terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Top Five: músicas para curar um pé na bunda

Curtindo uma dor de cotovelo? Poucos métodos podem ser mais eficientes na hora de aliviar um fora do que ouvir música. Talvez ter as pessoas queridas por perto, ouvindo a gente desabafar as mesmas mágoas pela bilionésima vez. Ou, claro, se apaixonar de novo. Mas, como os amigos precisam fazer outras coisas na vida além de cuidar da gente e amor não é fácil de achar, melhor cantar para os males espantar. Aqui, a minha seleção de cinco músicas infalíveis para dar a volta por cima. Algumas são óbvias, outras nem tanto. Palavra de Divorciada, todas funcionam.


A lista:


Lama. Aumente o volume e deixe Maria Bethânia, minha cantora predileta, fazer seu show: Quem foste tu? Quem és tu? Não és nada! Se na vida fui errada, Tu foste errado também. Se eu errei, se pequei, não importa! Se a esta hora estou morta, pra mim, morreste também! ADORO. Não é para lavar a alma de qualquer um?


Adeus, bye bye. Eu amo essa musiquinha da Ivete Sangalo: Quer ir embora vai, adeus bye bye, quando você me quiser, já estarei no Ilê, já não te quero mais. Perfeito, né? Para mim, é uma marchinha de Carnaval dos nossos tempos. Muito fofa.


La vie en rose. Gosto da versão clássica, com a Edith Piaf, e de uma atual, com a Madeleine Peyroux. Eu não sei vocês, mas eu tenho loucura para conhecer a França. E, como separações são momentos propícios para a gente pensar só nas próprias vontades, nada melhor do que confortar o coração sonhando com a próxima viagem ao som de uma muy linda canção. Bon voyage!


Você passa e eu acho graça. Esse Top Five não seria nada sem um samba daqueles para colocar todas as mágoas para fora. E, ninguém melhor que a ultra diva Clara Nunes para decretar: E agora, você passa e eu acho graça. Nessa vida tudo passa e você também passou.


I will survive. Essa é, claro, a escolha mais previsível de todas. Mas, puxa, não dá para fazer uma lista de cinco músicas para curar um pé na bunda sem esse hino à liberdade pós fim de um relacionamento, né? Eu não enjoo de ouvir Edson Cordeiro, meu ídolo total, cantar: Oh no, not I! I Will survive! Oh, as long as I know how to love, I know I’ll stay alive!



OK, OK, faltou muita coisa, eu sei. Nem Chico Buarque entrou! Nem Maysa, imagina! Mas foi de propósito, para ampliar a lista com as indicações de vocês. Mandem aí!

Beijos,


Isabela – A Divorciada


PS: Tudo bem, isso aqui é um Top Five, mas posso citar uma música mais? Uma homenagem à minha amiga Mazé? Então divirtam-se com Vingança, de Lupicínio Rodrigues: Eu gostei tanto, tanto quando me contaram, que lhe encontraram bebendo e chorando na mesa de um bar... Beijão, Mazé. Saudades!


20 comentários:

Jacyara Faustino disse...

Adorei a seleção, Bela! "Lama" levanta até defunto, imagina só as maravilhas que faz por uma auto-estima cambaleante... rs

Lembrei de uma música do Los Hermanos, chamada "Do lado de dentro". Um trechinho:

"Vai, depois liga
Diz pra sua irmã passar
Que eu vou mandar
Tudo que é seu, que tem aqui
Tudo que eu não quero guardar
Que é pra esquecer de uma só vez
Que este castelo só me prendeu, viu?
Mas o universo hoje se expandiu
E aqui de dentro a porta se abriu."

E depois, com o coração mais calmo, um novo amor é sempre bem-vindo. Aí, é só deixar Roberta Sá indicar o caminho:

"Vem meu novo amor
Vou deixar a casa aberta
Já escuto os teus passos
Procurando o meu abrigo.
Vem que o sol raiou
Os jardins estão florindo
Tudo faz pressentimento
Que este é o tempo ansiado de se ter felicidade."
(Pressentimento)

Xerim.

12 de janeiro de 2010 03:18
Andarilho disse...

Tirando a última do top, eu não conhecia as músicas. Chegando em casa eu dou uma conferida no youtube das outras.

12 de janeiro de 2010 07:58
Paloma, a mãe disse...

