quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ele é casado...

Nos últimos dias, coincidentemente, duas leitoras escreveram para desabafar sobre um mesmo dilema: estão enroladas com homens casados. Tanto que eu pedi a elas, duas fofas, simpaticíssimas, queridas, para escrever um texto só. Devidamente autorizada, começo agora as duas histórias. Falarei de uma de cada vez, sim? Ah, como sempre, as duas querem ouvir vocês nos comentários. Lá vai:

Gilda (nome fictício) mora em Salvador, Bahia. E em 2007 foi apresentada ao Sr. Casado por meio de uma amiga em comum. Ele caiu matando, ela não deu muita bola. Em 2009, voltaram a se encontrar por acaso. E ele atacou novamente. Não rolou nada, mas Gilda também não perdeu a chance de viajar para a cidade dele por ocasião de um congresso. Foi com umas amigas e pensou em encontrá-lo, por que não? Ao ligar para avisar a novidade, ouviu a bomba: “sou casado e minha mulher está grávida”.

Ela ficou arrasada, mas viajou mesmo assim. Iria com as amigas, tudo bem. Ele foi atrás dela, que não resistiu. Passaram três dias juntos. E depois ele foi a Salvador visitá-la. Ficavam assim, se vendo de quando em quando. Até que ela se apaixonou. E começou a ficar mal com a situação. Segundo Gilda, ele “não fala em se separar em momento nenhum”. Arrasada, ela terminou tudo com ele há pouco tempo, mas está sofrendo muito.

Nossa amiga Bianca (nome fictício) vive em Vila Velha, no Espírito Santo, e tem 29 anos. Há três anos, começou a ser assediada por um colega de trabalho, Cláudio (nome também fictício). Um belo dia, na hora do almoço, foram dar uma volta na praia. Ele pediu um beijo. Foi quando tudo começou. Algum tempo depois, ele mudou de emprego, mas o caso continuou. Falavam-se diariamente por MSN, torpedo, telefone. E se encontravam durante a semana. “Ele nunca abria mão da vida dele por mim”, contou Bianca.

Quando cobrou dele uma atitude, para saber se ele planejava se separar, já que a história deles crescia e que a “química” entre eles era “perfeita”, nossa leitora ouviu que ele “nunca havia pensado nisso”. Hoje, ela não consegue se afastar. E sofre ao vê-lo sendo pai (ele tem um filho), trocando de carro, reformando a casa, fazendo planos com a titular. No último encontro, numa conversa sobre eles, ouviu dele que “o que tiver que ser será”.

Lindonas: vocês são adultas e sabem o que devem ou não fazer. Mas eu não posso deixar de dizer que o meu radar para homens malas captou vibrações fortíssimas de roubada lendo as histórias de vocês. Ambas são mulheres batalhadoras, esclarecidas, românticas. Merecem mais, muito mais. E sabem do que? Sr. Casado e Cláudio têm ao menos uma virtude: não estão iludindo vocês, não dão esperanças, são honestos nesse ponto.

Diante disso, é ter força e seguir adiante. Não estou dizendo que é simples terminar, nem quero julgá-las, mas, sinceramente, não vejo outro caminho. Torço por vocês, viu? Fiquem bem. E me escrevam para contar de novos e melhores amores depois. Arrepiem, como diria o meu queridão Nivaldo.

Beijos, beijos, beijos para as duas,

Isabela – A Divorciada

34 comentários:

Tuka Siqueira - Ktralhas disse...

A primeira coisa a se pensar nesses dois casos, é que quem é infiel, será sempre, seja com a atual mulher, seja com vocês. Segundo lugar, ser a outra definitivamente não é projeto de vida pra ninguém, um casinho ainda se admite, mas passar a vida inteira esperando pelos restos da oficial é se amar muito pouco. Ok, falar é fácil, mas é o que eu acho, caiam fora dessa armadilha e vão ser felizes com que lhes dá valor!!!

Beijos

23 de setembro de 2010 02:59
Anônimo disse...

