quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pelo prazer de ser mãe


Elas choram quando, na palestra oferecida às gestantes pela empresa, uma nutricionista sem noção diz que elas só podem comer arroz integral. Juram que chá de canela é abortivo. Montam a lista do que levar para a maternidade numa planilha, no Excel. Se já deram à luz, entram em pânico quando estão diante de uma situação que não consta em nenhum livro de como educar perfeitamente uma criança em pleno século 21. Se as avós, pobrezinhas, oferecem ajuda, a partir da experiência e do carinho que têm para dar, são descartadas. Imagina se alguém que já criou sete filhos pode dar palpite na educação do primeiro herdeiro delas!!!

É, tem muita mulher pirando com essa história de ser mãe. Como se a neurose estivesse acima do puro prazer de engravidar, gerar, dar à luz, criar. Eu já escrevi aqui que quero passar pela experiência da maternidade um dia, só não sei quando, meu relógio biológico ainda dorme tranquilamente, não me pede para decidir nada por enquanto. Mas, diante de tanta angústia em torno do assunto, só posso concluir que alguma coisa acontece no coração da fêmea do terceiro milênio nesse sentido. Será que a gente tem sufocado demais o instinto maternal, em nome do trabalho, de crescer na carreira e geralmente colocar o projeto família em segundo plano? E que isso gera mais ansiedade do que o normal? Será que é por isso que, uma vez grávidas, tantas mulheres ficam nervosas além da conta? Fragilizadas assim? Sem outro assunto na vida que não a barriga?

Não sei, não tenho a resposta. Mas defendo a bandeira da gravidez sem neurose. Do direito ao prazer de ser mãe, de vivenciar essa etapa da vida experimentando mais, descobrindo, como fizeram as nossas mamies. A minha, acredito, nunca comeu arroz integral, não tem drama algum em relação à chá de canela, desconhece o Excel e sempre me entregou de olhos fechados para a minha avó, Lourença. Nem por isso deixou de ser bem sucedida em sua missão de gerar e educar três filhos saudáveis e, thanks God, bem encaminhados na vida.

Esse post é dedicado às minhas amigas Dani e Giu, duas grávidas serenas, felizes, lindonas, ótimas de saúde e, tenho certeza, preparadas para serem mães maravilhosas para Leonardo e Rafael, respectivamente. Estou torcendo por vocês, meninas.

Beijos, beijos, beijos,

Isabela – A Divorciada

13 comentários:

Dani Diniz disse...

Isa, lindo o texto, sensível como sempre. Quase chorei quando li. Você captou exatamente o que estamos passando nessa fase. Adorei o texto e vou guardá-lo com carinho para mostrar ao Leonardo quando ele entender um pouco do mundo louco e fabuloso que vivemos. Beijo! Dani

2 de junho de 2010 13:00
Márcia Albuquerque disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 2 de junho de 2010 13:17
Andarilho disse...

Acho que hoje as mulheres estão muito mais pilhadas, em todos os aspectos, e isso reflete tb na gravidez.

2 de junho de 2010 13:21
Albuq disse...

Bela, que texto lindo, parabéns pela homenagem para as mães do século XXI.

Acredito que essa loucura é porque estamos num tempo muito metódico, por isso tantas mães procurando formas de fazer isso ou aquilo sem perceber que é tudo muito natural, que não somos as primeiras, não seremos as últimas, que alimentar-se bem é saudável para qualquer período, não necessariamente na gravidez. Que eles gritam, choram, vão dá chiliques e não há solução em nenhum manual, não existe fórmula mágica, você vai encontrar seu jeito de resolver.

Mãesssssssss acordem! Curtam cada momento, a gestação é um momento único para se apegarem aos detalhes! Curtam essa fase sua e de seu bebê... curtam, pois, passa tão rápido que quando você perceber já é o primeiro dia dele na escola!
Ainda não sou mãe, mas, quero aproveitar muuuuuuuuuuuuuuuuuito essa fase!

Bjs, sorte meninas!

2 de junho de 2010 13:28
Anônimo disse...