Demais, adorei. Mas ó, Lupicínio é imbatível, o cara é simplesmente o máximo. Tem que entrar no top 5!
E tem Bethânia, ai, o que é Bethânia cantando? Eu citaria 'Drama' ("E ao fim de cada ato/ Limpo no pano de prato/ As mãos sujas do sangue das canções") e 'Diamante Verdadeiro', que tem a frase "Eu sou primeiro, eu sou mais leve, eu sou mais eu". Perfeito, né?
Morram, desgraçados! (ó, incorporei o pé na bunda aqui)

12 de janeiro de 2010 09:27
Simone disse...

Acredito que nada melhor que um sambinha pra ajudar nessas horas. Então, minha sugestão é "Volta por cima" de Paulo Vanzolini e se estiver na voz de Beth Carvalho, o "pé na bunda" tá mais que resolvido.

"Reconhece a queda
e não desanima
levanta, sacode a poeira
e dá volta por cima"

Confiem mulherada! É só começar com um samba.

Bjs!!!

12 de janeiro de 2010 09:55
mulherpolvo disse...

Quando eu me separei do primeiro marido, a dor de cotovelo passou num dia em que, no ônibus que me levava, tocou "I will survive".
Mas, hoje, para curar as dores de cotovelo do terceiro milênio, canto " poderosa" da Rita Lee, que foi gravada pelas frenéticas: " eu sei que eu sou bonita e gostosa e sei que você me olha e me quer..."

12 de janeiro de 2010 12:00
Marta Melo disse...

Amei esse post.Mas não posso esquecer da Cher(Strong Enough):

"I'm strong enough to live without you
Strong enough and I quit crying
Long enough now I'm strong enough
To know you gotta go"

Perfeita essa,dá vontade de sair dançando pela casa!!!Bjs!

12 de janeiro de 2010 14:00
SAL disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

adoreeeeeeeeeeei!!! da ate vontade de levar (mais um) pé na bunda, só pra ficar roendo!!! hahahaha

bjo

12 de janeiro de 2010 14:48
Paula disse...

losahhh eu fiz um post sobre isso já!!
AQUI TEM VARIAS! hahhaha
http://papyds.blogspot.com/2008/03/msicas-para-esquecer-um-cafajeste.html

12 de janeiro de 2010 14:53
Beta disse...

AAAAMMMAAAAYYY!

vou ver se eu acho uma figurinha que eu tinha...que falava mais ou menos assim

"o bom do pé na bunda é que ele te faz andar pra frente..."

hahahahaha

e a gente fica xoramingando a toa!

Bjo Belinha

12 de janeiro de 2010 15:40
Cris Hoffmann disse...

Muuuuuuito bom o post!
Adorei que citaram aquela do "e agora você passa e eu acho graça..." porque eu sempre lembro do pedacinho que diz "minha rosa amarela que desfolhou, perdeu a cooooor..." hahahaha!
Beijos gatonas!

12 de janeiro de 2010 19:10
Patrícia Costa disse...

Arrazô! Adoroooo essas músicas...
minha sugestão e meu "hino" atual é
Migalhas - Simone

"Não adianta nem tentar
Maquiar antigas falhas
Se todo o amor
Que voce tem pra me oferecer
São migalhas, migalhas..."

auahuahuahauaau

;)

Abraço

12 de janeiro de 2010 20:17
Roberta da Purificação disse...

"Always on my mind", cantado por Elvys. Tradução, pra facilitar:

"Talvez eu não tenha te amado
Com tanta frequência quanto poderia
Talvez eu não tenha te tratado
Tão bem quanto deveria
E se eu fiz você se sentir a segunda melhor
Garota, desculpa, eu estava mentindo
Você sempre estava em meus pensamentos
Você sempre estava em meus pensamentos
E talvez eu não te abracei
Todos aqueles momentos solitários
E eu acho que nunca te disse
Que sou muito feliz por você ser minha
Pequenas coisas que eu deveria ter dito e feito
Eu simplesmente nunca me dei ao trabalho
Você sempre estava em meus pensamentos
Você sempre estava em meus pensamentos
Diga-me,
Diga-me que seu doce amor não morreu
Me dê
Me dê mais uma chance
De te manter satisfeita
Eu te manterei satisfeita
Pequenas coisas
Que eu deveria ter dito e feito
Eu simplesmente nunca me dei o trabalho
Você sempre estava em meus pensamentos
Você sempre estava em meus pensamentos"

Já era...

