segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Mas eu te amava

Ela já esteve por aqui antes. E abalou com o post Como ir das nuvens ao calabouço da manhã para a tarde. Agora, a Solteira à procura de um novo grande amor volta com um texto lindo sobre um sentimento que já se foi. Mas que foi grande enquanto durou. Obrigada pela colaboração, queridona. Amei. Volte sempre.

Beijos,

Isabela – A Divorciada

Mas eu te amava

Quando te conheci, seus cabelos cheiravam a escapamento e seu perfume era o do desodorante mais barato da farmácia da esquina. Mas eu te amava.

Quando te conheci, nosso ninho de amor era um colchão já ondulado pela idade avançada e nossa trilha sonora vinha de fitas cassete gravadas de discos de vinil. Mas eu te amava.

Caetano, Cult, U2 estavam todos na mesma seleção após longas horas em frente ao aparelho de som. Suas camisetas muitas vezes cheiravam a gaveta e você fazia a barba com espuma feita de sabonete Lux. Mas eu te amava.

Lembro que te amava mesmo quando usava uma zorba sem elástico, uma camiseta com furo ou uma meia trocada. Quando te conheci, as flores que ganhava vinham do fundo do quintal e comer pizza fora era em ocasiões especiais. Mas eu te amava.

Quando te conheci, você usava tênis, não sabia dar nó em gravata nem limpar direito a unha do pé. Mas eu te amava.

Naquela época, seus cabelos batiam no ombro, seu peito cheirava a parafina e eu tinha que passar horas te esperando na praia. Ainda assim, te amava.

Te amava até com touca de banho cor-de-rosa, blusa do avesso ou calça um número maior. Até quando esquecia as datas especiais, pechinchava cinquenta centavos ou alugava um filme repetido.

Naquela época, eu acabei concordando que não ter carro era descolado, que ir à praia com chuva podia ser interessante e que acampar era super confortável. Mas porque eu te amava.

Quando você contava a mesma história milhares de vezes, não ria da minha piada ou não levava a sério minha TPM, ainda assim eu te amava.

Quando te conheci, só te chamavam pelo primeiro nome, seus amigos chegavam sem avisar e no fim do ano você foi papai Noel.

Hoje, não te conheço mais. Mas, por favor, nunca se esqueça:

Eu te amava.

A Solteira à procura de um novo grande amor

19 comentários:

Kilson disse...

ISSO É QUE É AMOR DE VERDADE!

2 de agosto de 2010 00:29
Andarilho disse...

No começo de nossas paixões, é sempre assim. Depois a gente abre os olhos e vê que quem a gente conhecia era alguém meio inventado pela gente mesmo.

2 de agosto de 2010 00:33
Tuka Siqueira disse...

É impressionante, mas o assunto se repete, já é o 4¤ essa noite que eu leio. Tem um no meu blog...

2 de agosto de 2010 00:44
LetÍCiA... disse...

acho que jah se tornou normal conhecermos cada detalhe e...só...
e com o tempo... notasse que isso não eh o suficiente para conhecer alguem...

mas o importante é que "seja eterno enquanto dure"

2 de agosto de 2010 08:01
Albuq disse...

Oi Bela, lindo texto, lindo... conheço bem essa história.

bjs

2 de agosto de 2010 09:43
Olívia disse...

Que texto lindo!!!!

Emocionante...

.Olívia.

A prima!

2 de agosto de 2010 09:57
Lília disse...

É impossível não se ver uma poesia dessa! Belíssimo e muito comovente... fiquei aqui com um nózinho na garganta relembrando da minha passada e grande história de amor!! Lindo!!

2 de agosto de 2010 10:27
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Que venha o novo amor!
Sorte,
Irma

2 de agosto de 2010 11:46
Anônimo disse...

Ai que vontade de chorar...

Belissimo texto.

2 de agosto de 2010 11:54
Isabelle disse...

Muito bom o texto, Parabéns!

2 de agosto de 2010 12:05
Fernanda Elisa disse...

Uauuu!
Bom, neste caso, vejo que o seu amor não era tão cego assim, néh...Ele era compreensão!

Adorei o texto, meninas!

Beijones,

2 de agosto de 2010 12:33
André disse...

E se vc estiver dizendo isso pra si, para que VOCE não esqueça? Se é solteira em busca de um novo grande amor, está se desprendendo dos antigos amores. Repensar tudo que viveram e confrontar com esse novo sentimento deixa dúvidas e insights. Aproveite o aprendizado da vida e boa sorte!
Sem julgamentos da minha parte, só questionamentos! Bjs

2 de agosto de 2010 13:19
Flávio P. disse...

Parabéns. Belíssimo texto!

Me reconheci nele... é impressionante a nossa capacidade de abstração quando estamos efetivamente envolvidos.

Parabéns mais uma vez, me fez voltar a um passado não muito distante.

beijos as duas

2 de agosto de 2010 14:03
Insana disse...

O Amor seria mais semples se agente nao fosse tao complicadas.

bjs
Insana

2 de agosto de 2010 17:45
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Tudo é passageiro menos o motorista e o cobrador!!!!
Estou com espirito de porco hoje!
beijocas,
Mari.

2 de agosto de 2010 21:36
Anônimo disse...

Interessante seria saber o que o cara diria de vc. Se seria nesse msm ritmo tbm...Enfim, belo texto soa quase como uma poesia...

2 de agosto de 2010 23:50
Lilly disse...

Nossa, que lindo.... bom esse é o amor inocente, projetado, de adolescência, né. Seria bacana se a gente conseguisse manter intocada... essa inocência...

3 de agosto de 2010 13:18
O Escorpião disse...

Todos ja passamos ou ainda vamos passar por isso, os que ja passaram entenderam os que ainda não passaram um dia irão entender o que ela quis dizer.

3 de agosto de 2010 15:01
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

18 de junho de 2015 07:35