Então, achei melhor comentar anonimamente ...
Passei 3 anos e meio "namorando" um cara casado. Não, ele não era casado quando conheci. Sim, ele casou ENQUANTO a gente tinha uma história.
Sempre foi tudo muito complicado, ele casou por "imposição" da mãe (religiosa), mas nunca conseguimos ficar sem nos ver. Culpo tanto ele quanto a mim pelo erro de viver um relacionamento não oficial.
Amei muito, fui muito amada, SOFRI MUITO. Se me arrependo? NUNCA. Se aconselho? NUNCA.
Se der pra evitar entrar nessa situação, evitem. Se entraram e ainda não se apaixonaram de verdade, sai fora. Se já estão apaixonadas, bom daí cada uma sabe como seguir com a vida né.
Beijos

23 de setembro de 2010 07:15
Luciana disse...

Desculpe-me a sinceridade, mas eu acho que quem namora homem casado não tem um pingo de respeito pelo próximo. Ficar com o cara e a esposa dele lá, grávida pra mim é cúmulo do mau caratismo. Ninguém é animal irracional pra não conseguir se controlar e sair de uma relação tão ruim pra tantas pessoas.
É só a minha opinião.
bjo

23 de setembro de 2010 08:36
Anônimo disse...

Faço minhas as palavras da Luciana e ainda reforço: será que em algum momento elas chegaram a inverter o jogo, se colocaram no lugar da mulher do cara e imaginaram como se sentiriam se o marido tivesse um caso?
Tenho pensado muito ultimamente sobre estas questões de infidelidade. Tenho um amigo que diz que é da natureza masculina trair, que a monogamia foi imposta pela igreja e "poda" os desejos reais e irracionais do homem, diferente da mulher, que procria e cuida dos filhos. Enfim, teorias malucas a parte, confesso que acredito em parte no que meu amigo diz. Atualmente se tornou a coisa mais comum do mundo trair, raro é encontrar um homem fiel e deveria ser o contrário, não é? Penso então em como os homens fariam com sua natureza infiel e poligâmica, se não encontrassem mulheres dispostas a saírem com homens comprometidos. Se não existissem mulheres como a Gilda e a Bianca, que se prestam a esse papel de outra, como é que os homens seriam infieis?
Enfim, acho tudo muito triste e a maior falta de caráter do planeta uma mulher que sai com um homem que tem uma esposa e a gravidez é um agravante. É claro que não estou dizendo que os casados não são os grandes fdp da história e sei que são eles que devem fidelidade a suas esposas e não as moças, mas ainda acho que as mulheres têm se valorizado cada vez menos, perdido sua dignidade e amor próprio por completo.
É um absurdo muitíssimo grande elas se envolverem com um homem casado, mas acho que pedir (ou esperar) que ele se separe é ainda pior. É se achar no direito de destruir uma família, uma união sagrada, é fazer alguém passar pela dor de um divórcio, é fazer uma criança crescer sem um pai presente, sem uma família estável. E pra quê? Pra fazer o cara separar da esposa, assumir algo com elas e serem elas as traídas, porque é certo que eles encontrarão novas amantes numa bola de neve sem fim. Pensar que eles seriam fieis a elas é ser mais do que inocente, é ser burra.
Desculpe se falei demais ou se fui grosseira, mas esse assunto realmente me intriga e me revolta, já fui traída por um namorado e conheço a dor de quem está do outro lado. Acho que colhemos o que plantamos e acho que só "acordamos" para algo quando sentimos na pele, então, quando forem elas as traídas por seus maridos, devem se lembrar que merecem essa dor, porque já a causaram em outras pessoas.

23 de setembro de 2010 09:04
Anônimo disse...

