terça-feira, 1 de março de 2011

Sobre porque as mulheres mantêm um PA

Quem não sabe o que é PA pergunte para a amiga do lado.

Estes dias surgiu este assunto em uma roda de balzacas. Teve aquela que condenou quem tem PA, dizendo que não somos como homens que conseguem manter uma relação só para se aliviar de vez em quando, do mesmo jeito que compramos um sapato novo ou inventamos um novo corte de cabelo. Outra disse que esses “amigos” não passam de sacanas, que só nos usam e que, no fundo, a gente queria mesmo é que eles nos pedissem em namoro. E teve quem defendeu, dizendo que é um PA é muito bom para curtir um dia de romance quando não temos parceiro fixo ou quando sentimos falta de sexo e não queremos um parceiro fixo.

Fiquei matutando sobre isso e acho que, independentemente das razões ou consequências de se ter um PA, o mais importante é sempre a sinceridade dos dois lados. Aquela história de combinado não é caro, sabe? O jogo aberto é que importa nestas horas, aliás, em qualquer hora, mas quando trata-se de algo assim, digamos, tão solto, deve haver ainda mais sinceridade. Se pararmos para observar, tem muito relacionamento informal onde impera muito mais respeito e sinceridade que vários namoros ou casamentos certinhos por aí. Fico meio revoltada com gente que bota banca de moral e ético e a pobre (ou o pobre) do parceiro mal sabe o que se passa em suas cabeças ou a vida paralela que esta pessoa leva fora daquela fachada.

Enquanto há pessoas que se relacionam com muita maturidade e respeito mútuo, com tudo às claras, mesmo quando não há compromisso. Aliás, compromisso, na minha opinião, é muito mais do que alianças, cerimônias, rótulos ou nomenclaturas. Relações amorosas já são complicadas por si sós, por isso, bem que podiam ter a honestidade como preceito número um. Seriam em menor número os mancos e estrupiados por causa das coisas do coração.

Patrícia - A Solteira

26 comentários:

Andarilho disse...

Se todo mundo sabe o que é, e concorda, então por mim, tudo ok.

1 de março de 2011 00:08
nanda disse...

São poucas as mulheres que dão conta de ter um PA.
Confesso que não dou conta...
Sexo com alguém que você curta a companhia, o papo e os gostos e valores = expectativas para mim e paixonite na certa!
No meu caso, querer não é poder...
Mas NADA CONTRA!

1 de março de 2011 00:54
Inaie disse...

xi, nao sei o que e um PA e nao tenho a coleguinha ao lado para perguntar...

:-)

1 de março de 2011 01:10
Suelen Rauber disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 1 de março de 2011 03:08
Suelen Rauber disse...

To tentando ter um. Vamos ver se consigo...

www.su-poucoacucaremuitosal.blogspot.com

1 de março de 2011 03:10
Olívia disse...

Já tive uns!!! rsrsrsrs

Meu primeiro PA durou uns 7 meses. Enquanto isso, eu tive um outro PA. Aí o primeiro PA virou namorado, e não havia mais respeito da parte dele. Preferia que ele tivesse sido PA para sempre!

Aí o segundo PA começou a namorar, e fiquei sem nenhum.

Na época eu conseguia mantê-los na boa. Depois de um tempo, nós confundimos os sentimentos, aí fica complicado. Mas no começo é sempre bom!!!

DICA: nunca tente ter um PA quando está há mto tempo solteira ou carente. É MUITO mais complicado!

Adooooooro PA´s ou FF´s rsrsrs

Bjs

.Olívia.

1 de março de 2011 09:03
Juju Balangandan disse...

Pati, adorei o texto!!! Ultimamente, tenho achado é que os homens não dão conta de ser PA. Eles é que ficam carentes e inseguros porque não estão preparados para uma mulher bem resolvida sexualmente. O meu último PA cismou de namorar mesmo me escondendo que saía com outras pessoas. Resultado, hoje invés de ter PA resolvi começar a correr para resolver o assunto. Liberando endorfinas sem complicações. Beijoca

1 de março de 2011 09:18
Evelin disse...

