terça-feira, 1 de junho de 2010

Sex and the City: meu episódio predileto


OK, todo mundo já sabe que Sex and the City 2, o filme, entrou em cartaz na última sexta feira. Não vi ainda, estou louca para assistir, farei post depois. Mas, por hora, motivada pela película, fiquei com vontade de escrever sobre o meu episódio predileto, da minha série predileta. Dividir com vocês. Antes de seguirmos adiante, um aviso: eu vou ter que contar o final, tá? Do contrário, não consigo apontar o que me atraiu nesse capítulo. Portanto, se você não quiser saber o desfecho, melhor ficar por aqui. Estamos combinados?

Pois bem: o meu escolhido é O ex e a cidade, o número 18 da segunda temporada. Entre outras tramas, Carrie tenta ser amiga de Big, agora seu ex-namorado. Quando ela descobre que ele está noivo de outra, o plano vai por água abaixo, num vendaval de emoções que termina com a reflexão que encerra o programa.

Ao encontrá-lo na saída de sua cerimônia de noivado, ela tem cinco minutos de papo com ele e pergunta: “Por que você não me escolheu?”. Ele, sem jeito, não consegue responder. Ela cita uma frase de um filme, ele não entende. Com um “Você nunca entendeu”, ela dá as costas e vai embora, pensando consigo mesma depois de ouvir uma égua de uma carruagem relinchar ao seu lado: “Talvez eu não tenha domado o Big. O problema é que ele não conseguiria me domar. Talvez algumas mulheres nunca serão domadas. Talvez elas precisem ficar livres até encontrar alguém selvagem como elas”.


Super me identifiquei. E dedico esse post a todas as mulheres que, como eu e Carrie, já se sentiram indomadas assim.

Beijos, gente. Vocês me contam qual o episódio favorito de vocês?

Isabela – A Divorciada

22 comentários:

Albuq disse...

Bela, eu sou a pessoa mais perdida no espaço kkkkk
Esse já é o terceiro post sobre esse filme que simplesmente nunca assisti a série. O bom é que cada post que leio me instiga mais a conhecer.
Não posso comentar com você agora sobre a série, mas, comento que gostei do episódio descrito, afinal me sinto uma "indomada" kkkkk

bjs, vou procurar agora mesmo baixar e ver essa série, tô me sentindo a "desatualizada"! kkkkk

1 de junho de 2010 00:45
Ju disse...

Ah! clássico esse episódio.
É aquela velha história... é preciso hipocrisia pra viver em sociedade... se adequar aos padrões... entendo.

Muito bom SATC! Grey's Anatomy também tem umas reflexões muito interessantes. Conhecem?

bjos

1 de junho de 2010 02:43
Andarilho disse...

Eu não tenho um episódio favorito não, mas eu lembro o primeiro ep que eu vi, fora de ordem, e que me fez acompanhar a série depois.

Nem lembro de qual temporada era, mas era um em que Carrie era fotografada e saia numa capa de revista.

1 de junho de 2010 07:55
Camille Mollona disse...

Amo Sex and the City...reservei um horario hoje pra ver o filme!!!
Bjão pra todas!

1 de junho de 2010 11:05
disse...

Amo Sex in the city... Fiz uma vez até um post sobre isso, os ex que sempre voltam. Não tenho a cronologia dos episódios e temporadas como vc fez, mas assisti quase tudo. To louca pra ver o filme 2 pq no 1 eu me acabei de rir e chorar. Coisas q só o seriado permite. Beijos.

1 de junho de 2010 11:27
Anônimo disse...

Bella.. tbem gosto muito desse episódio que vc citou.
Quanto aos filmes.. sinceramente, acho q se perderam um pouco e acabaram finalizando com o eterno "felizes para sempre".. o primeiro filme da série tem um desfecho inesperado - afinal, a superdescolada Carrie é largada vestida de noiva na porta da igreja e.. bem.. vcs sabem o final.
O segundo segue o mesmo estilo - mas aborda o tema filhos e casamento. Um beijão, Tarcila

1 de junho de 2010 11:58
Anônimo disse...

Alias, antes q eu esqueça.. posso indicar um livro pra vcs? Se puderem, dêem uma lida no "Inteligência Romântica". Trata da aplicação da inteligência emocional nos relacionamentos. Super recomendo! bjs, Tarci

1 de junho de 2010 11:59
Lívia Reis disse...

Tenho váários preferidos, pode? rs
O mais engraçado é quando a Carrie está saindo com um alcóolatra e, depois de dispensá-lo, ele vai na rua dela pelado, gritando, cantando.. morro de rir! Um dos mais emocionantes pra mim é quando a Miranda (minha preferida, junto com a Charlote) decide não abortar, ou quando a mãe dela morre.. Também amo quando a Charlotte vê a foto da filhinha japinha dela, e lê que ela chega em 6 meses.. enfim, posso ficar aqui até amanhã falando, amoooo! beijoss

1 de junho de 2010 13:11
Decor e salteado disse...