Faço minhas as palavras da Luciana e ainda reforço: será que em algum momento elas chegaram a inverter o jogo, se colocaram no lugar da mulher do cara e imaginaram como se sentiriam se o marido tivesse um caso?
Tenho pensado muito ultimamente sobre estas questões de infidelidade. Tenho um amigo que diz que é da natureza masculina trair, que a monogamia foi imposta pela igreja e "poda" os desejos reais e irracionais do homem, diferente da mulher, que procria e cuida dos filhos. Enfim, teorias malucas a parte, confesso que acredito em parte no que meu amigo diz. Atualmente se tornou a coisa mais comum do mundo trair, raro é encontrar um homem fiel e deveria ser o contrário, não é? Penso então em como os homens fariam com sua natureza infiel e poligâmica, se não encontrassem mulheres dispostas a saírem com homens comprometidos. Se não existissem mulheres como a Gilda e a Bianca, que se prestam a esse papel de outra, como é que os homens seriam infieis?
Enfim, acho tudo muito triste e a maior falta de caráter do planeta uma mulher que sai com um homem que tem uma esposa e a gravidez é um agravante. É claro que não estou dizendo que os casados não são os grandes fdp da história e sei que são eles que devem fidelidade a suas esposas e não as moças, mas ainda acho que as mulheres têm se valorizado cada vez menos, perdido sua dignidade e amor próprio por completo.
É um absurdo muitíssimo grande elas se envolverem com um homem casado, mas acho que pedir (ou esperar) que ele se separe é ainda pior. É se achar no direito de destruir uma família, uma união sagrada, é fazer alguém passar pela dor de um divórcio, é fazer uma criança crescer sem um pai presente, sem uma família estável. E pra quê? Pra fazer o cara separar da esposa, assumir algo com elas e serem elas as traídas, porque é certo que eles encontrarão novas amantes numa bola de neve sem fim. Pensar que eles seriam fieis a elas é ser mais do que inocente, é ser burra.
Desculpe se falei demais ou se fui grosseira, mas esse assunto realmente me intriga e me revolta, já fui traída por um namorado e conheço a dor de quem está do outro lado. Acho que colhemos o que plantamos e acho que só "acordamos" para algo quando sentimos na pele, então, quando forem elas as traídas por seus maridos, devem se lembrar que merecem essa dor, porque já a causaram em outras pessoas.

23 de setembro de 2010 09:05
Andarilho disse...

Bem, tanto a Gilda quanto a Bianca sabem que os caras são casados e não vão largar as oficiais pra ficar com elas. Então, se quiserem continuar, fiquem sabendo que não vai ter final feliz de conto de fadas nessas histórias.

E outro ponto, muito bem levantado pelos outros comentários: se o cara trai a mulher, provavelmente ele vai trair a amante tb. E não, não se achem especiais, que é só com vocês, porque vcs são lindas e maravilhosas. Isso só acontece em filme (ruim). E aí, elas aguentam tb ficar do outro lado, de serem cornas?

23 de setembro de 2010 09:16
Albuq disse...

Oi Bela, concordo com você!

Acredito que diante da situação o negócio é seguir em frente, deixar tudo isso para traz porque nada vai acrescentar, a não ser, sofrimento!
Desejo boa sorte, porque sei que elas sabem o que fazer! bjs

23 de setembro de 2010 09:22
Flávio P. disse...

Meninas, que bom que vocês pelo menos encontraram rapazes sinceros. Não escondem que são casados e ainda tem a diguinidade de assumir que vocês não vão passar de meras amantes. (bons meninos!!! rsrsrsrs) Pelo menos não tem ninguém iludido nessa história. (nem as esposas, pois se alguma de vocês acredita realmente que homem é 100% fiel, revejam seus credos!!!).

Quanto a isso tudo bem. As pessoas têm que entender que existem mulheres que nasceram para serem esposa e mulheres que nasceram para serem amantes. Isso é fato! É como alguém que gosta de jiló e há quem deteste o coitado!!! O que é o meu caso!!!

Cada uma segue o curso que melhor se encaixa no seu perfil, na sua personalidade.

Meninas, vai aqui uma dica, curtam enquanto o romance extraconjugal esta gostoso (para eles é claro), um dia eles irão enjoar de você e iniciarão outro relacionamento, isso também é normal e comum a quem trai!

Não se desesperem e assumam o papel que lhes cabem. Estejam sempre disponíveis, sejam sempre carinhosas, fogosas, atenciosas e não tragam problemas para a cama! Assim a coisa pode durar mais do que o normal

Boa sorte!

23 de setembro de 2010 10:58
Michelle disse...

Eu juro que eu queria entender o que um homem casado, que não pensa em se separar pensa pra arrumar uma amante!!!

