segunda-feira, 27 de julho de 2009

Quer me prender? Me solte...

Eu já escrevi neste blog que tenho a filosofia acima, do pai da minha amiga-irmã Mariana Camarotti (saudades de você, me escreve), como um lema, um grande ensinamento sobre como lidar com os homens. Quer me prender? Me solte. Não se trata de um conceito simples de aplicar, muito pelo contrário. É preciso ter, antes de mais nada, confiança em si mesmo e no outro, paciência, tolerância, amor para segurar a onda.

Por isso mesmo fiquei tão feliz ao ler, num dos capítulos do livro Assim te conquistei, da jornalista Chris Campos, sobre o qual vou falar melhor num post em breve, que esse é o segredo da felicidade de um casal gay muito conhecido no Rio de Janeiro: o estilista Carlos Tufvesson e o arquiteto André Piva. Ao contar a história dos dois, “Carlos se emociona ao lembrar da época em que construíram mais esse sonho de mãos dadas, sem perder a essência de cada uma das partes – definida numa frase que ele adora: “quanto mais você me deixa livre, mais tenho vontade de voltar””.

Lindo, Carlos. Agora vou me inspirar em vocês também.

Isabela – A Divorciada

10 comentários:

Andarilho disse...

Isso me lembra uma das frases da minha coleção de citações:

If you love someone, set them free. If they come back they're yours; if they don't they never were.
Richard Bach

27 de julho de 2009 13:50
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Concordo e sou adepta disso! Mas só não solte tanto...do contrário, o outro pode ir embora!!

Quero ler esse livro! Me empresta??

baccios

27 de julho de 2009 14:04
conversaatrevida disse...

Verdade é que crescemos ouvindo frases do tipo 'quando amamos somos um só'...

Mas se as vezes NEM a gente se agüenta, imagina isso dobrado?

Individualidade não é só bem vinda, como necessária.

E como individuo as vezes temos necessidades de fazer coisas ou ir a lugares sem a tal 'outra metade'.

Quem quer trair não precisa de espaço pra isso. Não tem um horário certo (tão BESTA isso de deixar o outro de dia 'solto' pra trabalho, por exemplo e se atrasar meia hora pra chegar em casa já se pensamos 'bobagem').

Precisamos aprender que a necessidade de ter o outro sempre debaixo dos nossos olhos é um problema.
E é problema NOSSO!

Bjo

27 de julho de 2009 14:11
Andarilho disse...

Não é livro, é um site que tem um monte de citações. Inclusive eles têm um widget pra colocar no blog, por exemplo, e todo dia tem uma citação nova.

http://www.brainyquote.com/

27 de julho de 2009 14:25
Melanie Brown disse...

Como diz o J.Quest...
"A nossa liberdade é o que nos prende..."
Adoro essa frase!!

27 de julho de 2009 15:11
Karina disse...

Ai que lindo!!! Tento fazer isso aqui em casa, mas é meio dificinho =D Eu libero mas com restrições...Bjo

27 de julho de 2009 20:20
mulherpolvo disse...

Haja desapego...
E não é só no amor, não, viu?!

27 de julho de 2009 21:15
Fofa disse...

Há algum tempo venho "trabalhando" o desapego nas mais diversas situações: profissionais, pessoais...
E pude perceber que realmente, quando soltamos a "coisa" (rs) volta.
Tudo bem, não é tão simples assim...
A grande verdade é que não perdemos aquilo que não temos...

Então pq prender?

Tenho adorado os posts aqui...

Beijocas

27 de julho de 2009 22:59
silvia disse...

Nunca gostei de me sentir presa, logo, não prendo!
Mas houve uma vez q. o feitiço virou contra a feiticeira.Deixei um doido tão solto q. ele não aguentou , o escondido tem sempre mais graça! Logo ele arrumou outra escondida no meio da liberdade toda! kkkkkkkkkkkkk
Quer saber, não há regras, há relacionamentos! Bj queridasss...

12 de agosto de 2009 19:35
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

18 de junho de 2015 07:12