Não sei o que é um PA e também não tenho coleguinha ao lado para perguntar. Na verdade, tem uma coleguinha ao lado, mas duvido que saiba. É uma mulher na casa dos 40, evangelica, e noiva.

Mas, pelo texto e comentários, deve ser uma companhia para quando vc "quiser", sem nenhuma complicação. Me lembra um episódio do sexy and city, quando a protagonista resolver "avançar" o relacionamento com aquele amigo que aparecia para uma relação física, pode-se dizer assim.

Se for o que estou pensando, conforme escrevi, é bom ter PA, desde que os dois lados saibam que se encontram nessa circunstancia. E perfeita colocação, quando dizes que tem muitos relacionamentos que um não sabe o que o outro pensa.

bjos

Evelin
Evelin

1 de março de 2011 11:05
David disse...

PA. Tá aí, parece ser algo legal, mas queria saber o significado da sigla. Obrigado.

1 de março de 2011 11:47
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Ah, os donos da razão....Tô muito cansada desse povo detentor da verdade absoluta....

Para mim, não existem regras no campo do amor, dos affairs, dos PAs. Eu acho até que isso sempre existiu.

A gente pode querer que eles sejam namorados? Sim. Desejar uma noite de romance apenas? Sim. Tudo pode!!!

Abaixo o preconceito. Assino embaixo do movimento pelo direito ao PA, hahaha!!!

Beijão,

Bela - A Divorciada

PS: Leitores lindos, deixo para a autora do texto a tradução do que é PA. Existe uma mais clássica e outra usada em Maceió, mais sutil. A versão maceioense é "Ponto de Apoio".

1 de março de 2011 11:53
Yasmim disse...

Paty nos diga o que é um PA, acho que estou precisando de um , tenho uma amiga que chama de manutenção, enfim seja qual for o nome quero mesmo alguém mas nada de compromissos, quero a parte boa do amor !!!

1 de março de 2011 12:27
Silvia Zerrenner disse...

Paty nos diga o que é um PA, acho que estou precisando de um , tenho uma amiga que chama de manutenção, enfim seja qual for o nome quero mesmo alguém mas nada de compromissos, quero a parte boa do amor !!!

1 de março de 2011 12:28
Bruna Angeli disse...

Bem essa parada de PA não dá pra mim, até já tentei mas como o ele era meu amigo e percebi que queria namoro e tal e eu não gostava dele,prefiri sai fora para não magoá-lo,e eu gostava de outro amigo, que só me enrolou e me fez sofrer....Acho que pra mim não rola pelo meu lado o medo de sofrer e por outro de fazer o outro sofrer...

1 de março de 2011 13:12
Anônimo disse...

Ter um PA foi fundamental em determinado momento da minha vida. AMEI e recomendo. Sempre há o risco de se confundir sentimentos e uma das partes sair machucada, mas alguem me cite em que tipo de relação este risco não está presente e eu mudo de opinião! Eles vem e vão e no fundo queremos mesmo é ter alguem para chamar de "meu", rsrsrsrs.

1 de março de 2011 13:39
Fabrícia Melo disse...

Oi, mulher.
adorei o texto. parabéns!!!

concordo em gênero, número e grau quando falas da importância e necessidade da franqueza.

a questão é que os homens acham que dizendo não quererem compromisso está resolvido. como se a vida fosse simples assim. reconheço que o envolvimento faz parte do risco e, caso isso ocorra, a prática é que o outro dê conta disso sozinho. independente da fala e atitude do parceir@ coincidir ou não... pra mim isso é muito complicado pois o envolvimento se dá a dois, logo como apenas um pode arcar com as consequências, prazerosas ou não, dessa história???
eu posso dar "toda a corda", seduzir, encantar e caso o outro se envolva é problema, exclusivamente, dele??? como assim??? eu estou isento de responsabilidade porque informei no início que tinha compromisso?? é assim?

o que vejo é, cada dia a mais, pessoas em busca de um amor, um parceir@, um companheir@... saímos de uma negação completa e caímos na abertura total... talvez estejamos caminhando para um equilíbrio. quem sabe?

lembrei de um poema do livro A Bagaçeira que diz assim:
"quando eu era menino eu chorava com pena dos bichos que se amavam. amor de coices, arranhaduras e dentadas.
hoje, homem feito, creio que beijos dóem muito mais"



xeros,

1 de março de 2011 13:56
jacques disse...