Se fosse um casinho ocasional dá até pra falar em instinto masculino, mas quando a coisa se torna "namoro firme" não consigo entender!!!!

Pras meninas eu diria...caiam fora, por mais que doa agora é sempre melhor cair fora o quanto antes!!!

E mais uma vez entramos naquela história que a Mari (blog Sozinha ou Acompanhada) escreveu há 2 dias atrás...as mulheres são sempre as culpadas!!!

Bjus

23 de setembro de 2010 11:19
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Flávio!

Vc acaba de cair dois pontos no meu conceito!!! Como assim??

Eu prefiro continuar sendo mulher e amante numa só. Que cunveeeersa!!

Mó Oldfashion isso aê.

bjss

deb

ps: amem muito, meninas, e desencanem do resultado - quase nunca é como esperamos mesmo

23 de setembro de 2010 11:20
Anônimo disse...

Um tipo de comentário como esse só podia vir de um homem mesmo. Não consigo entender como essas criaturas tão incompletas, que se movem pelo instinto animal (e ancestral)de meros reprodutores, não são capazes de evoluir o suficiente para compreender os benefícios de uma relação monogâmica? Posso entender que o amor não dure para sempre e que então pode haver uma separação e um novo casamento, mas viver uma relação de aparências com uma coitada que acredita naquele homem que transa com outra (ou outras) apenas pelo prazer momentâneo é muita falta originalidade pra dizer o mínimo.
Eles poderiam aprender a serem companheiros de suas esposas, diminuindo-lhas a carga de responsabilidades sobre os filhos e a carga emocional que estes lhes cobram, ajudando-as com isso a estarem mais dispostas ao sexo já que é só isso em que eles pensam. Podiam não submeter suas esposas à pressão de serem perfeitas e terem que tomar conta de tudo, trabalho, casa, filhos, escolas, empregadas, sogra, inclusive deles que viram umas manteigas imprestáveis assim que o nariz entope numa gripezinha à toa, e ainda estarem bonitas, cheirosas e bem dispostas pra eles enquanto eles só se preocupam em trabalhar, fazendo a carga de estress emocional delas ser tão grande que acabam esquecendo-se de si mesmas, embarangando como eles mesmos alegam depois quando as largam por uma com a metade da idade, esquecendo de todas as renúncias que esta mulher fez para que ELES tivessem suas carreiras protegidas, para que ELES pudessem continuar estudando, para que ELES, não ficassem estressados e doentes...
Enfim, os homens são uns egoístas, imaturos, irracionais. Podiam fazer de suas esposas a parceira ideal, inclusive na cama, se tivessem competência para isso, mas preferem ficar pulando de galho em galho, como macacos que é o que ainda são.

23 de setembro de 2010 11:25
Jeff Prestes disse...

Olá Gilda e Bianca,

como outros aqui digo a vocês: fujam dessa enrascada.

Dói muito sair - as meninas são testemunhas disso. Mas a gente precisa se amar e querer o melhor da vida. Por que vocês se contentam com pouco?

Sou homem mas penso algumas coisas diferentes do Flavio e creio que ele também. Deve ter sido só provocação. Abaixo algumas outras considerações masculinas.

Vocês mulheres precisam tomar consciência é: são vocês que mandam na relação. Vocês é que põem limites.

Muitos homens são meio como cachorros, abanam o rabo pra todo o lado. Joga charme, flerta, faz de tudo mas se a mulher não quiser, ele não faz nada. Acho muito mais fácil um homem cair na lábia de uma mulher do que o contrário.

Para alguns homens é divertido ter amante. É como jogar Tennis, futebol. Confesso que tenho pena dessas moças pois ouço como esses caras falam dessas mulheres. Quem gostaria de ser comparado a uma marmita? Triste, não?

Para outros é uma fuga. Eles são tão covardes que vivem numa realidade que não tem coragem para mudar e arrastam duas pessoas com ele (a esposa e a amante). É fácil ter a conveniência social com uma e o amor e sexo com outra. Dificil é ter coragem de encontrar alguém para viver algo pleno. Dificil mesmo.

