domingo, 7 de dezembro de 2008

Dez coisas que eu adoro em ser divorciada

1) Ser livre para conhecer todos os homens incríveis que a monogamia não me deixou conhecer.
2) Não saber, na sexta, o que fazer no sábado à noite. E, no domingo, suspirar lembrando que a noite de ontem foi uma das melhores da minha vida (como eu estou fazendo agora, cá entre nós).
3) Planejar as próprias férias sozinha!!!!!!!
4) Encher o carrinho do supermercado de Bono sabor chocolate (meu biscoito predileto) sem ter que ouvir ninguém dizendo que eu preciso me alimentar de forma mais saudável. Até porque, se eu fosse mais saudável, morreria de saúde, hahaha!!!!
5) Ouvir Edson Cordeiro sem ninguém perguntar "será que a gente pode mudar o CD agora?" na terceira música do disco. E com direito a repetir Barbie Girl cinco vezes seguidas se der vontade.
6) Ter mais tempo para me dedicar às minhas amigas. As mesmas que me fizeram descobrir, quando eu mais precisei, o quanto eu estou cercada de amor por todos os lados.
7) Receber um e-mail fofo, de um homem lindo que mora muito longe, com quem eu não conversava há uns três meses, dizendo que nunca me esqueceu...
8) Receber um e-mail fofo, de um homem lindo que mora perto, com quem conversei ontem. De quem eu não esqueci...
9) Dormir sozinha, no meio da cama, de camisolão rosa claro com bolinhas, sem afetar a libido de ninguém.
10) Redescobrir o quanto eu sou apaixonada por mim mesma. E, em consequência disso, ouvir de tanta gente que eu nunca estive tão bonita e de bem com a vida.
A Divorciada

4 comentários:

Anônimo disse...

Os amigos são muito importantes nesta fase da vida, mas o mais importante é permitir-se ser FELIZ com ou sem alguém do nosso lado...
Estou passando por algo parecido (para não dizer exatamente igual...rs) e o auto-conhecimento que adquirimos quando estamos sozinhos é a melhor parte de ser divorciado! como exemplo, até outro dia não tinha certeza se minha preferência eram loiras ou morenas...e para minha surpresa descobri que são as morenas que mexem mais comigo... digo surpreso pois minha ex é uma "blonde girl"...hehehe


Um grande beijo!!!

O divorciado...

7 de dezembro de 2008 18:37
Rita H. Abematsu disse...

Concordo com os dois, principalmente na parte em que a FELICIDADE é algo que se deve ser em todos os sentidos. Entretanto, esses sentimentos ocorrem quando o ex parceiro"a" não correspondiam ao seu mundo. Relacionamento é ceder mas também "receber" e muito. Quanto mais você recebe mais você quer dar, é uma troca de energia maravilhosa que quando encontra o parceiro(a) pra isso, é só partir pra alegria. Estamos aqui pra compartilhar os diversos tipos de amor existentes, em casal, com amigos, na família. Realmente nunca estamos sós, graças a DEUS.
Beijos

8 de dezembro de 2008 09:30
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Querida amiga divorciada,

eu tenho acompanhado esse seu processo de redescoberta de perto e posso atestar aqui que nunca te vi tão bem assim!

E muita atenção ao item dez! Afinal, ser apaixonada por si própria é tarefa de solteiras, casadas, divorciadas, viúvas, noivas e namoradas! É condição sine quan non para a vida :-)

Segue em breve a minha listinha das Dez coisas que adoro em ser casada.

bjsssssss

A Casada

9 de dezembro de 2008 07:50
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Nada como redescobrir a liberdade e fazer as pazes com ela. E nada como fazer as pazes com ela e saber que, num novo relacionamento, você não precisará dar um tempo neste. Afinal, amor e liberdade podem e devem andar juntos. Foram feitos um para o outro.

beijos, A Solteira

9 de dezembro de 2008 09:27