terça-feira, 22 de junho de 2010

Dez forrós que eu adoro


Ando muito saudosa das festas juninas. Do climão, das casas com fogueiras na porta, de bolo de milho, amendoim cozido e, principalmente, do forró. Juro que daria o meu reino por dois ou três dias em Caruaru. Para aliviar o banzo, divido com vocês o meu top ten do mais famoso gênero musical do Nordeste. Dançam comigo?

1) Bate Coração. ADORO Elba Ramalho. E essa aqui é simplesmente uma das minhas músicas prediletas: Oi tum, tum, bate coração, oi tum, coração pode bater. Oi tum, tum, bate coração, que eu morro de amor com muito prazer.

2) A Vida do Viajante. Tendo eu já vivido em Maceió, Recife e, agora, São Paulo, super me identifico com essa música, escrita por ninguém menos que Luiz Gonzaga (em destaque na foto acima) e Hervê Cordovil: Minha vida é andar por esse país, pra ver se um dia descanso feliz. Guardando as recordações, das terras onde passei...Ai, ai, ai...

3) Pé de Calçada. Vocês gostam do Mestre Ambrósio, aquela banda ótima de Pernambuco? Eu amo de paixão. E já levanto o astral só de ouvir os acordes de Pé de Calçada. Me digam se eu não tenho razão!!!

4) Olha pro céu. Gonzagão again, só que desta vez em parceria com José Fernandes na letra. Uma das letras mais lindas do cancioneiro nacional, a cara do São João na minha terra: Olha pro céu, meu amor, vê como ele está lindo....

5) Xote das Meninas. Clássico total. Gonzagão, posso fazer o que? Ele e Zé Dantas desta vez. Ela só quer, só pensa em namorar...

6) Lembrança de um beijo. Lembram dessa música? Fez muito sucesso na voz do Fagner e foi escrita por Accioly Neto. Acho maravilhosa: O cabra pode ser valente e chorar, ter meio mundo de dinheiro e chorar, ser forte que nem sertanejo e chorar, só na lembrança de um beijo chorar. Tuuuuuuuudo!!!

7) Feira de Caruaru. Um dos forrós mais fofos de todos os tempos, me arrebenta o coração: A feira de Caruaru, faz gosto a gente vê, de tudo o que há no mundo, ela tem pra vendê, na feira de Caruaru. Não é lindo?

8) Qui nem Jiló. Eu quero ver alguém não gostar desse daqui, de autoria de Humberto Teixeira e, adivinhem, Luiz Gonzaga, hahaha!!! Lá vai: Mas ninguém pode dizer, que me viu triste a chorar, saudade o meu remédio é cantar. Sempre, minha gente, ouçamos o Gonzagão!!!

9) Riacho do Navio. Tá bom, é a última vez que eu cito Luiz Gonzaga neste post, agora acompanhado por Zé Dantas na letra: Riacho do Navio, corre pro Pajeú, e o Rio Pajeú vai despejar no São Francisco, e o Rio São Francisco vai bater no meio do mar. Como diria o meu amigo Francis, viajar pelo São Francisco é um dos roteiros que todo brasileiro tem obrigação de fazer. E a foz dele, no meio do Atlântico, é em Alagoas!!! Uma das paisagens mais lindas que eu já vi, juro por tudo. Vão lá!!!

10) Esperando na Janela. Deixe Gilberto Gil, o maravilhoso, bombar e cante alto os versos de Targino Gondim, Manuca e Raimundinho do Acordeon: Por isso eu vou na casa dela, ai ai, falar do meu amor pra ela, vai, tá me esperando na janela, ai ai, não se vou me segurar...

É isso aí, crianças. Espero os forrós prediletos de vocês nos comentários. Marcelinho, queridão, o maior forrozeiro do ABC, este post é dedicado a você. Falando nisso, pode ser ou tá difícil aquele arrasta-pé? Hahaha!!!

Beijos,

Isabela – A Divorciada

14 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Ai que delícia (re)ouvir tudo isso!!!

Fui forrozeira de carteirinha no final dos anos 90 (inté namorado pé de valsa eu arranjei!) e essas músicas todas - e mais uma penca delas - me marcaram demais!!!

De todas essas, Qui nem Jiló é o meu xodó!!! "Se a gente lembra só por lembrar, do amor que a gente um dia perdeu, saudade inté que assim é bom, pro cabra se convencer, que é feliz sem saber, pois não sofreu..."