Enfim, eu não traí. Eu saí do meu casamento pela porta da frente, me arrependi em alguns momentos mas hoje vejo que quero ser feliz de verdade e não meio feliz. Fácil não é mas tenho fé em Deus e esperança na vida. Ainda irei encontrar uma mulher para ser minha companheira e amante.

Tudo de bom a vocês.

Bjs

23 de setembro de 2010 13:38
Anônimo disse...

Meninas,
é difícil, doído, mas se partirem da questão "não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com vc" essa questão já está definida. E mais: se vcs tem dúvidas sobre a relação, beleza, pois então não há mais dúvidas. Pro amor, a questão é muito clara. Ou é, ou não é. Se há dúvida, a questão já está respondida.

23 de setembro de 2010 13:45
Anônimo disse...

Bem, historia complicada dessas meninas, traição nunca é legal, já fui e sei como dói! Mas não me cabe julgá-las por que somos seres humanos susceptível a constantes erros, que atire a 1ª pedra que nunca errou.
Ninguém sabe o momento em que elas viviam que se deixaram levar por essa ilusão,mulheres são muito "emoção", pelo que li nem um dois casos elas que avançaram nos dito cujo, sim partiu deles e como a maioria das vezes. Há muitas mulheres que abstem a culpa dos dignissimos culpando todas as mulheres como devassas. Não acho que elas sejam mal carater por tal atitude, mas já que viram que não vai rolar, saiam, fora msm!Chega de sofrimento! Não acho que ninguém destrói FAmilia de ninguém, conheço casos de homens que traem, não amam suas esposas mas tb não se separam, isso acho muito pior, covardes, é prefirivel ter uma "Familia" assim? por convenção...Acho o assunto complicado para sair julgando as pessoas...Força meninas!

23 de setembro de 2010 13:46
Tati M® disse...

Conselho para as duas cúmplices do adultério:

VOCÊS PRECISAM DE TERAPIA!!!

Sair com homem casado é indicativo de falta de caráter ou AUTO ESTIMA NULA.

Sai dessa, jacaré!

23 de setembro de 2010 14:30
kkfaria disse...

Sinceramente, os caras já disseram que não vão mudar a vida deles por elas, então pra que insistir num relacionamento furado? Para magoar a vcs mesmas e às mulheres deles. Ah! sai dessa. Curte a dor de cotovelo que logo mais aparece um cara disponível...

23 de setembro de 2010 15:33
Lília disse...

Como já disseram por aqui, eu também não consigo entender, porque alguém se mantém casado se precisa de uma relação extra conjugal. Eu penso que somos sempre livre, ninguém é obrigado a estar com ninguém e se você trai é porque realmente não ama! Então porque se mantém casado?

Outra coisa que me impressiona é ingenuidade feminina de acreditar que com ela tudo será diferente... e nós sabemos que não existe isso!

É um assunto deprimente, porque sabemos que a infidelidade na vida real está maior do que nas novelas de Manoel Carlos, então você começa a ficar paranóico achando que pode ser corna a qualquer momento, ou acredita e confia na pessoa que tem ao lado e infelizmente essa pessoa pode ser um bom FDP ou não. São coisas que acontecem...

Mas optar por ser a outra é demais para mim!

Meninas, se valorizem mais, busquem o que é de vocês e não o que já tem dono!!

Super beijos

23 de setembro de 2010 16:13
A 'PROGETTISTA' disse...

Queridas, eu tenho uma grande experiência no assunto, hahaha, e não sou nada conservadora em relação a amor, pero... Tive um caso de tres anos comum gato casado, por exemplo, que acabou simplesmente pq eu mudei de país (um pouco por conta do caso e da decepçao). E é o seguinte: é dificil que eles se separem. E, se separarem, trarão a ex junto, com toda certeza, e os filhos, entonces, melhor partir para outra é a melhor coisa. E olha que o meu sr. casado 'ameaçou' vir me ver, hahaha. E eu disse: NAO, hehehe. Beijos.

23 de setembro de 2010 16:15
Insana disse...

Eu queria saber o endereço de e-mail para poder escrever a vcs.. eu ando em um dilema que ta pegando minha mente.