13 de janeiro de 2010 10:48
Marília Gil disse...

Olhos nos olhos, de Chico Buarque, não pode faltar.

"Quando você me deixou, meu bem
Me disse pra ser feliz e passar bem
Quis morrer de ciúme, quase enlouqueci
Mas depois, como era de costume, obedeci

Quando você me quiser rever
Já vai me encontrar refeita, pode crer
Olhos nos olhos, quero ver o que você faz
Ao sentir que sem você eu passo bem demais

E que venho até remoçando
Me pego cantando
Sem mas nem porque
E tantas águas rolaram
Quantos homens me amaram
Bem mais e melhor que você

Quando talvez precisar de mim
'Cê sabe que a casa é sempre sua, venha sim
Olhos nos olhos, quero ver o que você diz
Quero ver como suporta me ver tão feliz."


tudo, né, gente?!

13 de janeiro de 2010 14:51
Jussara Gehrke disse...

oi meninas!

adorei o convite, vou mandar uma historia pra vcs qq hora dessas, ok?

beijinhos
Juju

viram que tenho vários blogs?...rs... mania mesmo!...kkkk

13 de janeiro de 2010 16:23
Felipe disse...

Nossa, dá até medo de ocmentar aqui sendo homem, vou apanhar se deixar meu comentário?rs

Gostei da lista, quando tomei um pé na bunda da namorada eu acabei montando um cd com músicas de pé na bunda, vou compartilhar algumas aqui.

Jeff Buckley - Last Goodbye
Bondi Cigars - Separation Blues
Lou Reed - Street Hassle
Pearl Jam - Parting Ways
Grad Funk Railroad - Mean Mistreater
Nick Cave & The Bad Seeds - Still In Love

E pra todo mundo que for ouvir essas músicas, aqui vai uma pra prevenir suicídios...
Bob Marley - She's Gone

Mas cuidado, essa lista é somente para a primeira fase do pé na bunda, se você conseguiu sair da primeira parte, não ouça essas músicas!

13 de janeiro de 2010 18:53
Felipe disse...

Ah, esqueci de falar...
Com vocÊ também aconteceu de "perder" um monte de músicas por conta do término do relacionamento?

Dá uma lida nesse post aqui então...rs

http://coisasqueeuodeio.wordpress.com/2009/03/10/17-musicas-roubadas/

13 de janeiro de 2010 18:56
As primas disse...

Não conheço a maioria hahahaha

Músicas de fossa tem muitas...

E música d início de romance então??

A LOT

hahahaha

.Olívia

14 de janeiro de 2010 00:07
Luciana disse...

Bela,

Vc é mesmo tudo de bom! rs
As músicas selecionadas por vc são "óteemmaas".
Acrescento aqui "Cansei de esperar você", de D. Yvonne Lara e Délcio Carvalho, ainda mais linda na voz de Roberta Sá. Uma delícia de resposta... Depois dela, o pé na bunda é bem devolvido!!

Bjs

14 de janeiro de 2010 03:07
Ana Paula disse...

Adorei!!!

Incluiria umas do Chico, umas do Paulinho MOska... Minha lista seria bem maior que essa. Da Clara Nunes tbém incluiria aquela: "Por isso não adianta estar no mais alto degrau da fama, com a moral, toda enterrada na lama". Bom, eu qdo levei meu ultimo pé na bunda escutei tanto Oswaldo Montenegro que já me sinto íntima dele.
Bjos

14 de janeiro de 2010 09:09
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Gentémmmm, essa lista tá muito cabeca!!!

Para mim, separações evocam nosso lado cafona. E para tanto, nada melhor que uma música sertaneja, hahahaha.

Meu lema do momento é: "Não vou mais chorar como choreeeei, nem me lembrar que um dia te amei, bye bye tristeza, adeus solidão, vou fazer pirraça no seu coraçãaaaaao".


Simples assim, rsrs.

Mss claro que Chico é sempre Chico. Adoro "Hoje tenho apenas uma pedra no meu peito, exijo respeito, não sou mais um sonhador. Chego a mudar de calçada quando aparece uma flor, e dou risada do grande amor. MENTIRA!!!"

beijuuuu

deb sertaneja

18 de janeiro de 2010 14:18