quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Seu dilema: Meu marido vai ficar em outro estado por um ano

O dilema de hoje traz o drama da esteticista Mariela, que tem um relacionamento grude com o marido há 15 anos e terá que, pela primeira vez, ficar muito longe dele, por um ano. Confiram e ajudem:

"Quando ele me contou, encarei com tranquilidade, afinal, seria somente um ano e a gente iria se ver uma vez por mês. A gente vive em São Paulo e a empresa dele o transferiu por este período para tocar um projeto em Recife, a partir de dezembro. Existe a possibilidade do projeto terminar antes e ele voltar, ou de ele ficar de vez por lá. Eu até pensei em ir junto, mas tenho medo de largar meu negócio aqui e, se lá não der certo, voltar e ter que começar tudo de novo. Acontece que nas últimas semanas tenho sofrido de ansiedade. Fui parar no hospital por causa de pressão alta e o médico disse que era estresse. Eu até pensei que fosse por causa do excesso de trabalho, mas admito que é por causa desta mudança na minha vida. Nunca ficamos separados e comecei a temer pelo meu filho, que tem só 5 anos e ficará esse tempo longe do pai. Tenho tido insônia, e comecei a tomar remédio para dormir. O meu marido está aflito de me ver assim, mas não sabe o que fazer, porque não pode falar não para a empresa que já investiu muito nele, inclusive pagando cursos no exterior. Queria encarar tudo com calma, eu sei que não é algo tão grave, mas não estou conseguindo lidar. Por dentro, estou sofrendo e até minha saúde está sendo afetada".

O Trio

8 comentários:

Giselle Mota disse...

Eh dificil...
Se ela pudesse ve-lo de 15 em 15 dias ou nos fins de semana, amenizaria a saudade.
Mas, caso nao de, vale usar algum programa como o "skype" e sempre fazerem uma refeicao juntos, como o jantar...Eu sei que nao eh igual, mas quebra um galho, por ter um horario fixo diario juntos...
Eu e meus pais(Japao/Brasil) conseguimos "fazer parte" da vida um do outro assim(contando sobre o dia, mostrando coisas novas compradas...ja rolou ate parabens e virada de ano online, com direito a gritinhos!rsrs)
Engana muiitoo bem, tanto que quando vou ao Brasil, nem parece que fiquei 3/4 anos sem ve-los...
Beijos e sorte ao casal :)

13 de outubro de 2011 04:00
Andarilho disse...

Aconselho procurar uma psicóloga pra trabalhar toda essa ansiedade, que não me parece nada normal.

13 de outubro de 2011 08:30
Anônimo disse...

Gostei da dica da Giselle, acho que você tem que dar um ponto para ele. Deixar as coisas fluirem e o destino tomar conta. Existem tantas possibilidades,ele voltar antes deste prazo, você ir morar lá, ele não se adaptar. Seu filho pode ter certeza, é o que menos vai estranhar, crianças se adaptam a tudo.

13 de outubro de 2011 09:16
Selma disse...

Mariela, sua ansiedade é normal sim!
Vocês têm filho, uma rotina, e aí, por um ano, vão ficar longe um do outro. Acho mais que normal. Acredito que, se for o caso de não poder ir com ele, afinal você tem um negócio e não pode deixar tudo de uma hora pra outra, uma ajuda psicológica, para trabalhar a ausência e distância irá te ajudar a amenizar o estresse.
Concordo com a Gisele no quesito na internet como apoio. Ajuda muito! Tenta nas férias escolares de julho passar pelo menos 15 dias com ele, fica de olho nas promoções aéreas, tenta diminuir esse tempo de encontro a cada 4 semanas para 3. Do mesmo jeito que é ruim pra você é ruim pro seu marido, vai deixar você nesse estado emocional, o filho, ta indo pra um lugar que não conhece....enfim, acredite que isso irá fortalecer a união de vocês. Tenha força, busque ocupar a cabeça ao máximo que puder, faça do "skype" e "MSN" seus aliados. Vai doer, mas vai passar. Boa sorte!

13 de outubro de 2011 09:38
Anônimo disse...

Reforço um ponto: voce tera mais tempo para voce, portanto, preencha-o com atividades construtivas. Ex.: Esta precisando emagrecer, entao, entre na academia, comece a nadar, a fazer yoga. Aproxime-se de circulos sociais que te facam bem. Em relacao a yoga, alias, ajuda a controlar a ansiedade. Querida, aproveite para se cuidar mais.
Beijos B.

13 de outubro de 2011 10:58
Melissa disse...

Quando morei no exterior, o Skype foi que me salvou desta ansiedade, pois podia ver e falar com minha família com muita frequência.
E com os smartphones, há aplicativos como o What's Up ou Viber que permitem que você fale ou mande mensagens sem custos.
Sei que nada disso substitui a presença, o toque e o sexo, mas ajuda a segurar a onda durante o mês que estiver longe.
Já ouvi várias histórias de muitas casais que conseguiram contornar situações como esta desta forma.
Mas entendo perfeitamente a ansiedade decorrente de uma mudança tão grande :)

13 de outubro de 2011 12:45
A. Marcos disse...

É muito difícil ir para lá com ele?

13 de outubro de 2011 15:22
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:38