Sobre homens sacados, na maioria das vezes eles continuam casados.

bjs
Insana

23 de setembro de 2010 16:44
Elaini disse...

Vamos lá, faz um tempão que não deixo comentário aqui.. Sempre que ouço uma história de uma pessoa que se deixou envolver com alguém que já está num relacionamento sério me pergunto o que levou a pessoa a se julgar tão baixa assim, afinal, se ela gostasse um pouquinho de si mesma, ainda que quase nada, não aceitaria estar à sombra de outra pessoa... Como em vários comentários já se comentou, não existe ninguém inocente nessa história, as duas estavam conscientes do casamento dos caras com quem se envolveram. Diante disso, a única pergunta que, a meu ver fica, é: até quando vocês se sujeitarão ao papel de pessoa sem valor nessa história? Afinal, se qualquer um dos dois a valorizasse, ainda que um pouquinho, colocaria cada uma de vocês na posição de destaque que merecem... Se você sofre ao se afastar é porque julga que o filho da p**a era algo bom, na boa, se ele não a valorizou, porque valorizá-lo? Bem, é essa minha opinião...

23 de setembro de 2010 17:18
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Insana,

Nosso e-mail é 3xtrinta@gmail.com

Beijos,

Bela - A Divorciada

23 de setembro de 2010 17:54
Flávio P. disse...

Oi Deb, relaxe! Como disse o Jeff Prestes foi pura provocação!
Quando escrevi para “as meninas” tinha a intenção de fazer com que as mesmas pensassem na situação em que estão vivendo. Fiz uma relação entre ser "amante" x "garota de programa". Algo do tipo. Tentei ser sutil, irônico. Queria mostrar que isso só é bom para eles ou nos homens como queiram. Amantes não passam de um passatempo ou algo do gênero.

Concordo quando vocês falam que mulher tem que se valorizar. A coisa esta muito fácil. Hoje quem gasta dinheiro com sexo é por que quer. Sexo está tão banalizado que em qualquer festinha ou happy hour você sai com uma menina direto para um motel. Meninas se valorizem!

Mas infelizmente parece que não me fiz entender por completo. Peço desculpas se ofendi a dignidade de alguém! Não era a minha intenção. Mas pelo menos serviu para abrir um novo debate. E isso sim é muito bom!

Vivi com uma pessoa por 09 anos, fui casado e nunca a trai. Fomos felizes durante todo o nosso relacionamento. Mas infelizmente uma doença arrebatou a minha ex-mulher e isso afetou o nosso convívio e não estamos mais juntos. O respeito e o querer bem ainda existem entre ambos.

Anônima que me criticou, como assim nos homens somos seres incompletos?! A expressão mais acertada seria INSACIÁVEIS!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkk brincadeirinha só para descontrair!

Beijo a todas e até a próxima!

PS: E ai Deb, recuperei os pontos????

23 de setembro de 2010 18:31
Anônimo disse...

Quero registrar meu testemunho. Ha quase 9 meses venho sendo "perseguida" por um colega de trabalho. No inicio, ele se aproximou como um novo grande amigo. Sempre gentil, cavalheiro, um fofo! Me levava nos lugares mais legais para happy hour. Nao podia imaginar que ele era comprometido, afinal, estava sempre livre, chegamos a sair num sabado! Foi quando me apaixonei e ficamos juntos algumas vezes. Mas sempre depois que rolava ele esfriava comigo. QUal nao foi minha surpresa um dia, quando depois de eu ter dado um check mate ele confessou que ainda estava enrolado com a ex dele. Perai?! Ex? Ele teve uma namorada recente entao? Enfim, mentira atras de mentira... Minha tese eh de que ele eh , sim, um covarde por fazer isso com a mulher. Fica dividido entre a acomodaçao e o risco de começar tudo de novo. Nao vou mentir, quando soube a verdade, la no fundinho pensei que poderia conquista lo, afinal de contas, qdo a gente ta apaixonada se sente mesmo a mais especial... massssssssssssss, depois de uns tapas na cara de uma grande amiga minha, caiu a ficha de que se ele quer arrastar uma situacao triste assim, nao eh problema meu!
Para resolver a situacao, eu aprendi a girar a chave do meu padrao de pensamento. Quando ele vem cheio de galanteios, me convida para sair, eu de vez em quando ate vou. Mas nao fico mais com ele, e a todo galenteio penso - nao vou leva-lo a serio, isso eh ilusao, nao vai me levar a nada. E assim tenho feito ha 2 meses pelo menos. Tem dado certo.
Para finalizar, SIM, o fato de uma mulher sair com um homem casado, ser amante, tem TUDO a ver com baixa auto estima. Reconhecer isso é o primeiro passo para a mudança.
Boa sorte!!!
Desejo que encontrem o caminho, como eu - recentemente - encontrei o meu. Graças a Deus, é possível.