COMO ESCONDER IMEDIATAMENTE E TRATAR PÉS DE GALINHA E RUGAS PROFUNDAS ?

OPÇÃO GLAMOUROSA DE HIDRATAÇÃO, PRÉ - MAQUIAGEM E EMBELEZAMENTO INSTANTÂNEO E DURADOURO


O FLUIDE ULTRA TENSEUR da Linha COUP D´ECLAT da França é A OPÇÃO EFICAZ de amenizar e esconder os pés de galinha e outras rugas profundas do rosto durante o dia.

Aplicar diariamente pela manha, antes da maquiagem

O FLUIDE ULTRA TENSEUR é uma base tensor progressiva elaborada para diminuir e mascarar as rugas profundas.
Diminui as rugas em minutos, tem ação intensificada com o passar das horas , permanecendo seu efeito por ate 8 horas.

POSSUI TAMBÉM MICRO ESFERAS QUE SE DEPOSITAM NAS RUGAS TORNANDO-AS MENOS VISÍVEIS POR DIFUSÃO DE LUZ.

Hidrata e nutre a pele profundamente pela presencia de imperata cilíndrica, pro-vitamina B5 e óleo de sementes de uva.

ELE É TAMBÉM PRESCRITO POR DERMATOLOGISTAS.

O ÚNICO COM ESTUDOS DE EFICÁCIA MENSURÁVEL:

O produto apresentou após uma aplicação única:

Um efeito tensor durante a cinética oito horas caracterizado por uma diminuição da quantidade de rugas profundas e por uma diminuição da área total enrugada (diminuições estatisticamente significativas em t4h e t8h).

Um efeito hidratante das camadas superficiais do epiderme durante a cinética em 4 horas (+36% duas horas após e +27% após quatro horas, aumentos estatisticamente significativos); o produto é considerado como um bom hidratante ate quatro horas após aplicação em comparação com produtos da mesma categoria testados pelo grupo Dermscan.

consulte os sites ( são sites técnicos e não de venda ) para poder analisar o seu caso adequadamente:

asepta.com ( da França )
asepta.com.br ( no Brasil )

No site asepta.com.br na pagina "parceiros" ha inúmeras opções onde comprar.
a Época Cosméticos no Rio, Drogaria Iguatemi em São Paulo e outros têm esses produtos à venda inclusive pela internet. (dermexpress, pharmaweb,dermatan, saisdaterra,... )

1 de março de 2011 16:54
João do Espírito Santo disse...

Fico admirado como o mundo é diverso.

Fico mais admirado quando as pessoas tem a maturidade de aceitar a diferença.

Fico embasbacado quando as pessoas chegam num nível alto de evolução de saber o que não dão conta e respeitar a opção dos que dão.

Como já disse a outras vezes, tão importante quanto saber o que quer é saber o que não dá conta.

Seja feliz.

PS.: Mas, perdoem-me as meninas do blog, mas para esclarecer quem não sabe o que é PA (pode ser uma gíria só de SP, talvez?): é Pin.. amigo

1 de março de 2011 19:26
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Isso, João, é isso mesmo =P
Pode ser tb pau... se quiser ser mais vulgar.

bjs

deb

1 de março de 2011 20:04
Aline Fonseca disse...

Há vantagens de se ter um PA: nenhuma cobrança e pouco (ou nenhum) envolvimento romântico.

