segunda-feira, 14 de março de 2011

3x30 entrevista: Ronnie Von, todo nosso!




Numa manhã chuvosa de fevereiro, fizemos a primeira grande entrevista do blog. A estreia não poderia ter sido melhor: adoramos o Ronnie!! Foi a primeira vez que conseguimos estar as três ao mesmo tempo em uma entrevista. A demora na publicação se deve a um fato bem simples: como condensar em alguns posts duas horas de uma conversa deliciosa, feita na sala (chiquérrima) da casa dele no Morumbi? Depois de muito suor, conseguimos chegar a um formato final, ainda assim, muito grande. Por isso, soltaremos essa entrevista por etapas. Queremos repetir esse formato muitas vezes ainda.

Aproveitamos para fazer alguns agradecimentos especiais: ao Rodrigo Cardoso, por ter feito o meio de campo com o Ronnie, à Kika, esposa do Ronnie e um amor de pessoa, ao Rafael Hupsel, que conseguiu um espaço na agenda lotada dele para fazer as fotos, e a nossa mascote Silvinha, a menina maluquinha, que passou uma semana tirando a fita e rindo dos nossos comentários.

Esperamos que curtam e podem sugerir novas entrevistas!

Beijocas do Trio


3X30 – Nós temos um Blog, Ronnie, chamado 3x30 - Solteira, Casada e Divorciada...

(Débora) - Mas eu não sou mais casada...

(Isabela) - Mas eu vou casar esse ano.

Ronnie Von – Oooba!!!

3x30 - Você para nós é uma referência, nós o admiramos como profissional e como homem, descobrimos que você é nosso ídolo.

Ronnie Von – Vocês são muito novinhas para ter um ídolo tão velho! (risadas)

3x30 – Mas vamos começar...pra você a gentileza é a maior arma de sedução de um homem?

Ronnie Von – Não sei se é a maior arma de sedução, mas é um dever de um homem: a gentileza, o cavalheirismo, eu acho que isso que nos diferencia de certa forma de outros animais. O homem, na verdade, com essa brutal necessidade de auto-afirmação, acredita que é ele quem seduz. E o processo é completamente o oposto, a mulher é que conquista, ela é quem escolhe. E basta um olhar, aquele olhar meio de lado, que não é de fixação, é um olhar que faz você querer olhar de volta. No que fez isso, já escolheu.

3x30 – Jogou a isca! E vocês pescam!

Ronnie Von – Você treme dos pés a cabeça, fica suando frio, pronto tá resolvido, já escolheu, é aquele! E o imbecil vai achar que ele é o conquistador. Isso acontece porque nós somos produto de uma sociedade machista latino-americana, porque vocês mulheres são machistas, vocês criam seus filhotes para que eles sejam machinhos, e a menininha não. Outro dia ouvi uma avó orgulhosa que o netinho de cinco anos já tinha três namoradas...

3x30 – E tudo por causa da educação que nós mulheres damos...

Ronnie Von – Sim, vivemos num planeta matriarcal, as mulheres que mandam!

3x30 – Não é o contrário?

Ronnie Von – Não...uma guerra pode ser promovida numa alcova, num sussurro no ouvido. A mulher vira para o marido e diz “aquele general é tão calhorda”. Pronto, tá feita a guerra. Agora em relação à gentileza, cavalheirismo, educação, isso é um dever de todos.

3x30 – Mas tem aquela gentileza falsa, que está em um manual que é só pra conquistar, né?

Ronnie Von – Isso tem vida curta porque, depois da conquista, desaparece. Uma vez uma moça me conquistou de forma absurda e, embora eu não a amasse, foi uma coisa de encantamento. Disse: tô bem na fita! E ouvi até da mãe dela: espere até conhecer melhor...não deu outra.

3x30 – Ou seja, a mulher também faz isso, ela também é a falsa gentil para conquistar apenas.

Ronnie Von – Exatamente, isso vale para os dois lados, eu não separo muito essa coisa de comportamento em relação aos gêneros porque por força de uma circunstância que eu sei que não é única, mas é muito rara, eu fiquei com meus filhos. Todo mundo sabe disso e não foi por briga, não foi por conquista judicial, na minha visão foi por um gesto de amor da mãe deles.

3x30 – Mas ela não se sentiu culpada?

Ronnie Von – Talvez tenha sentido isso, mas ela sabia que eu tinha mais vocação.

3x30 – Reconheceu e passou a bola...

Ronnie Von – Passou a bola... e essa história acabou me fazendo conviver num ambiente feminino.

3x30 – Eles continuaram contato com ela? Tiveram a presença da mãe? Ou você foi realmente a mãe?

Ronnie Von – Não, durante algum tempo não...

3x30 – Você foi pai e mãe?