Bj

23 de setembro de 2010 23:05
DayseCosta disse...

Talvez voces estavam carente demais e ai se deixaram levar pela situação.mas tentem lutar contra isso,voces com certeza voces encontrarão pessoas livres para viverem um belo romance.Bj...

24 de setembro de 2010 08:38
Anônimo disse...

As pessoas que dão conselho criticando com certeza nunca estiveram nessa situação, como as queridas do post. E vão dizer que nem vão estar. Meninas, ninguém se garante nesse mundo. São anos e anos de vida pela frente e pode acontecer com vcs. Por isso não julguem.

Esse negócio de se por no lugar da esposa, vcs estão (de novo) julgando a esposa, que as vezes pode ser uma louca, infiel, intere$$eira, acomodada. E estar grávida não é ser café com leite.

Depois de muito estudar, na minha opinião a grande maioria dos casamentos por aí são infelizes e adúlteros. Pelo menos de um lado! Vcs se surpreenderiam se pudessem ver a quantidade de histórias paralelas que ninguém vê. Até Manoel Carlos ficaria surpreso.

Voltando ao assunto, o conselho para as meninas: que seja bom pra vcs. Qdo deixar de ser, sejam fortes para deixar a história pra trás. Vcs conseguem.

Beijos

24 de setembro de 2010 10:34
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Não, Flávio, só piorou, rsrsrss.

"Sexo está tão banalizado que em qualquer festinha ou happy hour você sai com uma menina direto para um motel. Meninas se valorizem!"

COMO ASSIM, BIAAAL???

Já te ocorreu que as mulheres também gostam de sexo? Já te ocorreu que as mulheres gostam, inclusive, de uma noite de sexo após um happy hour e nada mais? Já te ocorreu ainda que nem sempre fazemos sexo em troca de amor, romance, namoro ou afeto como se costuma pensar?

Santa caretice, Batman!!!

Sorry, costumo ficar bem quietinha quando discordo das coisas que leio aqui, afinal, cada qual com seu modo-di-pensá. Mas essa sua provocação foi irresistível.

beijos

Deb

24 de setembro de 2010 12:22
Frô disse...

Meninas,

Que bela discussão. Eu também já saí com homem casado. Depois que a empolgação do 'casinho' passou, me senti mal com a situação de estar sempre em segundo plano e acabei com a história.

Hoje não acredito mais em fidelidade. Não acredito para a minha vida, e não pratico mais, seja trair ou sair com homens comprometidos. Eu cuido do meu comportamento, por uma questão de princípios.

O pior foi ouvir esses dias de um amigo quando eu dizia que o 'Fulano Casado' era bonitinho e ouvi um 'Pra vocês brasileiras sair com homem casado é normal'. Quê? Sem noção.

Meninas, vocêm podem não acreditar no que vou dizer porque estão enroladas com esses ordinários, mas tem SIM homens solteiros e interessantes nesse mundo que ainda vão te amar MUITO! Se libertem pra deixar as coisas boas acontecerem na sua vida. Como disse o Jeff, não vale ser meio-feliz.

Coragem em bola pra frente!

24 de setembro de 2010 12:26
Flávio P. disse...

Oi Deb, vou refletir um pouco mais sobre o assunto... rsrsrsrs Beijos

PS: "Oldfashion" foi boa... de verdade! rsrsrsrs

Acho que preciso ser mais leve realmente e encarar as coisas com mais naturalidade!!!