Oi meninas, tudo bem?

Sempre leio o blog de vocês pois acho divertidissimo. Concordo com o texto, mas também queria fazer uma alerta para refletirmos. Me casei muito bem aos 36 anos com o homem que quis e agora com 38 depois de 2 anos tentando engravidar descobrir que estou entrando em menopausa precoce... Confesso que fiquei muito triste e que se pudesse teria tido filhos mais cedo sim... Mas como cada caso é um caso e no meu é precoce mesmo... escrevi mais para desabafar e se sonham em ter filhos não esperem ter grana, se formar, ter a casa, ter tudo... Tenham sim seus filhos que as coisas vão se ajeitando..

Um beijo para vc

2 de junho de 2010 15:43
Anônimo disse...

Parabéns pelo texto, realmente está bem escrito e detalhado com pitadas de sensibilidade... Acho que é o efeito da indicação do blog por outra blogueira...hehehe. Em td caso demore ainda uns 7 anos pra ter filho, pq eu n tow afim de ser tio não... Abraços mana e felicidades^^

Ass: O Caçula

2 de junho de 2010 16:18
disse...

Eu sou super mãe... Deixo se suajr de lama, brincar de pé no chãoe coisas do gênero. Passei a minha gravidez inteira na roaç, trabalhava no interior do RJ e andava de carroça, de moto táxi e até de viatura da polícia, o lance era chegar com rapidez ao meu destino. Posso dizer que tive uma gravidez fantástica e sai do trabalho direto pra sala de parto (com umas 4 horas de intervalo rsrs) e confio CEGAMENTE na minha mãe e na sogra qdo o assunto é a minha pequena. Achei o texto de uma leveza extraordinária e infelizmente é isso mesmo que a mulherada tá fazendo, ficando pirada da Silva...

beijos lindona, parabéns pelas lindas palavras.

2 de junho de 2010 17:58
Flávio P. disse...

Adorei o texto! Parabéns!!!

Beijo e bom feriado a todos.

2 de junho de 2010 18:03
Evelin disse...

Bem, aqui vai minha opnião. Talvez seja mais uma vez a questão de informação demais... é isso, é aquilo, faz isso, faz aquilo para uma boa gravidez, uma boa mãe, etc, que "quando vÊ, já foi". Compliquei? Tomara que não rsr.


Bjão Bela.

2 de junho de 2010 23:35
Anônimo disse...

MEU DEUS, CADÊ O RESTO DO BEBÊ?!?!?!?!?!?!?!?!?!??!

Guarda Belo?!?!?!?!!?!?!?

3 de junho de 2010 14:34
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Segundo o especial Mulher, da Veja de duas semanas atrás, essas mamis neuróticas e competitivas são as Monzillas!! hahaha

Estão sempre querendo provar que são as melhores mães do mundo...

Quero ver Giu barriguda!!!!

beijosss

deb

6 de junho de 2010 16:28
Anônimo disse...

MÃE CORUJA

Parabéns. Achei o texto lindo, maravilhoso,e de uma senbilidade tão grande que consegue retratar os sentimentos de felicidade, medo, dúvidas, e ansiedade pela qual em maior ou menor escala todas as mulheres passam na gravidez. Você está certa: nunca comi arroz integral, tomei muito chá de canela, não tinha planilha de excel,apenas uma lista para nos orientar e não parei de viver durante a gravidez. Curti muito cada fase e,aguardei a chegada de cada um dos três filhos com muita ansiedade e carinho junto com seu pai que esteve presente em todos os momentos. Não tive remorso de entregá-la aos cuidados de sua avó quando foi necessário ao contrário fiquei muito feliz de contar com sua ajuda pois sabia que o amor e o carinho que ela sentia pela minha filha nenhum profissional com todos os phds do mundo conseguia superar. Discordo quando diz que seu relogio biológico ainda dorme, acho que está despertando e você ainda não se deu conta.Saiba que estou pronta para ajudá-la a cuidar dos seus filhos com todo o carinho do mundo. Um beijo carinhoso Te amo

6 de junho de 2010 23:55
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:07