Ronnie Von – Eu não tive tempo para ser pai, fui mãe mesmo. Tinha momentos que eu me lembro em que eu botava a mão na testa, e dizia: vocês não valorizam o meu sacrifício!! Eu me martirizava: coitado de mim, tanta luta, tanta coisa. Foi muito complicado no início, mas eu me salvei porque a presença feminina foi fundamental na minha vida.

(continua...)

18 comentários:

Anônimo disse...

Ahhhhhhhhhhhhh
Ficou um gostinho de quero mais!!!
Que delícia de entrevista!
Bjs

14 de março de 2011 00:23
Desbaguncando disse...

Vcs são cruéis!

14 de março de 2011 00:48
Tati disse...

Loshooooo! Amei.

14 de março de 2011 08:47
Ácidas e Doces disse...

Ah meninas
ficou ótimo. Muito bom conhecê-lo melhor.
Beijo grande
Kézia

(vocês estão lindas e Débora, sei lá quando você cortou, seu cabelo ficou muito bom!)

14 de março de 2011 11:29
Bruna Angeli disse...

Isso que eu chamo de um verdadeiro gentleman! Amei meninas."Estão bem na foto heim" Beijinhos!

14 de março de 2011 13:13
O Divã Dellas disse...

Hén Héin!!!
Ronnie Von...
Desde que eu nasci que eu o vejo,o ouço... Lá em casa tinha um LP dele, chiquérrimo nas fotos da capa.
Ôh Coisa Boa...
Beijo,
Cinthya
http://odivaadellas.blogspot.com

14 de março de 2011 14:22
Paula Rocha disse...

O príncipe foi certeiro: de que adianta as mulheres conquistarem tantas coisas, se muitas ainda criam os filhos com conceitos machistas, às vezes sem nem perceber?
Ficam perpetuando padrões de comportamento que estimulam a segregação de gêneros. Sou super a favor de uma educação matricarcal. Já tô até treinando com o Dan, HAHA!
Mulher que manda!

14 de março de 2011 14:57
portuguespp disse...

Lisonjeado por poder ajudá-las um pouco nessa história toda. E feliz por, ao ler, ver que a gentileza de vocês quatro ornou.
1bj e até a parte 2!
Rodrigo

14 de março de 2011 14:57
Fernanda Crancio disse...

Guriaaaaas, já tô me roendo aqui esperando a segunda parte! Parabéns pela entrevista! Quem sabe não é a abertura de uma super série de entrevistas do trio?
beijos

14 de março de 2011 16:06
Luana disse...

Meninas....

Que orgulho de ser leitora dessa maravilhoso Blog... vcs se superam sempre e nos enchem de alegrias!!
(Lendo assiduamente, comentando só quando possível!)
Beijokas

14 de março de 2011 16:18
Silvinha - A Mascote do Blog! disse...

Eu sou muito suspeita pra falar qualquer coisa!
Adorei!

Meninas, minhas queridas, quando precisar é só chamar!

Obrigado pelo Mascote!

Tirar a fita não é fácil, mais é muito empolgante!

Obrigada por essa oportunidade!

Beijos Gatenhas!!!

=D

14 de março de 2011 16:46
Ricardo Bueno Suman disse...

Poxa, que bacana!
Eu adoro Ronnie Von!
Está uma delícia a entrevista, estou na espera do resto...

14 de março de 2011 16:52
Claudia Jordão disse...

Quero mais, meninas! A entrevista está muito boa de ler. Superastral! (risos)

14 de março de 2011 18:51
Anônimo disse...

Ficou o máximo!!! Vocês são muito "bonitinhas" mesmo!!! rs
AMEI e quero ler o restante logo, logo.

Beijos e abraços nas três

Geo

14 de março de 2011 19:35
Andarilho disse...

A foto com vcs ficou muito ótima.

E esperamos o resto da entrevista.

14 de março de 2011 19:56
Gabrielly disse...

Adorei. Muito bom ver que não sou a única que diz isso ao meu filho: ¨Meu DEUS vc não reconhece o meu valor¨rs!
Bjos para este trio maravilhoso q me cativou ( o q não é muito difícil!

15 de março de 2011 10:43
Evelin disse...

Simplesmente amei!!!!

Beijos trio

15 de março de 2011 17:24
Anônimo disse...

Excelente, babies. Parabéns pela entrevista. Essa primeira parte está ótima, ficamos à espera das demais.

Bela, acho que esse olhar que ele menciona, o que conquista o homem, é o que a peãozada de um ex-emprego meu costumava chamar, sensivelmente, de olhar de "me janta".

Tipo, a mina me olhou com aquele olhar de "me janta", não resisti.

;-)

Guarda Ogro

15 de março de 2011 21:57