Sexo é bom e todos realmente têm o direito de praticar independente do “sexo”!!! Vou internalizar isso!

bjs

24 de setembro de 2010 14:50
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Essa coisa do homem casado é mesmo recorrente!!!! Parece que sempre tem uma história .... e as coisas nunca são muito simples pois envolvem sentimentos e emoções. E não acredito mesmo que o tal de Flávio (aliás SUPER MACHISTA E PRECONCEITUOSO....JESUS CRISTINHO NOS LIVRE DE HOMENS ASSIM!!!!) esteja certo, todos os envolvidos se envolvem emocionalmente mesmo que não queiram admitir.
Agora o que vocês devem fazem meninas é realmente ouvirem a voz do coração de vocês, que pelo que contam está muito triste! Tem muito homem solteiro e legal por aí sim! E ficar sozinha é bem gostoso tb! Melhor que ficar triste!
beijocas,
Mari.

24 de setembro de 2010 19:35
Anônimo disse...

Nossa!! Fiquei impressionada com a quantidade de julgadores e inquisidores neste post!

Não sou defensora da infidelidade, mas acho que isso pode acontecer sim, com qualquer um! Quem tem teto de vidro não deveria atirar pedra e todos nós estamos vulneráveis.

Sou casada e fiel, mas sou mulher, ser humano e cheia de desejos, assim como os homens. Sinceramente, não me condenaria se algum dia viesse a trair e nem condenaria meu marido. Só não sei exatamente o que ele pensa a esse respeito.

Concordo com Frô e com Jeff Prestes (achei lindo o que ele escreveu).

Tenho um amigo que eu sei que trai a esposa, ele não a ama e vive por conveniência. Por que ele faz isso? Não sei! E ele também não sabe! Mas, o mais interessante é que muitas vezes vejo ele falar da amante com muito mais carinho e amor do que ele fala da esposa.

Bom, voltando ao assunto e concordando com um dos anônimos: "que seja bom pra vcs. Qdo deixar de ser, sejam fortes para deixar a história pra trás."

Meninas, não se julguem e nem deixem ninguém fazer isso, mas não acreditem em contos de fadas e que esse final será feliz, acho pouco provável. Os homens, em geral, passam a vida sendo meio-felizes porque falta coragem para enfrentar os rompimentos e as mudanças.

beijos e boa sorte!

25 de setembro de 2010 22:32
Anônimo disse...

Namorar, ter caso com homem casado....é uma grande encrenca!
Eu vivi um casamento muito feliz, meu marido era o senhor perfeito, tivemos tres filhos e um belo dia começo a receber telefonemas anonimos de que ele tinha outra...era verdade, meu mundo caiu...sofri muito, decepção, sentimento de culpa, muita humilhação(a amante frequentava a minha casa e veio me visitar no hospital com meu recem-nascido)e isso destruiu a minha alto-estima. Claro que acabei com o casamento na hora que soube.
Na minha opinião, mulher que se envolte com homem casado não presta, assim como ele, não tem moral e nem noção de quanto ela pode fazer uma pessoa sofrer.

26 de setembro de 2010 23:23
Anônimo disse...

Para mim, quem trai é um covarde, que não tem moral e respeito com a esposa e muito menos com as amantes, porque é claro, se ele trai a esposa com uma pode trair com mais....E a mulher que se sujeita a ser a outra, eu acho muito pior do que o traidor, porque ela já esta entrando em um relacionamento de enganação e falsidade. Nenhum dos dois tem dignidade.

26 de setembro de 2010 23:27
Anônimo disse...

Existem certas situações, que só vivendo na pele pra saber como é.. na verdade ninguém quer ser a outra, claro que podemos evitar muitas coisas, mas infelizmente não podemos dominar nosso coração, e se acontece, é porque deixaram a oficial, deixou lacunas, e em algum momento alguém iria preencher essas lacunas.. gente não vamos jogar pedra no telhado dos outros, porque todos temos telhado de vidro... na teoria tudo é fácil, mas na prática tudo é bem dificil, é aquilo... só vamos entender quando sentirmos isso na pele, ser a outra não é o sonho de ninguém, mas as vezes acontece!

15 de dezembro de 2010 15:42
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 22:44