quinta-feira, 10 de junho de 2010

Cheguei ao topo! Mas era só isso?

Ele era o cara mais lindo da faculdade. Alto, moreno, cabeludo – o que naqueles idos dos anos 90 era um predicado – e surfista. Não tinha partido melhor. Ela focou no rapaz e, objetiva, não esmoreceu enquanto não lhe tascou um beijo. E depois do beijo veio o sexo. E depois do sexo veio o namoro. E depois do namoro veio o casório. Ela era todo orgulho: tinha se casado com o cara mais lindo da faculdade. Ela tinha chegado ao topo. Não queria mais nada da vida.

Os anos se passaram e, quase perto dos trinta, ela começou a perceber que ele estava se tornando um cara cada vez mais ciumento e obsessivo. Tinha certeza de que ela tinha um amante. Antes ela tivesse! Não levaria fama à toa. Começou a pirar. “Então é isso? Eu fico com o cara mais lindo da faculdade e descubro que vou passar o resto da minha vida negando que tenho um amante?”. Se ele era louco, azar o dele. Mas deixá-la louca, ele não ia. Somou-se ao ciúme doentio do cara mais lindo da faculdade a rotina chata e sem sal de um casamento estremecido.

Quando fez trinta, se perguntou: minha vida será sempre isso? Um filminho passou pela cabeça dela. Eles tendo filhos, eles engordando, os filhos engordando, ele colocando detetive na cola dela atrás de pistas dos amantes, ela tomando antidepressivo. Acordou do pesadelo e pediu a conta. Disse que queria se separar. Ficou arrasada com a decisão, mas não via outra saída.

Comprou um bilhete para Londres e foi viver um sonho de adolescência aos trinta anos. Passou frio e se sentiu muito só. Teve muitas dúvidas. Mas descobriu que a vida era muito maior. O topo definitivamente não era se casar com o cara mais lindo da faculdade. Hoje, é uma das solteiras mais baladeiras e animadas da cidade. Casar de novo? Com certeza! Mas mais que um homem lindo, ela quer um cara companheiro, que divida com ela a deliciosa arte de viver.

Débora – A Recasada

21 comentários:

Decor e salteado disse...

Admiro a coragem dela! Sua determinação, sua reviravolta, sua busca pelo sonho seja como for. Essa mulher merece mesmo ser muito feliz!!

Bjs

Lu

10 de junho de 2010 00:46
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Isso!!! Tudo vale a pena se a alma não é pequena, sempre.

Beijos,

Bela - La Divorciada

10 de junho de 2010 00:48
CLAUDIA LEITE disse...

Adorei seu Blog posso seguir?

se quiser seguir o meu tbm...

www.lebijouxdiclaudia.com

te espero

bjus

10 de junho de 2010 04:39
Nina disse...

A vida sempre é mais! Nós é que às vezes enxergamos menos...

bjo

10 de junho de 2010 07:35
Albuq disse...

Que história legal Deb!
Quem não se apaixonou pelo cara lindo da faculdade? Eu com certeza me apaixonei por alguém assim kkkkk
Realmente ele parece um sonho, mas, como a personagem da história, a gente precisa ver que a vida é muito maior, que o mundo não se reduz a uma pessoa e que é preciso buscar o que realmente no realiza, nem que prá isso a gente tenha que viver muuuuuuitas coisas!

bjss e amei o post!

Ps.: dediquei um selinho a vocês, quando passar lá bjs

10 de junho de 2010 08:06
Andarilho disse...

Existe um negócio chamado máximo local, quando a gente estuda funções matemáticas. Basicamente, é o topo da função, mas dentro de um espaço pequeno, e não no todo.

E a vida é assim, a gente atinge a máximos locais e acha que chegou no topo, quando apenas estamos vendo uma pequena fração.

10 de junho de 2010 08:54
Giovana disse...

Humm, sei não... mas tenho a sensação de que outros caras lindos da faculdade virão. Será que é porque ela, afinal, só procura por isso mesmo?

Nós e nossos círculos viciosos, tão difíceis de identificar.

Dé, acho que vc me inspirou um novo post. bjs, Gio

10 de junho de 2010 10:38
Cultive-se! disse...

A confiança é um dos alicerces fundamentais do relacionamento. Sábia atitude de procurar algo novo. Deseja que seja muito feliz!

10 de junho de 2010 10:52
Olívia disse...

ADOOOOGO!! AHHAHAAHAHHA

Essas menininhas viu, que se casam com os lindinhos de faculdades...

Eu adoro a idéia de que namoro bastante...ganhamos experiência hahahahahaha

BOA SORTE PRA NOVA SOLTEIRA ;)

.Olívia.

10 de junho de 2010 11:48
Karina disse...

Nossa, adorei o que o andarilho escreveu...Mew, tem que ter muita coragem para tentar alcançar o todo, o máximo local jé está difícil...

10 de junho de 2010 13:27
Fernanda Crancio disse...

Estar no topo é saber tomar a decisão certa na hora certa! Adorei o post, beijos.

10 de junho de 2010 13:38
Paula Dultra - A criadora! disse...

ai meninas!
amei o post. é isso ai!
qd a gente comete erros n tem q ficar a vida td pagando por eles.
bj

10 de junho de 2010 17:55
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Hey Débora....
Adorei... adoro ver a coragem das mulheres conduzindo-as a uma vida mais plena e feliz!!!
beijocas,

Mari.

10 de junho de 2010 23:12
Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

Amei o blog de vcs!
To seguindo!
Bjs
Dani

10 de junho de 2010 23:27
SAL disse...

adorei!!!

acho q essa mesma historia se repeteria comigo, se eu tivesse me casado com o "reincidentemente antigo" ne?! ... ta! eu sei! cada historia é unica... cada pessoa tem suas duvidas, certezas e pirações!

mas enfim... lendo esse post, me deixa feliz o fato de não estar sozinha no sentido da "insatisfação com o quase tudo de bom" (ou, pelo menos, o que aparentemente seria eterno... e ela teve a capacidade de discernir o momento certo de virar a pagina)

bjoo

11 de junho de 2010 02:02
mulherpolvo disse...

essas histórias dão mais cor a vida!!!

11 de junho de 2010 08:58
Evelin disse...

Sinceramente, não acho legal quando acontecem certas coisas, aliás, nada é para sempre mesmo, inclusive ela acreditar que ele sempre acreditara na presença de um amante... acho mesmo que o motivo da "prestação de contas" era o "engordando"...=D

11 de junho de 2010 11:20
Evelin disse...

Mto bom o texto. Não acho legal quando acontecem certas coisas, aliás, nada é para sempre mesmo, inclusive ela acreditar que ele sempre acreditara na presença de um amante... acho mesmo que o motivo da "prestação de contas" era o "engordando"...=D

11 de junho de 2010 11:21
Por uma vida simples disse...

Assim como acontece no Yin e no Yang, um está contido no outro, quando se alcança o ápice em seguida vem a queda, mas depois da queda uma nova subida e assim caminha a vida e a humanidade.
bjs

11 de junho de 2010 11:32
A 'PROGETTISTA' disse...

Que lindo!! Esse tal topo é um tanto ilusório, hahah. Baci.

11 de junho de 2010 14:59
Anônimo disse...

Putz...alguém 'roubou' minha história rsrsrsrs. Com toda riqueza de detalhes.
Impressionante como a gente acha histórias parecidas com a nossa. Muito bom o post adorei.

13 de junho de 2010 17:50