terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Por que os homens viram bebês quando adoecem?


Há alguns dias, almoçando com uma amiga querida e super bem casada com um homem fofo, daqueles que podem ser finalistas de qualquer concurso de marido mais adorável do mundo, comentei que não conseguia imaginá-los brigando, de tão zen que eles eram. Eis a resposta: "Imagina, brigamos essa semana. Ele estava doente e muito chato. Ficava na cama, reclamando. Eu ia lá e oferecia remédio, comida, tudo. Ele não queria nada, mas, bastava eu sair do quarto para ele me chamar e pedir alguma coisa, reclamando que eu não cuidava dele". Gente, eu já vi esse filme. Eu e a torcida do Flamengo, né? Fiquei pensando no assunto. Se até o marido da minha amiga, que eu considero um anjo, se transforma num chorão quando o corpo padece, imagine os outros. Afinal, por que os homens viram bebês quando adoecem?

O primeiro homem muito causador cujo comportamento diante das doenças me chamou a atenção foi meu irmão mais velho, o intrépito videoartista Felipe Barros. Desde a infância, uma injeção era motivo para um motim. Uma febre, o fim dos tempos. Até hoje, se ataca aquela dor de dente, pode esquecer: você só poderá fazer outra coisa da vida quando o incômodo dele passar. Até lá, aguente o escândalo. Meu outro irmão, o lindo Miguel Barros, e meu pai, aquele santo, não exageram tanto nas tintas, mas fazem sim aquela manha básica em casos de gripe e dor de barriga, por exemplo. Tentam chamar a atenção e até embargam um pouquinho a voz ao explicar como estão se sentindo fracos.

Para muitos homens, estar doente não é simplesmente baquear, é se tornar a pessoa mais enferma do mundo. A mais debilitada, aquela que mais terá dificuldades para se recompor. Por que isso acontece? Ajudem-me amigas leitoras psicólogas, sociólogas e estudiosas do comportamento humano (Andarilho, estou curiosa para ler as suas observações também). E me digam se o meu palpite está certo: acho que eles aproveitam esses momentos de fraqueza para pedir colo, para terem o direito de baixar a guarda, sem a obrigação de ser de ferro ao menos por alguns dias. Por isso, fazem a festa na condição de doentinhos.


Tudo bem, meninos. A gente não se incomoda de dar amor e carinho quando vocês mais precisarem. Agora, se der, sejam menos chatinhos da próxima vez.


Isabela - A Divorciada

18 comentários:

Andarilho disse...

Concordo, a gente se faz de forte e tal, mas todo mundo quer colo. E que desculpa melhor pra pedir colo, do que estar doente? O que acontece com os homens é que, como não estamos acostumados a pedir atenção, a gente erra a dose.

Se bem que, quando a gente mora sozinho, acaba ficando menos manhoso. ;)

26 de janeiro de 2010 07:58
Tiburciana disse...

Não posso falar nada que tambem viro uma criança manhosa se estou doente ...

26 de janeiro de 2010 10:46
Mary disse...

Ai, Isabela...
Tá certo que meu bem fica chatinho, quer atenção full time e que exige de mim um certo cuidado extra.
Mas eu, quando adoeço, coloco ele em parafuso!
Por quê? Sou mimada demais!!! Sorte que ele se vinga nas raras vezes que tem alguma dor. Porque eu tenho uma crise por mês (cólicas). rss...
Adorei o blog.
Beijos.

26 de janeiro de 2010 11:10
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Putz, eu preferia que o ex-marido ficasse manhoso como qq homem normal (bebês chorões). Ele não só não aceitava minha ajuda como ficava num OVOOOOOOOO insuportável!!!

Meu sonho era cuidar de um bebê chorão!!! rsrsrsrs

beijoooo direto de Natal!!

DeBscasada

26 de janeiro de 2010 11:16
Silvana Alves disse...

eles viram um bebê... mas creio que pssa ser isso mesmo

momento de baixar a guarda e mostrarem que são carentes, porém com a desculpa "estou dodoi".. rsrs

26 de janeiro de 2010 11:22
SAL disse...

nagueeeeeeeeeento homem doente q faz tipo carente!!! não tenho uma gota de paciencia pra essas coisas viu?!!

a vontade q dá é de mandar matar pra não impestar esse bando de imprestaveis!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

bjo

26 de janeiro de 2010 12:34
As primas disse...