Acrescentaria ainda Moça Bonita e Meeeeel - eu quero meeeeel - do Geraldo Azevedo. Adooooro!!!

beijos e muita quadrilha, quentão e calor no coração!

deb

22 de junho de 2010 01:07
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Ah!!! E esqueci de "Dona da Minha Cabeça", também do Geraldo Azevedo!! (Definitivamente, ele é demais)

"Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, demaaaaaaais!!"

beijo, beijo, beijo

deb

22 de junho de 2010 01:12
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Amo, amo, amo, eu falei amo!, de paixão a música do Mestre Ambrósio. Aqui em casa, os vizinhos já foram convidados a dançar comigo em alto e bom som. E "Olha pro Céu", versão do Gil, é música que não falta nunca em SÃo João. Minha maninha faz aniversário agora, dia de São Pedro, e todas essas músicas embalam o mês junino, que tanto amo.
Bela, e quando Marcelinho der as caras pro forró, me chame. Saudade desse danado tb!
Irma

22 de junho de 2010 01:36
Albuq disse...

Belaaaaaaaaaaaaaa como boa Nordestina que sou, conheço e adoro todas kkkkkk

Amo o forrozinho-agarradinho, ohhhhhhhh bom demais!!!!!
bjsssss

22 de junho de 2010 09:44
Paloma, a mãe disse...

Ai, me arrepiei toda. Amo de paixão "Riacho do Navio", é a minha top 1. E tem uma coisa linda, que me emociona, no final, quando ele fala que vai voltar pro Riacho do Navio para "acordar com a passarada, sem rádio e nem notícia das terra civilizada". Amo! E Qui nem jiló também é linda, pura poesia.
Beijos

22 de junho de 2010 11:07
Decor e salteado disse...

Bela,

Amo, amo, amo forró. Amo o Nordeste aliás! E fiz até um post enquanto assistia ao Som Brasil de Dominguinhos, na sexta, porque acho uma delícia total essa manifestação cultural brasileira que envolve tantas outras manifestações (a festa junina, o sotaque nordestino e a própria realidade da região...).

Aproveito o post pra me solidarizar com esse povo maravilhoso que agora sofre com o verdadeiro tsunami que passou por lá. Meu abraço apertado!

Bjs

Lu
http://decoresalteado10.blogspot.com/

22 de junho de 2010 14:27
mulherpolvo disse...

O meu é "Pisa na fulô", sem dúvida!!!

Muito bom, né?!

22 de junho de 2010 14:50
Flávio P. disse...

Bela, PARABÉNS!

Essa época do ano mexe muito com nos nordestinos! Ainda mais quando estamos distantes das nossas raízes!!! Acabei de passar umas 2 horas ouvindo váaaaarios forros que me levaram para uma época deliciosa de minha vida!

Obrigado Bela por mais essa!

Beijo e um bom São João.

22 de junho de 2010 16:00
Silvia Arruda disse...

e adadonde vamos dançar isto tudo em sampa???? aguardo sugestões, bjks

22 de junho de 2010 17:24
Desbaguncando disse...

Ebaaaa!

qualquer dúvida só eprguntar!

Beijinhos pra Dona Bela

22 de junho de 2010 19:26
Andarilho disse...

Quem me conhece sabe bem que esse negócio de dançar não é comigo não.

22 de junho de 2010 23:42
Karina disse...

Bela,
Humildemente e na minha opinião, está faltando "Feira de Mangaio", com a Clara Nunes e Sivuca. "Tinha uma vendinha no canto da rua, onde o mangaieiro ia se animar..."

24 de junho de 2010 09:23
tatiana disse...

Adooooooooooooooroooooooooooooo, minha vida é andar por esse país...
Sou baiana, já rodei o país e estou em Sampa agora, bem eu incluiria Feira de Mangaio também acho muito massa, agora onde vai rolar o forróbódó?
Vambora pro Canto da Ema!!

25 de junho de 2010 20:41
Mel disse...

Forró, bom demais.....Uma festa que me trás as melhores recordações da infância e adolescência.Quem nunca no Nordeste, passou uma noite no forró, dançando agarradinho, rostinho com rostinho.......Viva a cultura nordestina.

Bjos

Bob Mel

27 de junho de 2010 09:49