O problema, como já comentado acima, é que as estações podem se misturar e o que devia ser prazeroso e descomprmissado se torna um porblemão. Estou pensando em dar um "cartão vermelho" ao meu PA por isso: ele já não se contenta em ser eventual e eu não estou interessada em torná-lo fixo/oficial.

O post está ótimo!!!!

Beijos para as três balzaquianas adoráveis!

1 de março de 2011 21:09
Anônimo disse...

É triste apelar para um PA, mas como diz o texto: 'combinado não sai caro', ou seja, se tudo é conversado, não nos chateamos e nos tornamos mais cúmplices do que se - realmente - fóssemos um casal convencional de namorados.

2 de março de 2011 08:28
Anônimo disse...

Infelizmente vai ter que ser no anônimo...
Então, eu acho FANTÁSTICO quem consegue ter um PA sem encanar de verdade, apenas curtindo a brincadeira e pronto. Confesso que não consigo. Tentei já mas acabei confundindo as coisas e me embolei no meio de campo.
Acho que tem que saber separar direitinho os sentimentos e that´s it. Curtir. C-U-R-T-I-R. Se você tá solteira, pq não?
Há uns meses inventei de entrar numa brincadeirinha diferente. Primeiro "relacionamento" virtual, sexo virtual, tudo virtual. Nunca tinha feito isso na vida, sempre achei muito estranha a ideia. Posso falar? Dá pra curtir SIM. Com respeito e confiando no cara dá pra ter tesão e aproveitar, de uma forma diferente da "convencional" claro. Resultado? Acabei me confundindo um pouquinho no meio do caminho mas já assumi de novo o controle da situação e é isso. Tenho um PA virtual gente ahhahahah. Mas que serve também pras madrugadas de papo pro ar ouvindo música, fumando um cigarro e na grande maioria daz vezes, rola um sexozinho virtual basico depois. E seria um PA real caso não morasse longe... certeza!

2 de março de 2011 13:13
Anônimo disse...

....RONALDO!

2 de março de 2011 21:43
Shaida disse...

Nada contra a ter PA's... muito pelo contrário. Prefiro-os.
Porém, PA's livres como eu. O que tem pintado de candidato a PA casado! Aí, não... Pra mim a coisa muda de figura. Não há combinação posível. rsrsrs

Bjos, meninas!

3 de março de 2011 01:50
Caroline Biscarde disse...

"(...)o mais importante é sempre a sinceridade dos dois lados. Aquela história de combinado não é caro(...)"

Acho que é essa é a chave para o sucesso de qualquer relação, seja com PA, namorado, etc...

13 de março de 2011 14:14
Anônimo disse...

Me apaixonei pelo meu PA....Por falta de sexo num casamento de 3 anos, acabei me "me dando o luxo" de eleger um PA....porém 7 meses se passaram e as coisas se complicam a cada dia....E o pior, com diretio a cenas de ciumes e até conhecer a familia dele..ESTOU TODA ENROLADA E APAIXONADA....

15 de março de 2011 16:07
camenaguerra disse...

Ter um PA faz bem pras pessoas(mulheres grande parte das vezes) que sabem muito bem diferenciar desejo de amor. Porque esse é o problema de se ter um relacionamento casual, enquanto é só desejo, sem sentimentos tudo bem. O problema grande é quando você passa a sentir alguma coisa, como diz meu PA "é o sentimento que fode tudo".
Pra mim funciona muito bem, não sou muito fã de baladas pra conhecer caras, nos bares normalmente estou com amigOs e os caras não chegam, um relacionamento é sempre meio complicado... Ai o PA resolve meus "problemas", é alguem por quem tenho carinho, com quem rola quimica e fisica, mas não é uma cara com o qual queira um relacionamento serio, porque é carinho, desejo e não amor. Não existem as coisas chatas dos relacionamentos oficiais, a cobrança, a expectativa. Ninguém enrola ninguém, não existem falsas promessas, não existe ilusão, dor ou lágrimas. POr não entenderem como isso dá certo algumas pessoas condenam.

20 de março de 2011 00:42