguagem é a barreira mais fácil a ser transporta. O resto, como costumes e ética é que deve ser complicado.

18 de maio de 2011 10:46
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Não sei o que eu acho sobre o livro, mas gostei dela! haha

Adoro gente que faz esse tipo de projeto inusitado pós demissão...pago pau.

bjss

deb

18 de maio de 2011 13:09
Jana disse...

Nossa que bacana, não tinha ouvido falar não, mas como eu não conheço países do exterior e o máximo de contato que tive com um estrangeiro foi um português....fiquei interessada...rsrsrsrsrs

beijo

18 de maio de 2011 23:46
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:25