Não vi esse episódio que citou, mas já gostei... rs É que é isso mesmo: a gente quer, na maioria das vezes, domar o outro, sem se deixar domar. E não dá pra ser feliz de fato numa queda de braços eterna!!

Bjs

Lu

PS.: Adoro as aparições do Bon Jovi no Sex and the City

1 de junho de 2010 13:30
Tati disse...

Nunca assisti, unzinho sequer!! rs.

1 de junho de 2010 13:46
Evelin disse...

Poxa Bela, pela primeira vez tive q encerrar minha leitura pela metade!!! rsrsrs

bjs

1 de junho de 2010 17:04
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Enquanto penso no meu (adoro aquele que elas vão todas para Los Angeles e vão a um lançamento de um novo vibrador, cujo garoto propaganda a Samantha tá pegando), vou tentar fazer breve reflexão sobre o escolhido pela Bela - o qual, aliás, me lembro bem.

Essa questão - por que você não me escolheu? - já martelou minha cabecinha muitas vezes e em momentos diferentes.

Durante algum tempo, caí na tentação de pensar como a Carrie e a Ju disseram: "porque eu sou A indomada, A rebelde, A livre e a outra é a mulherzinha certinha que sabe se comportar em sociedade".

Hj vejo esse pensamento com reservas. Parece arrogante e pretensioso.

Penso apenas que ele não me escolheu porque não me escolheu, oras. Não sou a mulher certa para ele. Mas isso não faz de mim melhor ou pior que a outra.

Prefiro me concentrar em quem me escolheu!!! haha (e que eu também escolhi, claro)

beijo!!

deb

ps: Ju, eu adoro Gray's Anatomy, e House, e Private Practice e Friends, e Ugly Betty e tudo qto é série!!! sou muito viciada!

1 de junho de 2010 18:00
Yasmim disse...

Interessante pois esse foi o único episódio que assisti e gostei,e também me senti como ela, nunca encontrei alguém que me domasse tanto que acabo de mandar meu marido passear depois de 22 anos juntos, agora estou só mas na esperança de encontrar meu domador.
Bjos meninas

1 de junho de 2010 18:01
mulherpolvo disse...

Eu me sentia indomada. Depois, sentia medo de ser domada.
Agora me sinto domada... E inacreditavelmente feliz!!!

1 de junho de 2010 21:42
Anônimo disse...

Adooooro esse episodio.Aaaamo essa série com todas as minhas forças. Além desse, gosto bastante(pq dou muitas risadas) é o 'after that post-it'(ou 'depois daquele post-it'), quando a Carrie leva um fora POR UM POST IT. Vale a pena sempre rever!

beijos meninas!
Laila, Fortaleza.

1 de junho de 2010 21:47
Juju Balangandan disse...

Domar para que?? Apenas precisamos de alguém que nos banque como seres humanos cheios de nuances coloridas e variações hormonais negras.

1 de junho de 2010 22:14
A 'PROGETTISTA' disse...

Belinha, vi Sex ontem, me matei de rir. Para variar, Samantha é a melhor. Menopausa em pleno deserto e com o par mais perfeito. Haha.

2 de junho de 2010 15:31
Anônimo disse...

Me emociono até hoje com aquele episódio em que a Carrie aparece morta na cama ao lado do corpo do Big. Daí começam a suspeitar da Charlotte, quando todo mundo sabe que é a Miranda a assassina, mas quem acaba presa mesmo é a Samantha.

Se bem que posso só ter sonhado com isso.

Guarda Belo

3 de junho de 2010 14:40
Fabíola Melo disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 9 de junho de 2010 22:35
Bibi disse...

Olá meninas!

SUper me identifico com esse post. Tanto é que agora prestes a casar estou com um dilema: mudar ou não o nome de solteira.

Eu gosto do meu nome e, tolice ou não, acho que ele me dá sorte.

MAs ao comunicar ao dignissímo candidato a marido e aos meus pais me pareceu que eu estava informando um absurdo. Mas para mim além da questão burocrática acho que não tem nada a ver mesmo ser taxada como propriedade do homem.

E aí que agora o bichimo da dúvida me consome: mudar por "amor" ou manter a idéia firme de que eu me amo assim, sem nomes a mais? rs rs rs

Vocês já passaram por isso? Mudaram seus nomes?

Bjo e obrigada

Bibi

9 de junho de 2010 22:45
Paula Dultra - A criadora! disse...

oi meninas.
amei o post e amo SATC!
Esse episódio é ótimo!
Para Big era mt mais confortavel casar c uma natasha, domada. Só q as domadas enchem o saco uma hora.
Por isso ele ficou c carrie no fim
bj

10 de junho de 2010 18:04
Valeria Lozano M disse...

A série é muito boa, eu adorei. Agora Sarah Jessica Parker nos surpreende com um novo, diferente em série aparência ao que estávamos acostumados a ver, chamado Divorce, moda e vestidos elegantes não será parte de sua vida, mas uma família com dois filhos e uma porta de divórcio. Desta vez, a acompanhar no seu processo difícil. O elenco é composto por Thomas Haden Church, Talia Balsam, Molly Shannon.

18 de novembro de 2016 17:20