Quando li, vi meu irmão sendo descrito...

Mas concordo com o final sim...eles aproveitam esse momento para mostrar que eles podem ser um pouco carentes na vida...

.Olívia.

26 de janeiro de 2010 12:51
Paloma, a mãe disse...

Realmente, é difícil ter homem doente em casa. O que aconteceu, lá em casa, foi que o foco mudou. Desde que tivemos filho, as nossas doenças foram para segundo plano. E ele ficou menos manhoso quando doente.

26 de janeiro de 2010 13:24
Raquelita... disse...

concordo com o diagnóstico: excesso de manha qdo ficam doentes = desculpa para pedir colo e se permiterem parecer frágeis.
Meu namorado é mestre nisso... Mas, assim como algumas coleguinhas, tb não posso reclamar muito! Faço minhas cenas tb qdo estou sentindo alguma coisa, tipo, dor de barriga... rs

26 de janeiro de 2010 14:37
Vamos Falar a Respeito? disse...

Olaaaaaaaaa tudo bem?
Antigo http://saiadeborracha.blogspot.com
Acho que falei demais, ou vacilei demais, e um tal de DU entrou no meu blog e dxou uns recados falando que eu nao devia ficar expondo meu namorado assim, e que pelas coisas que eu escrevo da pra ele identificar que sou eu que escrevo,caso ele lesse...to desconfiada que é o cunhado do meu namorado, que fez a manutencao no micro da minha sogra...resultado,tive que excluir o blog (que eu tanto amava) e transferir tudo prum novo url...
Me segue nesse agora http://euadorodesabafar.blogspot.com...agora vou usar uma identidade secreta mais foda...
To malzona...

Bjaum e te espero la!

26 de janeiro de 2010 15:46
Camille Mollona disse...

É q na real tem muitos homens que precisam de mais atençaõ que nos mulheres. E quando eles estão doentes tem a chance de mostrar quem realmente são!!!

Bjossss

26 de janeiro de 2010 16:24
disse...

Deb o post é perfeito!
Meu pai era assim mesmo e minha ma~e quase surtava1
Marido faz a linha mau humorado doente e eu q sou um "doce", me estresso facinho rsrs.

Mais é bem com o Andarilho falou, fortaleza o tempo todo e um momento pra pedir colinho e errar na dose rsrs.

beijos

26 de janeiro de 2010 16:24
Giovana disse...

Também vale se perguntar: porque viramos mamães quando eles adoecem? beijos

26 de janeiro de 2010 19:56
Marcella disse...

Eles não aceitam bem....acreditam q estão "fracos"...sem "força"... sendo que são educados a serem fortes... q enfrentam tudo e todos e ainda nos protegem.... portanto... doente=fraqueza ... Acho q é por aí...

beijokas

26 de janeiro de 2010 23:18
Anônimo disse...

E continuando...eu não acho q eles se tornam bebês...e sim nós q muitas vezes nos colocamos como mãe...hehe

26 de janeiro de 2010 23:21
Marcella disse...

O anonimo aí de cima sou eu...Marcella rss...sorry pelo erro

26 de janeiro de 2010 23:23
Dih disse...

Apesar de os homens se mostrarem durões, e até insensíveis em muitos momentos, eles, na realidade, são carentes e inseguros. Quando estão doentes sabem que irão necessitar de ajudar - porque não sabem se virarem sozinhos - e para ter atenção acabam exagerando na dose e na intensidade de suas doenças, como disse o Andarilho, para impressionarem suas vítimas... rsrsrs... Beijos

26 de janeiro de 2010 23:50
Anônimo disse...

Eu acho que não é apenas manha e muita chatice. Eles se sentem os mais enfermosde todos e ficam super chatos. Ponto. O motivo tbm não entendo mas nao é para demonstrar fraqueza. Parece que qq coisinha é sofrimento demais. Meu marido é assim. Meu avô tbm.

3 de janeiro de 2015 19:35